sábado, 10 de junho de 2017

Líder em energia atômica revolucionará percepção desse setor no mundo (VÍDEO)



A usina nuclear Novovoronezh que possui o reator mais moderno da Rússia

Líder em energia atômica revolucionará percepção desse setor no mundo (VÍDEO)

© Sputnik/ Uliana Solovieva
Rússia
URL curta
131052210

Atualmente, a Rússia é o maior "exportador" de usinas elétricas em todo o mundo. A corporação estatal Rosatom está construindo 34 unidades geradoras em 12 países.

Os avanços mais recentes são representados, por exemplo, por usinas na índia, Irã, Bangladesh, Turquia e Hungria.Segundo declarou o diretor-geral da Rosatom, Aleksei Likhachev, a lista de encomendas estrangeiras da empresa aumentou em 20 por cento só no último ano e atualmente seu valor total é de 133 bilhões de dólares.

Além disso, a Rússia continua mantendo sua posição de liderança em enriquecimento de urânio, sua extração e exportação, dominando 17 por cento do mercado mundial.
Finalmente, os novos reatores desenvolvidos na Rússia já são considerados como sendo os melhores devido ao seu rendimento e segurança, enquanto os projetos futuros tencionam nada menos que revolucionar a percepção mundial da energia atômica.
De onde vem o sucesso dos engenheiros nucleares russos?
O presidente da Rússia Vladimir Putin (à esquerda) com o presidente do Cazaquistão Nursultan Nazarbayev na cerimônia solene de abertura da mostra internacional Expo 2017
© Foto: Serviço de imprensa do presidente da Rússia
Primeiramente, não é possível excluir os avanços da ciência soviética que criaram um fundamento firme da indústria atômica russa, sublinha o jornal Rossiyskaya Gazeta.Segundo, mas também muito importante, é competente equipe de gestão da Rosatom criada pelo seu chefe anterior, Sergei Kirienko, e herdada pelo diretor atual, Aleksei Likhachev.
A ideia principal da Rosatom quanto à cooperação com parceiros estrangeiros é bastante simples e muito eficaz: "O melhor é construído na Rússia e depois se oferece aos clientes potenciais."
Um exemplo dessa filosofia é o reator VVER-1200, que atualmente é a instalação russa mais moderna. Além disso, suas medidas de segurança correspondem às exigências mais rigorosas, chamadas "pós-Fukushima", em referência à catástrofe na usina japonesa em 2011.
A usina com o primeiro reator VVER-1200 se tornou um lugar muito visitado por delegações internacionais.Apesar de ter reatores avançados e muitos outros projetos na área de energia nuclear, a Rosatom continua trabalhando com todos os seus esforços. O projeto seguinte é o reator nuclear de ciclo fechado Brest-300 que promete revolucionar a indústria, eliminando todas as inconveniências ligadas à energia atômica e assim a tornando uma forma de energia limpa, conclui o jornal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário