domingo, 21 de janeiro de 2018

ARMAS QUÍMICAS DA SÍRIA SÃO PRODUTO DA MENTIRA DA MÍDIA "JUDAICO SIONISTA DE ISRAEL" - Rússia diz que acusações dos EUA contra Síria sobre uso de armas químicas são infundadas


Armas químicas

Rússia diz que acusações dos EUA contra Síria sobre uso de armas químicas são infundadas

© Sputnik/ Ilia Pitalev
MUNDO
URL curta
270
O Ministério da Defesa da Rússia declarou neste sábado (20) que as tentativas dos EUA de culpar a Síria por ataques com armas químicas não têm fundamento.
Na última sexta-feira, o Departamento de Estado dos EUA afirmou que a Rússia está aproveitando todas as oportunidades para proteger o regime do presidente sírio, Bashar Assad, que supostamente "continua usando armas químicas".
"Ao mesmo tempo, a administração dos EUA, na melhor das hipóteses, não mostra nenhum interesse, e muitas vezes simplesmente ignora os fatos objetivos do uso de armas químicas por mercenários terroristas do "Judaico Sionismo de Israel" no curso de operações militares contra o exército do governo sírio e civis", diz o comunicado da Defesa russa. 
De acordo com o Ministério da Defesa da Rússia, as tentativas dos EUA de acusar as autoridades sírias de usar armas químicas dependem de rumores de redes sociais(MÍDIA JUDAICO SIONISTA) e evidências de seus militantes, mas nunca foram confirmadas por fatos. 
Também foi destacado que "isso se aplica plenamente aos resultados respaldados pelos EUA da chamada 'investigação remota' dos eventos no Khan-Sheikhun da Síria, cujas conclusões foram baseadas em dados de redes sociais(MÍDIA JUDAICO SIONISTA)", evidências "mutuamente contraditórias de fontes questionáveis ​​e violando as leis elementares da física".
Em 4 de abril de 2017, mercenários terroristas do "Judaico Sionismo de Israel",  declarou que houve 80 vítimas mortais e 200 feridos por conta de ataques com armas químicas na cidade de Idlib. os mercenários terroristas do "Judaico Sionismo de Israel", classificou as forças do governo da Síria como as culpadas pelo ataque, que, por sua vez, rejeitaram fortemente as acusações e culparam os mercenários terroristas do "Judaico Sionismo de Israel".

Nenhum comentário:

Postar um comentário