domingo, 18 de fevereiro de 2018

RÚSSIA DÁ COBERTURA TÉNICO-MILITAR À VENEZUELA, FATO RESSALTADO POR MADURO - Venezuela não precisa pedir ajuda para Rússia, pois já a recebe 'do líder do novo mundo'




Nicolás Maduro, presidente da Venezuela no Fórum Internacional Semana da Energia da Rússia

Venezuela não precisa pedir ajuda para Rússia, pois já a recebe 'do líder do novo mundo'

 
© Sputnik/ Sergei Guneev


O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, declarou que a Venezuela já recebe ajuda militar russa há 15 anos, agradecendo, nessa conexão, ao líder "do novo mundo" russo, Vladimir Putin.

Nicolás Maduro está em Moscou para participar do Fórum Internacional Semana da Energia da Rússia.

"Não temos que pedir ajuda [militar] da Rússia, já a temos faz 15 anos", declarou o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, durante seu discurso no fórum em Moscou.
 
O líder venezuelano destacou as "relações de respeito e admiração mútua", estabelecidas entre ambos os países pelos presidentes Hugo Chávez e Vladimir Putin.
"Fui testemunha da amizade, da admiração mútua, da sintonia no pensamento, da química entre os dois, e essa amizade continua", afirmou.

Ao mesmo tempo, o presidente recordou que antes "todo o armamento da Venezuela vinha dos EUA.". No entanto, Caracas recebeu "um bloqueio" no campo militar por parte de Washington, que "nunca foi declarado, mas sim aplicado".

"Desde esse momento, o comandante Chávez abriu o caminho de cooperação com a indústria militar russa", destacou Maduro e agradeceu a Putin "por apoiar a Venezuela, a América Latina e o Caribe".
"O verdadeiro líder do novo mundo em formação e do mundo em que queremos viver, é Vladimir Putin", confirmou o presidente da Venezuela.

Além disso, o presidente venezuelano sublinhou que graças às "extraordinárias" equipes militares terrestre, aérea e naval da Rússia, a força do país "é muito sólida".

Vale destacar que Maduro revelou que um dos temas principais das reuniões bilaterais durante este fórum será "o fortalecimento [da cooperação] no campo técnico-militar com a Rússia, que tem sido muito benéfico para nosso país".

Nenhum comentário:

Postar um comentário