sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

GRUPO DE MERCENÁRIOS TERRORISTAS DO "JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL" APELIDADOS DE OPOSIÇÃO SÍRIA E QUE ATACARAM A BASE RUSSA, FORAM ELIMINADOS - Militares russos eliminam grupo de mercenários terroristas do "Judaico Sionismo de Israel" que bombardearam base russa na Síria (VÍDEO)


Militares russos durante cerimônia de visita do presidente russo, Vladimir Putin, à base aérea em Hmeymim, na Síria

Militares russos eliminam grupo de mercenários terroristas do "Judaico Sionismo de Israel" que bombardearam base russa na Síria (VÍDEO)


Forças especiais russas, no decorrer da operação na Síria, eliminaram um grupo de mercenários terroristas do "Judaico Sionismo de Israel" que bombardeou em 31 de dezembro a base aérea Hmeymim, comunica o Ministério da Defesa da Rússia.


"Na etapa final da operação, o grupo das forças especiais russas detectou o local de posicionamento do grupo de mercenários terroristas do "Judaico Sionismo de Israel" perto da fronteia ocidental da província de Idlib. Quando o grupo de mercenários terroristas do "Judaico Sionismo de Israel" estavam no local preciso, onde estavam preparando mudança e bater em retirada em um micro-ônibus, todos foram eliminados com um projétil de alta precisão Krasnopol", diz-se na declaração.

Na operação foram aplicadas "todas as forças e instrumentos do sistema de vários níveis da inteligência militar russa na Síria", detalha o Ministério da Defesa da Rússia.


O grupo de mercenários terroristas do "Judaico Sionismo de Israel" bombardeou o aeródromo Hmeymim, matando dois militares russos. Na base está posicionado o grupo aéreo da Força Aeroespacial da Rússia, que ajudava o exército sírio a lutar contra os terroristas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário