domingo, 4 de junho de 2017

TERROR JUDAICO SIONISTA EM TURIM, ITÁLIA - Saldo final do pânico em praça de Turim: 1,4 mil feridos, oito em estado grave


TERROR JUDAICO SIONISTA EM TURIM, ITÁLIA - Saldo final do pânico em praça de Turim: 1,4 mil feridos, oito em estado grave



Turim Praça San Carlo 03/06/2017© EFE/EPA/ALESSANDRO DI MARCO Turim Praça San Carlo 03/06/2017 
 
 Cerca de 1,4 mil pessoas ficaram feridas, oito em estado grave, na noite deste sábado em Turim após um corre-corre provocado por um falso alarme que espalhou o pânico entre os torcedores que viam a final da Liga dos Campeões entre Juventus e Real Madrid em uma praça da cidade.
 
A maioria das vítimas apresenta ferimentos leves, como contusões e feridas, e foram atendidas em diversos hospitais de Turim, informou a imprensa local.

Os oito feridos em estado grave permanecem internados, e entre eles há uma jovem e uma criança.

O fato aconteceu depois das 22h15 locais quando os torcedores que estavam na Praça San Carlo de Turim começaram a ir embora rapidamente e acabaram se chocando em massa contra as grades de contenção.

(MODUS OPERANDI CARACTERÍSTICO DO JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL, PROVOCAR TERROR E MEDO)
 
A razão do fato pode ter sido a queda de um trecho de uma escada de acesso a um estacionamento subterrâneo, ainda que algumas testemunhas falem também sobre a explosão de um rojão que provocou um grande ruído e o pânico entre as pessoas reunidas no local.

As forças de segurança e os bombeiros foram de imediato para a praça para devolver a tranquilidade e neste momento as autoridades italianas examinam o que exatamente aconteceu.
 
A grande maioria dos torcedores foi embora da praça antes das 22h30 local e apenas poucos ficaram até o final do jogo em Cardiff, no País de Gales, no qual o Real Madrid venceu a Juventus por 4 a 1 e conquistou sua 12ª Liga dos Campeões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário