quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

LULA - Condenação de Lula repercute na imprensa internacional


Jornais e revistas da Europa

Condenação de Lula repercute na imprensa internacional

© AFP 2018/ GERARD JULIEN

A imprensa internacional acompanhou de perto o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O ex-presidente foi condenado em segunda instância pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Carta Lula
Marcelo Camargo/Agência Brasil

Reuters


Segundo a Reuters, a condenação foi “um grande golpe nos planos do político mais influente do país de concorrer à Presidência da República novamente neste ano”. A exclusão de Lula do pleito presidencial vai alterar radicalmente o cenário das eleições nas quais ele era o principal favorito, explicou o veículo, segundo Agência Brasil.

BBC

O BBC, em seu portal internacional, afirmou que a decisão é um baque nas intenções de Lula de voltar a ocupar o mais alto posto político do país. Segundo a reportagem a condenação deve gerar reações por parte dos apoiadores do petista e aprofundar as tensões políticas no país.

Le Monde

O jornal francês se referiu a Lula como "pai dos pobres" e "figura mítica da política brasileira". O impacto que a condenação terá nas eleições de 2018 foi o foco do diário, pois "pode fazer balançar a campanha presidencial em uma situação inédita".

Washington Post

O jornal norte-americano se referiu ao Lula como um “dos personagens mais conhecidos da América Latina” e comentou que a decisão impôs obstáculos que podem impulsionar o fim de sua carreira política. O destino de Lula não está definido e só deve ter um desfecho perto das eleições, no entanto, escreveu o jornal.

El País

Segundo o diário espanhol o julgamento teve "o pior resultado possível para quem foi um bastião da esquerda latino-americana". O texto mencionou os discursos dos magistrados e do Ministério Público de tentar afastar qualquer caráter político do julgamento. 

Bandeira do PT em manifestação de apoio ao partido, em 16 de agosto de 2015
© AFP 2018/ Miguel Schincariol

TV Telesur


A rede TV Telesur, com base na Venezuela, afirmou que o triplex no Guarujá nunca esteve em nome do ex-presidente. O resultado estaria relacionado, segundo a Telesur, a uma estratégia de impedir a possibilidade de Lula ser candidato.

Al Jazeera

A emissora sediada em Catar chamou Lula de “ex-presidente de alta popularidade” e enfatizou que a decisão do TRF4 o tira da disputa eleitoral de 2018.

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) votou, por unanimidade, pela manutenção da condenação e pela ampliação da pena de prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O político foi condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, em função da aquisição e reforma do apartamento triplex em Guarujá (SP), recebido da empreiteira OAS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário