segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

TERROR JUDAICO SIONISTA NAS VACINAS DA MORTE - UM VERDADEIRO HOLOCAUSTO CONTRA AS CRIANÇAS E A HUMANIDADE

EXPRESS BYBLOS HOTEL   
SETOR HOTELEIRO NORTE   -  SHN 3 BL - E  –  BEM  NO  CORAÇÂO   DE   BRASÍLIA 
RESERVAS E INFORMAÇÕES TEL - 61 3326 1570 --  PROMOCIONAL
SOLT - 79,90  CASAL - 99,90 TRIP - 129,90 VAL – 31/03/17
-----------------------------------------------------------------------
CDC Trabalha em Conluio Com os Fabricantes de Vacinas... Você Pode Realmente Confiar Nessa Falsa Ciência

Se você já se perguntou como o CDC pode dar ao luxo de fazer tudo o que ele faz, não procure mais a CDC Foundation. A organização se descreve como algum tipo de ligação entre o CDC e o setor privado, existindo apenas para benefício público, mas uma rápida olhada em sua lista de parceiros corporativos revela uma história muito mais sórdida; uma história da falsa ciência que está sendo propagada para o benefício da indústria farmacêutica do "JUDACO SIONISMO DE ISRAEL".

Enquanto estudava a lista bastante longa de doadores corporativos – que também às vezes, colaboram com o CDC em seu projeto – pode notar que muitas delas são empresas farmacêuticas, fabricantes de pesticidas(MONSANTO, BAYER, MERCK, GLAXOSMITHKLINE, SANOFI PASTEUR, PFIZER E ETC...TODAS PERTENCENTES AOS JUDEUS SIONISTAS), e  as empresas de biotecnologia. E ao considerar o recente testemunho do Dr. William Thompson sobre a vacina SRC – um sócio corporativo se destaca entre os demais: a Merck.
A Merck é a fabricante da vacina SRC – a própria vacina que o Dr. Thompson alega que ele e seus cúmplices, manipularam dados e violaram protocolos de estudo para proteger.
CDC ofuscou a ligação entre a vacina SRC e o autismo 
Em agosto de 2014, o Dr. William Thompson confessou que ele e seus colegas haviam participado de um ato de fraude científica séria. Dez anos antes, ele tinha trabalhado em um estudo da vacina SRC e publicou os resultados, alegando que a vacina não estava ligada ao autismo.
No entanto, o Dr. Thompson diz agora que, ele e os outros autores do estudo, omitiram propositadamente dados que contradiziam esse resultado. Thompson afirma que o CDC não encontrou dados que mostram que a vacina SRC demonstrou um efeito estatisticamente significativo no limiar de 36 meses. Isso mostra que o estudo encontrou uma relação causal entre a vacina SRC e o autismo, mas as evidências nunca chegaram a ser publicadas.
Os dados omitidos revelaram que os meninos afro-americanos vacinados antes dos 36 meses de idade, eram mais propensos a desenvolver autismo.
Em uma declaração, Thompson disse: “Algum tempo depois da reunião, nós decidimos excluir a informação de quaisquer efeitos de raça, os co-autores agendaram uma reunião para destruir os documentos relacionados com o estudo. Os outros quatro co-autores se encontraram e trouxeram uma grande lata de lixo para a sala de reuniões e revisaram, e vasculharam todos os documentos impressos que tínhamos pensado que devíamos descartar e os colocaram em uma enorme lata de lixo.”
Thompson sabia que o que estavam fazendo era ilegal. Ele mesmo observou: “Acredito que, intencionalmente, retivemos conclusões controversas do esboço final do estudo pediátrico“. Felizmente, Thompson guardou cópias dos documentos originais que tinham sido descartados.
O Dr. Thompson escreveu uma carta em 2002 para a então diretora do CDC, Julie Gerberding, porque ele estava muito preocupado com os resultados do estudo da vacina SRC, e escreveu-lhe novamente em 2004. Parece que Gerberding fez pouco em relação à preocupação de Thompson. Após seu tempo no CDC, a Sra. Gerberding passou a se tornar a vice-presidente executiva da Merck.
E, claro, a Merck não é a única empresa que dá dinheiro à CDC Foundation – e indiretamente, ao CDC. Várias outras empresas farmacêuticas como a Bayer, Monsanto, GlaxoSmithKline, Sanofi Pastuer e Pfizer estão na lista.


A ‘falsa ciência’ é a norma no CDC?

Quando se consideram os laços aparentes que o CDC tem com a Merck – e inúmeras outras corporações – isso levanta honestamente dúvidas para praticamente qualquer coisa que a agência federal tenha colocado seu carimbo. O “estudo” de 2004 apresenta conjuntos de dados escolhidos e chegou a uma conclusão que deliberadamente ignorou os fatos: é o epítome da falsa ciência. A evidência foi realmente destruída pelo governo para proteger um produto em vez de as pessoas.
Seu empurrão incessante da vacina contra a gripe é outro exemplo de falsa ciência feita pelo CDC. Há pouca evidência para sugerir que a vacina contra gripe é benéfica para a pessoa média – e aqueles que precisam de proteção extra são improváveis de obtê-la a partir de uma vacina.
A página do CDC sobre “a eficácia da vacina”, afirma que os estudos mostram que a vacina contra a gripe pode prevenir a gripe em 50 a 60 por cento das pessoas. No entanto, uma bula da vacina Flulaval diz: “Não houve ensaios controlados demonstrando adequadamente uma diminuição da doença gripal após a vacinação com FLULAVAL“.
O CDC conduz seus próprios estudos sobre essas vacinas para ver como elas são eficazes. No entanto, estes estudos são puramente de observação – o que significa que nenhuma causalidade pode, na verdade, ser determinada. Qualquer número de fatores, tais como dieta, estilo de vida e condição de saúde atual, pode afetar o quão vulnerável uma pessoa está em contrair a gripe. A própria agência observa que os resultados do estudo podem variar devido a diferenças na concepção, resultados medidos e outras tais tribulações. Em outras palavras: o próprio CDC não tem um método preciso e finito para testar a eficácia real da vacina contra a gripe, eles estão apenas adivinhando isso.
Embora os estudos observacionais não sejam necessariamente uma falsa ciência, fingir que os dados de observação é tudo o que é necessário para conferir os benefícios de uma coisa, certamente é falsa ciência.
Leia mais:

Vacinas x Autismo: Carta Secreta do Denunciante do CDC – Mídia Censura Desesperadamente a História Explosiva

Cientista do CDC Confirma que Donald Trump Está Certo sobre as Vacinas e o Autismo
Fontes:
Natural News: CDC works in collusion with vaccine manufacturers… can you really trust their “fake science?”
– Vacine Impact: CDC Whistleblower to Extend MMR Vaccine Fraud
– Natural News: Robert F Kennedy Jr: CDC an “edifice of fraud”
– CDC Foundation: Corporate Partners
Natural News: Obama grants CDC whistleblower immunity for exposing vaccine-autism link
– Truth Wiki: Dr. William Thompson
– Global Rsesearch: Flu Shot Hoax Admitted: “No Controlled Trials Demonstrating a Decrease in Influenza”
– CDC: Vaccine Effectiveness – How Well Does the Flu Vaccine Work?

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someone




Vacinas Populares, ou seja, VACINAS DA MORTE, Contaminadas com Partículas Inexplicadas Contendo Metais Pesados Tóxicos, FABRICADAS PELOS "JUDEUS SIONISTAS"

BYBLOS HOTEL  EXPRESS  
SETOR HOTELEIRO NORTE   -  SHN 3 BL - E  –  BEM  NO  CORAÇÂO   DE   BRASÍLIA 
RESERVAS E INFORMAÇÕES TEL - 61 3326 1570 --  PROMOCIONAL
SOLT - 79,90 CASAL - 99,90 TRIP - 129,90  VAL – 31/03/17
-----------------------------------------------------------------------
Vacinas Populares Contaminadas com Partículas Inexplicadas Contendo Metais Pesados TóxicosDezenas de Vacinas Populares Encontradas Contaminadas com Partículas Inexplicadas Contendo Metais Pesados Tóxicos
sabemos que quem fabrica e vende estas vacinas são os "judeus sionistas" da máfia que controla todos os laboratórios farmacêuticos do mundo inteiro, portanto são os judeus que contaminam as vacinas, que deveriam ser chamadas de "vacinas da morte".

As vacinas contra o HPV Gardasil e Cervarix têm sido fortemente analisadas por seus efeitos nocivos sobre as mulheres jovens em todo o mundo – e a idade sugerida para receber essas vacinas está ficando cada vez mais jovem.

No ano passado, no início de 2016, o American College of Pediatricians (ACP)  divulgou uma declaração que detalha uma série de preocupações sobre as vacinas contra o HPV conhecidas como Gardasil e Cervarix(FABRUCADAS NOS LABORATÓRIOS PERTENCENTES AOS JUDEUS SIONISTAS), observando que essas imunizações não parecem ser tão seguras quanto seus criadores(JUDEUS SIONISTAS)  dizem que são.

Agora, novas pesquisas descobriram que estas duas vacinas altamente promovidas, estão contaminadas com uma série de compostos inorgânicos, incluindo o chumbo.

O estudo, que foi conduzido por pesquisadores independentes do National Council of Research of Italy e pelo International Clean Water Institute, EUA, descobriu que várias vacinas comuns estão contaminadas com uma série de diferentes tipos de partículas. De fato, todas as vacinas testadas continham partículas não listadas, cuja presença os pesquisadores descreveram como “desconcertantes” e “inexplicáveis”.

Leia mais: Estudo Chocante: 10% das Mulheres Canadenses que Receberam a Vacina contra o HPV Acabaram nas Salas de Emergência

Contaminantes encontrados em vacinas contra o HPV
Cervarix e Gardasil(FABRUCADAS NOS LABORATÓRIOS PERTENCENTES AOS JUDEUS SIONISTAS) estavam entre as 44 amostras de vacina utilizadas para a pesquisa da equipe. 

Para realizar sua análise, os cientistas usaram o que é conhecido como um microscópio eletrônico de varredura ou microscópio eletrônico de varrimento (MEV), equipado com uma microssonda de raios X para detectar quaisquer contaminantes de partículas inorgânicas e analisar sua composição química.

A equipe conseguiu verificar a presença de partículas de compostos inorgânicos de tamanho micro e nano que não estavam listadas nas listas de ingredientes dos produtos por seus fabricantes(JUDEUS SIONISTAS).

Além do potencial tóxico inerente do alumínio – o qual os pesquisadores observam ser um ingrediente preocupante frequentemente incluído pelos fabricantes de vacinas(JUDEUS SIONISTAS) – vários outros compostos relativos foram encontrados em uma série de vacinas.

Leia mais: União Europeia Investiga Vacina Contra HPV Gardasil após Ondas de Graves Efeitos Colaterais

Ambas Gardasil e Cervarix(FABRUCADAS NOS LABORATÓRIOS PERTENCENTES AOS JUDEUS SIONISTAS) apresentaram várias formas de alumínio e chumbo – ambos conhecidos por serem prejudiciais à função cognitiva e ao desenvolvimento, especialmente em crianças.

Os pesquisadores também explicaram que essas partículas encontradas nas vacinas são frequentemente incorporadas em substratos biológicos, como proteínas ou endotoxinas. Mas, quando estas partículas entram em contato com fluidos proteicos, ocorre uma “nano-bio-reação”, resultando em um composto muito maior que não é biodegradável – tornando-o capaz de imensos efeitos adversos, uma vez que não é reconhecido pelo corpo e não pode ser quebrado.

E, como os pesquisadores explicaram, a presença de vários contaminantes ou ingredientes potencialmente prejudiciais é especialmente preocupante, uma vez que é bem conhecido que os contaminantes tendem a exercer efeitos sinérgicos mútuos – aumentando efetivamente a quantidade de dano que qualquer substância poderia criar sozinha. O chumbo e alumínio são ambos conhecidos por serem extremamente perigosos para o cérebro humano independentemente – o que você acha que acontece quando eles são combinados? Como poderíamos deduzir tal incidência letal e criminosa? Se não propositada, com objetivo inequivoco, causar o máximo de danos nas pessoas ludibriadas. 

Ao discutir suas descobertas como um todo, os pesquisadores afirmaram que a contaminação das vacinas que eles viram, era “inexplicável”, e também observaram que as combinações de compostos que eles viram eram “muito estranhas”, uma vez que não tinham “uso técnico”. “Em qualquer caso, qualquer que seja a sua origem, eles não deveriam estar presentes em qualquer medicamento injetável, muito menos em vacinas, mais em particular aquelas destinadas a bebês“

Eles expressaram preocupações semelhantes para as vacinas que são dadas às crianças.

Leia mais: Vacina HPV: Érika, Ginasta Campeã Acaba em Cadeira de Rodas

Metais tóxicos e danos causados por vacinas: eles estão conectados?

A pesquisa tem consistentemente indicado que as partículas de pequeno porte podem ser muito prejudiciais para o cérebro humano, e esta pesquisa recente não é diferente. Os cientistas afirmam que, dependendo de onde os compostos depositam em primeiro lugar, diferentes eventos adversos podem ser vistos. Quando as partículas são primeiramente depositadas no cérebro, os efeitos mais rápidos e agudos estão presentes, enquanto que os mais lentos para desenvolverem efeitos, são vistos quando outras áreas do corpo são afetadas.

Os pesquisadores dizem que as partículas que eles observaram na vacina eram de tamanho tão pequeno que é completamente possível para elas realmente entrem no núcleo de células individuais e interajam com o DNA. “Como acontece com todos os corpos estranhos, particularmente aqueles pequenos, elas induzem uma reação inflamatória crônica porque a maioria dessas partículas não pode ser degradada”.

Leia também: Menina Saudável de 12 Anos Morre após Receber Vacina contra o HPV nos EUA

Pesquisas anteriores indicaram que até níveis baixos de chumbo podem produzir efeitos tóxicos – até mesmo a Agência de Substâncias Tóxicas e Registro de Doenças afirma que não há quantidade segura de chumbo para crianças em desenvolvimento. O alumínio também é conhecido por ser tóxico para o cérebro.

As vacinas contra o HPV como a Gardasil, têm sido associadas por causarem uma série de efeitos nocivos – mais notavelmente, uma série de doenças auto-imunes prejudiciais e até mesmo a perda da fertilidade, as meninas vacinadas ficam esterilizadas e não podem mais ser mães(TALVEZ SEJA ESTE O VERDADEIRO OBJETIVO DOS JUDEUS). Ao considerar o que foi encontrado dentro dessas vacinas, a quantidade de danos que podem causar é, infelizmente, nenhuma surpresa. Pior ainda, esses metais perigosos nem sequer são listados como ingredientes conhecidos, de modo que muitos médicos continuam a empurrar essas injeções em pacientes inocentes, sem a menor ideia de quão tóxicas elas realmente são.

Leia mais:

Revolta no Chile contra a Obrigatoriedade da Vacina contra o HPV

Vacina HPV: O Risco de Efeitos Adversos é Mais Alto que o Risco de Contrair Câncer de Colo do Útero


Fontes:
Natural News: Dozens of popular vaccines found to be contaminated with unexplained particles containing toxic heavy metals
– Med Crave: New Quality-Control Investigations on Vaccines: Micro- and Nanocontamination
– Vaccine Impact: American College of Pediatricians Latest to Warn of Gardasil HPV Vaccine Dangers
– Healthy Impact News: Study: Almost All Vaccines Contaminated with Toxins and Linked to Side Effects
– Natural News: Aluminum in vaccines causes damage to the brain and nervous system
– GreenMedInfo: Study Reveals “Unavoidable” Danger of HPV Vaccines

domingo, 26 de fevereiro de 2017

QUEM QUER TER FILHOS SAUDÁVEIS NÃO DEVE VACINA-LOS NUNCA - VACINAS SÃO PONTA DE LANÇA DE UMA GUERRA BIOLÓGICA ENCETADA PELOS "JUDEUS" CONTRA A HUMANIDADE

 EXPRESS BYBLOS HOTEL   
SETOR HOTELEIRO NORTE   -  SHN 3 BL - E  –  BEM  NO  CORAÇÂO   DE   BRASÍLIA 
RESERVAS E INFORMAÇÕES TEL - 61 3326 1570 --  PROMOCIONAL
SOLT - 79,90  CASAL - 99,90  TRIP- 129,90 VAL– 31/03/17
QUEM QUER TER FILHOS SAUDÁVEIS NÃO DEVE VACINA-LOS NUNCA - VACINAS SÃO PONTA DE LANÇA DE UMA GUERRA BIOLÓGICA ENCETADA PELOS "JUDEUS" CONTRA A HUMANIDADE


alergias-infantis-graves-a-amendoim-ovos-e-laticnios-esto-diretamente-ligadas-s-vacinas

Você já leu A epidemia da alergia ao amendoim do historiador Heather Fraser? Ele começa nos perguntando por que a epidemia de alergia ao amendoim só é encontrada em culturas ocidentais, onde pelo menos 4 milhões de pessoas experienciam o fenômeno misterioso, ainda não há praticamente nenhum caso relatado na Índia, onde o amendoim apenas acontece de ser o principal ingrediente na maioria dos produtos alimentares de bebês.
Considere isto: um século atrás, você não poderia encontrar alguém alérgico ao amendoim, mas agora é comum para os pais mandarem EpiPens à escola para o professor e o enfermeiro manterem por perto de seus filhos, apenas no caso de alguém abrir um lanche na sala que contenha amendoim, ou até mesmo se alguém abrir um produto alimentar que fosse fabricado em “uma instalação que processa amendoim.” O que há de errado com o corpo humano que o levaria a entrar em choque anafilático devido a um ingrediente alimentar aparentemente inofensivo que não poderia prejudicar uma alma há cem anos atrás? Hoje, o amendoim causa as reações alérgicas alimentares graves mais comuns, e ele é a causa número um de morte por reações alimentares, e por uma boa razão: o óleo de amendoim nunca foi destinado para ser colocado em uma seringa e injetado no tecido muscular.

O óleo de amendoim é um ingrediente não discriminado, escondido em vacinas infantis

Em 2010, uma família teve seu filho de 6 meses de idade tirado do meio deles, e foram acusados no tribunal de síndrome do bebê sacudido, até que seu advogado apresentou as informações médicas confirmando que a reação anafilática da criança e o inchaço ao redor do cérebro do bebê (hemorragias subdurais) ocorreu como uma resposta imediata à vacinação.
Quais as vacinas foram essas, você pode estar se perguntando? DTP, Prevnar7 (pneumococo) e Rotateq (Vacina contra o rotavírus). Adivinha? As vacinas administradas continham óleo de amendoim não etiquetado, o qual foi utilizado como adjuvante, mas foi não listado nas bulas das vacinas. O médico basicamente provou ao tribunal que a reação alérgica da criança em ter o óleo de amendoim injetado pela vacina, causou a reação de inchaço cerebral em massa que fez com que o menino entrasse em choque.

Falsa teoria médica, engendrada pelos "Judeus Sionistas": Quanto mais forte a reação alérgica a ingredientes da vacina, mais tempo a imunidade dura

Em meados dos anos 1960, o óleo de amendoim foi introduzido pela primeira vez em vacinas porque os cientistas a serviço dos "Judeus Sionistas" hipotetizaram que ele poderiam “prolongar” a imunidade. De alguma forma, eles pensavam(UMA GRANDE MENTIRA - O QUE FOI FEITO PELOS "JUDEUS" É PROPOSITAL E CRIMINOSO), que o óleo agiria como uma cápsula do tempo. Dentro de 20 anos, o óleo de amendoim foi o “excipiente” preferido – o que significa que uma substância é formulada juntamente com o ingrediente ativo de um medicamento para o propósito de estabilização a longo prazo. Os perigos da sua utilização, no entanto, foram bem documentados. O problema? Os médicos e os cientistas haviam confundindo(OUTRA MENTIRA DOS "JUDEUS" QUE CIENTISTA É ESTE QUE SE CONFUNDE? ELES SABIAM O QUE FAZIAM, E SABIAM TAMBÉM DOS EFEITOS ADVERSOS QUE ESTAS FALSAS VACINAS PROVOCAM) a resposta imune com a imunidade, fazendo um grave erro que ainda é assumido por ser verdade hoje. O mito é que quanto maior for a resposta alérgica à vacina, maior imunidade é conferida. Errado! Hoje, qualquer um que desafia o mito é referido como anti-ciência, anti-vacina e um teórico da conspiração. Não existe maneira mais rápida de um médico perder sua licença por praticar a medicina do que desafiar este mandamento da mitologia da vacina VEICULADA PROPOSITADAMENTE PELOS "JUDEUS SIONISTAS" NUM VERDADEIRO CRIME CONTRA A HUMANIDADE.

De 1980 a 2016: Correlacionando o enorme aumento das alergias graves infantis

Quando estas alergias da infância experimentam um aumento maciço em números? Resposta: Quando a calendário obrigatório do número e frequência das vacinas para crianças menores de 7 anos de idade dobrou, e depois triplicou. Dê uma olhada:
1980 – 20 vacinas
1995 – 40 vacinas
2016 – 70 vacinas


Qual é a maneira mais fácil de levar um corpo de criança a entrar em choque anafilático e criar alergias alimentares graves para o resto de sua vida? 
Injete proteínas intactas de amendoim, ovos e produtos lácteos (caseína) diretamente no tecido muscular do lactente 36 vezes antes da idade de 18 meses. 
Quando o alimento normal torna-se extremamente tóxico para as crianças, os pais devem rever a forma como esses ingredientes específicos foram introduzidos nos corpos de seus filhos, e quais outros “vestígios” de perigosos cancerígenos, antibióticos, adjuvantes, emulsionantes, conservantes, aditivos, agentes de cerveja, transportadores e “estimulantes da resposta imune” estão sendo injetados no corpo repetidamente sem nenhuma razão lógica. 
As vacinas nunca foram comprovadamente seguras ou eficazes; apenas estudos feitos pelos próprios fabricantes, os quais foram posteriormente comprovados fraudulentos, alterados e distorcidos, que são publicados, a fim de enganar o público dizem isso.
Você realmente sabe o que está presente na maioria das vacinas? 
Você já leu os ingredientes, advertências, reações e os efeitos colaterais documentados sobre uma vacina inserida? 

Os únicos fabricantes e distribuidores destas falsas e criminosas vacinas são os Judeus Sionistas que compram e corrompem autoridades governamentais, que por sua vez, permitem o assassinato de centenas de milhões de pessoas ludibriadas, a exemplo das autoridades do CNTbios no Brasil.

Aqui está um resumo dos ingredientes mais perigosos das vacinas para sua comodidade:

1. Soro fetal bovino: 

Extraído de pele de vaca. Quando injetado provoca doenças do tecido conjuntivo, artrite e lúpus; também falta de ar, pressão arterial baixa, dor no peito e reações cutâneas.
2. Sorbitol: 

Edulcorante sintético que metaboliza muito lentamente e agrava a síndrome do intestino irritável (SII) e problemas gastrointestinais.

3. Gelatina hidrolisada: 

Derivado do colágeno interno da pele e ossos de animais. Injetar a gelatina apresenta o risco de infecção a partir de hormônios de crescimento sintéticos e infectividade pela doença da vaca louca (DVL).

4. Cloreto de sódio:

Aumenta a pressão arterial e inibe a contração muscular e o crescimento.

5. Proteína do ovo: 

As vacinas são preparadas com ovos (certamente não orgânicos). Podem conter hormônios de crescimento, antibióticos e a bactéria salmonela.
6. Caseína:

 Também conhecida como proteína do leite de vaca, muitas crianças experimentam reações alérgicas e com risco de vida severo aos vestígios da caseína, comumente encontrada na vacina DTP.
7. Timerosal: 

 Um mercúrio neurotóxico que causa o autismo: Há 25 mcg em uma vacina média contra a gripe, e o limite de segurança da EPA é de 5 microgramas, mas as crianças que são vacinadas simultaneamente com vacinas múltiplas recebem mais de 10 vezes o limite de segurança de mercúrio em um dia.

8. Albumina humana:

A proteína que é parte do plasma do sangue venoso humano; quando injetada causa febre, calafrios, urticária, erupção cutânea, dor de cabeça, náuseas, dificuldade em respirar e batimentos cardíacos acelerados.

9. Formaldeído:

Fluído altamente cancerígeno usado para embalsamar cadáveres. Classificado como um dos compostos mais perigosos para a saúde humana; pode causar danos ao fígado, problemas gastrointestinais, deformação reprodutiva, dificuldade respiratória e câncer.

Leia mais:

Stephen Hawking Admitiu que Certas Vacinas são uma Ameaça para a Humanidade?


CDC é Forçado a Revelar Documentos que Comprovam que o Mercúrio Presente na Vacina Causa Autismo


Fontes:
Natural News: Severe childhood allergies to peanuts, eggs and dairy directly linked to ‘trace’ ingredients in common vaccines
– The Doctor Within: Vaccines and the Peanut Allergy Epidemic
– NCBI: The peanut allergy epidemic
– VacTruth: The Non-Disclosed and Hyper-Allergenic Vaccine Adjuvant
– Reuters: Peanut allergies seen on the rise: study
– No Vaccine: Vaccine Ineffectiveness
No Vaccine: Specific Vaccines
– Baby Center: DTaP vaccine and milk allergy!

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

A FALSA VACINA DO IDOSO CONTRA A GRIPE ASSASSINA MILHARES DE PORTUGUESES - NUM CONLUIO ENTRE JUDEUS SIONISTAS(FABRICANTES DA LETAL VACINA) E 70% DAS AUTORIDADES MÉDICAS CORRUPTAS

EXPRESS BYBLOS HOTEL   
SETOR HOTELEIRO NORTE   -  SHN 3 BL - E  –  BEM  NO  CORAÇÂO   DE   BRASÍLIA 
RESERVAS E INFORMAÇÕES TEL - 61 3326 1570 --  PROMOCIONAL
SOLT -  79,90  CASAL - 99,90  TRIP - 129,90 VAL– 31/03/17
-----------------------------------------------------------------------

Frente do Algarve Livre de Transgénicos

Ao Ex.mo Sr. Presidente da Junta Metropolitana do Algarve (AMAL)


29 de Novembro de 2009

Desde Junho de 2009 que o nosso associado Jacinto Rosa Vieira telefona para as suas secretárias, quer contactando-os nessa instituição ou nas câmaras de Tavira e de Faro até que V. Exª resolveu em 26-11-09 que ele fosse ouvido por um seu assessor desta ultima câmara. Desse contacto resultou apenas a nossa entrega de minuciosa documentação e a frieza do jogo do empurra, ou seja, ultrapassar o bloqueio através de uma petição à Assembleia da AMAL.

Ora, esta associação solicitou a V. Exª uma deliberação no sentido de o Algarve ser declarado livre de vacinação contra a gripe A, uma vez que já estava provado que a introdução de "squalene sintético" na vacina tinha matado muitos milhares de pessoas em 1976 e 1991.
Estas e outras afirmações foram detalhadamente documentadas. 

Afirmações estas que se estão a confirmar por cá e em vários países onde a vacinação recente resultou em várias mortes e em centenas de pessoas em estado crítico e outras sofrendo de reações adversas graves, que também atingiram 41 portugueses. 

Perante um cenário de catástrofe, observa-se uma cúmplice frieza política. Parece que quem os elegeu deveria merecer dos políticos proteção e não desprezo.

Até agora quem se comoveu foram 30% de médicos que recusaram as vacinas em si e aplicá-las nas vítimas ludibriadas. Relativamente aos restantes médicos, só se pode deduzir que uma significativa parte deles está ligada aos supremos interesses da indústria farmacêutica Judaico Sionista, aos quais os governos se vergam.

HUNGRIA DESTRÓI COM FOGO CAMPOS DE MILHO TRANSGÊNICO - A RÚSSIA, Suíça, Itália, Polônia, Áustria, Alemanha, França, Grécia, Luxemburgo e Romênia TAMBÉM PROIBIRAM OS "JUDEUS SIONISTAS DA MONSANTO" DE PROPAGAREM PRODUTOS TRANSGÊNICOS EM SUAS LAVOURAS.

EXPRESS BYBLOS HOTEL   
SETOR HOTELEIRO NORTE   -  SHN 3 BL - E  –  BEM  NO  CORAÇÂO   DE   BRASÍLIA
RESERVAS E INFORMAÇÕES TEL - 61 3326 1570 --  PROMOCIONAL
SOLT- 79,90 CASAL-99,90 TRIP-129,90 VAL–20/3/17
-----------------------------------------------------------------------
hungria destrói campos de milho transgÊNICO
Hungria Destroi Campos de Milho Transgenico
A RÚSSIA, Suíça, Itália, Polônia, Áustria, Alemanha, França, Grécia, Luxemburgo e Romênia TAMBÉM PROIBIRAM OS "JUDEUS SIONISTAS DA MONSANTO" DE PROPAGAREM PRODUTOS TRANSGÊNICOS EM SUAS LAVOURAS.


Você está cansado de ver os transgênicos presentes em muitos dos alimentos que você compra? Você já desejou poder simplesmente queimar todas as culturas transgênicas lá fora para que elas possam parar de comprometer a nossa fonte de alimento para sempre? Algumas autoridades húngaras fizeram exatamente isso quando eles queimaram 1.000 acres de milho em 2011.

Enquanto isso no Brasil os "Judeus Sionstas da Monsanto", compram e corrompem autoridades locais, num verdadiro crime de "lesa humanidade", envenenando quase a metade dos brasileiros com o "FLUOR" mais os transgênicos, comprometendo a saúde da nação como um todo, com isso saturando os hopitais com doentes crônicos de "DIABETES "- CÂNCER - "AVC"- "INFARTADOS" E "SEQUELADOS" ENRIQUECENDO OS LABORÁTÓRIOS JUDAICO SIONISTAS, QUE FINALMENTE É O OBJETIVO DELES - GANHAR DINHEIRO EM DETRIMENTO DA SAÚDE HUMANA,

O secretário de Estado adjunto do Ministério do Desenvolvimento Rural, Lajos Bognar da Hungria, disse que na época que as culturas tinham sido cultivadas a partir de sementes geneticamente modificadas. Uma vez que estas sementes são proibidas no país, o governo decidiu que a melhor opção era destruir as colheitas. Bognar disse que o milho tinha sido arado, mas seu pólen não tinha se espalhado. Os agricultores em questão tinham erroneamente comprado as sementes sem perceber que elas eram geneticamente modificadas.

Mesmo que os comerciantes de sementes no país sejam exigidos garantir que seus produtos não contenham OGM, as autoridades dizem que vão continuar a verificar isto ativamente. As sementes transgênicas da Pioneer e Monsanto foram encontradas misturadas com sementes naturais, presumivelmente acidentalmente. A Hungria já queimou milhares destes cultivos ilícitos de transgênicos ao longo dos anos. O fogo é a melhor maneira de se livrar dessas culturas, uma vez que isso destrói seu DNA artificial e ele pára de penetrar nas plantas não-transgênicas.

A Hungria tomou uma posição forte contra os transgênicos. Na verdade, a Constituição do país diz que:
A Hungria deve promover a aplicação efetiva do direito referido no parágrafo (1) por uma agricultura livre de organismos geneticamente modificados, assegurando o acesso a alimentos saudáveis ​​e água potável, através da organização de segurança no trabalho e cuidados médicos, apoiando o esporte e o exercício físico regular, bem como por assegurar a proteção do meio ambiente.

Compare isso com os EUA, onde os transgênicos não são ilegais, e não existem sérios requisitos de rotulagem. O que a Monsanto realiza sobre os sistemas jurídicos e políticos dos EUA é simplesmente muito forte, e eles não estão em cima desacreditando os cientistas que revelam os perigos causados ​​por seus produtos.

Na verdade, os Estados Unidos estão cada vez mais se destacando como sendo muito tolerantes nesta questão. A Rússia também proibiu todos as culturas transgênicas, e vários países na Europa já proibiram o cultivo de milho transgênico da Monsanto, incluindo a Suíça, Itália, Polônia, Áustria, Alemanha, França, Grécia, Luxemburgo e Romênia.
Abundantes razões para evitar os organismos geneticamente modificados
Por que as pessoas em qualquer um destes países querem alimentos OGM? Basta olhar para os resultados do famoso estudo por Gilles-Eric Seralini em que ratos que beberam quantidades de Roundup, o qual é legalmente permitido em todo o abastecimento de água dos EUA, observou um aumento de 200 a 300 por cento em tumores grandes. Além disso, aqueles alimentados com milho transgênico sofreu graves danos em seus órgãos, incluindo o fígado e os rins. Metade dos ratos do sexo masculino e 70 por cento dos femininos morreram prematuramente após serem alimentados com milho transgênico da Monsanto, o NK603, o qual é encontrado em muitos cereais de café-da-manhã, salgadinhos e tortilhas à base de milho

Quando os EUA vão acordar?
Será que o governo americano nunca adotará uma postura semelhante à da Hungria? Isso parece altamente improvável no momento, então não espere ver as culturas transgênicas em todo o país ser destruído em breve. No entanto, você pode cultivar seu próprio alimento livre de organismos geneticamente modificado enquanto isso, e não se esqueça de espalhar a palavra a todos que você sabe sobre os perigos desses alimentos.

Leia mais:



[ESTUDO] Transgênicos da Monsanto Causam até Três Vezes Mais Câncer e Mortes Precoces

Explode a Verdade Sobre o Estudo de Seralini Ligando Transgênicos ao Câncer
Fontes:
Natural News: Hungary destroys GMO corn fields
– Our Daily Ideas: Hungarians Just Destroyed All Monsanto GMO Corn Fields
– News Target: Hungary sets fire to GMO corn fields in act of defiance against Monsanto, GMO advocates
– My Health Feed: Hungary Burned Down 1000 Acres Of GMOs Crops. Here’s Why.
Natural News: Hungary destroys illegal GM corn fields, plans to make distributing GMO seeds a felon
– Notícias Naturais: Hungria Queima Todos as Plantações de Transgênicos da Monsanto




quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

FLÚOR PROVOCA O BAIXO "QI" DAS CRIANÇAS, OU SEJA, EMBURRECE E APATETA - O FLUOR ESTÁ PRESENTE NAS ÁGUAS DAS TORNEIRAS E EM TODAS ÁGUAS MINERAIS ENGARRAFADAS (ÁGUAS DA NESTLÉ E COCA COLA)

EXPRESS BYBLOS HOTEL   
SETOR HOTELEIRO NORTE   -  SHN 3 BL - E  –  BEM  NO  CORAÇÂO   DE   BRASÍLIA
RESERVAS E INFORMAÇÕES TEL - 61 3326 1570 --  PROMOCIONAL
SOLT- 79,90 CASAL-99,90 TRIP-129,90 VAL–20/3/17
-----------------------------------------------------------------------
Ex-Cientista da EPA Confirma que o Flúor Reduz o QI das Crianças

Os Estados Unidos começaram a adicionar flúor à sua água potável logo após o fim da Segunda Guerra Mundial, e por mais de 70 anos, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) tem confiantemente afirmado que esta prática é necessária para evitar a cárie dentária. Curiosamente, os EUA são um dos poucos países que ainda mantém a adição de flúor, para desta forma, impedir a cárie dentária.

O CDC afirma que vários estudos têm demonstrado que o flúor que ocorre naturalmente na água subterrânea é essencialmente o mesmo que o fluoreto de sódio que é adicionado à nossa água potável. O site do CDC afirma: “O metabolismo do flúor não difere dependendo do composto químico utilizado ou se o flúor está presente naturalmente ou adicionado ao abastecimento de água.

No entanto, em 2012, o Departamento de Saúde e Serviços Humanos (HHS) alterou suas recomendações do Serviço de Saúde Pública para exigir que os níveis de flúor não excedam 0,7 miligramas por litro, em vez dos 0,7 a 1,2 miligramas por litro que havia sido recomendado para os 50 anteriores anos. As razões fornecidas para a mudança incluíram um aumento nos casos de fluorose dental – uma coloração amarela ou marrom dos dentes causados ​​pelo flúor – bem como o fato de que os americanos estão sendo bombardeados com flúor de várias fontes diferentes, o que não foi o caso no passado.

A verdade é, porém, que o flúor não deve ser adicionado ao nosso abastecimento de água de forma alguma.

Uma nova meta-análise conduzida por pesquisadores da Nova Zelândia e liderada por William Hirzy, Ph.D., um ex-cientista da EPA que avaliou o risco para a agência, descobriu que a fluoretação da água está diretamente ligada a uma redução no QI de crianças expostas. O estudo foi intitulado como: 

Desenvolvimento de neurotoxicidade do fluoreto: Uma análise quantitativa do risco para estabelecer uma dose diária segura do flúor para as crianças

O estudo comparou a exposição ao flúor de grupos de crianças com QI baixo com aqueles cujo QI é maior, e descobriu que quanto maior a exposição ao flúor, menor o QI.

O significado desta análise de risco revisada por pares indica que pode não haver um nível seguro real de exposição ao flúor“, disse o Dr. Hirzy. “O flúor pode ser semelhante ao chumbo e ao mercúrio em não ter nenhum limiar abaixo do qual as exposições podem ser consideradas seguras.

Leia também: Flúor na Água Potável Pode Causar Depressão e Obesidade Pela Disfunção da Tireoide
A conclusão do estudo é: “A informação agora disponível, apóia uma conclusão razoável de que a exposição do cérebro em desenvolvimento ao flúor deve ser minimizada e que as perdas econômicas associadas com QI mais baixos podem ser bastante grandes“.

Essas descobertas não são novas, nem surpreendentes.
Em 2012, os cientistas da Escola de Harvard TH Chan de Saúde Pública, publicaram um estudo intitulado: O impacto do flúor sobre o desenvolvimento neurológico em crianças. Para o estudo, que foi publicado na revista Environmental Health Perspectives, os pesquisadores realizaram uma meta-revisão sistemática de estudos da China, onde o risco de fluoração já foi bem documentado. Uma equipe que incluiu o pesquisador Philippe Grandjean, professor adjunto de saúde ambiental da Escola de Saúde Pública de Harvard, analisou os níveis de QI de 8.000 crianças em idade escolar expostas ao uso de flúor no fornecimento de água. Sua conclusão? “O alto conteúdo de flúor na água pode afetar negativamente o desenvolvimento cognitivo. A perda média no QI foi relatada como uma diferença de média ponderada padronizada de 0,45, o que seria aproximadamente equivalente a sete pontos de QI para os escores de QI comumente usados, com um desvio padrão de 15.”

Leia também: Estudo: O Aumento de 1% no Nível de Flúor na Água Potável Pode Causar 131.000 Casos de TDAH

E assim, aí está; Os especialistas concordam: A adição de flúor ao abastecimento de consumo é perigoso para as crianças e afeta diretamente seus níveis de QI. É claro que é mais do que provável que o CDC esteja plenamente consciente desse fato, mas por razões que lhe são próprias, continuam insistindo nesse processo desatualizado e cientificamente desacreditado.

Só se pode esperar que o crescente corpo de evidências que revela os danos da água fluoretada, comece a influenciar a favor do público ao ponto de que mais pressão seja aplicada ao CDC e outras agências federais relevantes para que possa haver uma mudança na política oficial a este respeito. Até então, é mais importante do que nunca garantir que você esteja filtrando a água potável da sua família através de um sistema de purificação de água de alta qualidade.

Leia mais:

Estudo da Universidade Harvard Relaciona o Flúor na Água com o Autismo, Desordens Mentais e TDAH

Estudo: Exposição ao Flúor pode Reduzir a Inteligência das Crianças

Fontes:


Natural News: Former senior EPA scientist confirms that fluoride lowers the IQ of children
Waking Times: Former EPA Senior Scientist Confirms Fluoride Lowers Children’s IQ
– Fluoride Research: DEVELOPMENTAL NEUROTOXICITY OF FLUORIDE: A QUANTITATIVE RISK ANALYSIS TOWARDS ESTABLISHING A SAFE DAILY DOSE OF FLUORIDE FOR CHILDREN 
– Fluoride Alert: Government Lowers Fluoride Level
– HSPH: Impact of fluoride on neurological development in children
– Truth Wiki: Fluoride