domingo, 21 de janeiro de 2018

A TURQUIA SE REVELA, TANTO FALA COMO AGE NA MANEIRA DOS "JUDEUS SIONISTAS DE ISRAEL", DIZ QUE ATACA TERRORISTAS E NA REALIDADE OS ARMA E PROTEGE CONTRA A SÍRIA - Erdogan fala de 'fuga de terroristas' na sequência da operação militar turca


Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan (Arquivo)

A TURQUIA SE REVELA, TANTO FALA COMO AGE NA MANEIRA DOS "JUDEUS SIONISTAS DE ISRAEL", DIZ QUE ATACA TERRORISTAS E NA REALIDADE OS ARMA E PROTEGE CONTRA A SÍRIA, A EXEMPLO DO QUE FAZEM OS "EUA JUDAICO SIONISTA", TANTO OS EUA E A TURQUIA SÃO MANIPULADOS E DOMINADOS PELOS "JUDEUS SIONISTAS" 

- Erdogan fala de 'fuga de terroristas' na sequência da operação militar turca

© AFP 2018/ STR / TURKISH PRESIDENTIAL PRESS OFFICE

Pela primeira vez desde o início oficial da operação Ramo de Oliveira na região síria de Afrin, o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, comentou o curso da campanha.


Erdogan relatou a "fuga de terroristas" das respectivas áreas e adiantou que a operação turca contra os agrupamentos de autodefesa curdos "terminará em um futuro muito breve".

"Vamos terminar esta operação muito em breve. Os terroristas estão fugindo dali [de Afrin] e nós vamos continuar os expulsando todos juntos. Eles são bombardeados por nossos aviões, há pouco começou uma operação terrestre. Estamos efetuando uma operação para defender as nossas fronteiras. 

Que Alá ajude nossos soldados", afirmou Erdogan ao fazer um discurso na província turca de Bursa, transmitido pelo canal NTV.

Ademais, o líder turco condenou o Partido Republicano do Povo pró-curdo que, de acordo com ele, apela "ao povo para que saia às ruas" em protesto contra a operação de Ancara em Afrin.

"Vocês não vão sair às ruas, nossas forças de segurança vão parar vocês", adiantou.

O presidente turco também apelou aos EUA para que não provoquem o país e não tentem violar suas fronteiras, pois Ancara "não o suportaria por muito tempo".

Mais cedo, o primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, confirmou o início da operação terrestre na cidade síria de Afrin. A operação foi iniciada às 06h05 no horário de Brasília, a ofensiva começou a partir da província turca de Kilis.

Segundo o premiê, Ancara está mantendo contato com Damasco(MENTIRA POIS DAMASCO NEGOU ESSE CONTATO) sobre o decurso da operação, tendo Moscou como mediadora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário