sábado, 24 de junho de 2017

Produção do bombardeiro Tu-160 tem cronograma adiantado

Um bombardeiro estratégico Tu-160

Produção do bombardeiro Tu-160 tem cronograma adiantado

© flickr.com/ cryogenic666
Defesa
URL curta
34005563

O desenvolvimento do novo bombardeiro estratégico Tu-160M2 está com cronograma adiantado em uma série de itens, declarou nesta quarta-feira (6) o vice-ministro de Defesa da Rússia Yuri Borisov, no âmbito de uma visita à fábrica de aviões em Kazan.

Nas suas palavras, isso mostra que o prazo final de produção da aeronave será certamente bastante adiantado com relação ao cronograma inicialmente divulgado.
A decisão de retomar a produção do histórico Tu-160 foi tomada em maio de 2015 pelo presidente russo Vladimir Putin. Determinou-se que até 2020 as Forças Armadas da Rússia deverão receber um total de 50 unidades desta aeronave. Em junho de 2015, no entanto, Yuri Borisov afirmou que a produção da aeronave seria iniciada somente em 2023.

O bombardeiro estratégico supersônico Tu-160, com asa de geometria variável, foi desenvolvido no escritório Tupolev nas décadas de 70 e 80 e incorporado às Forças Armadas em 1987. Trata-se do avião militar mais potente do mundo com geometria variável. É também o mais pesado e com a maior massa máxima de decolagem entre todos os bombardeiros, pesando 110 toneladas e podendo carregar até 40 toneladas.
Em 2015, o ministério da Defesa russo revelou que a nova versão Tu-160 receberá o nome de Tu-160M2. A aeronave ganhará sistemas e equipamentos totalmente modernizados e terá uma eficácia 2,5 vezes maior que a de seu antecessor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário