sábado, 24 de junho de 2017

Cisne branco: será este o bombardeiro russo do futuro?



Um bombardeiro estratégico Tu-160 da Força Aeroespacial russa

Cisne branco: será este o bombardeiro russo do futuro?

© Sputnik/ Vladimir Sergeev
Defesa
URL curta
496515322

O primeiro modelo do bombardeiro estratégico Tu-160M2 vai surgir já em 2019, comunicou o diretor-geral da empresa Tupolev, Aleksandr Konyukhov.

O bombardeiro irá completar o grupo aéreo dos Tu-160 e Tu-160M1. O novo avião de combate será o elemento básico da "tríade nuclear" russa.

O Tu-160 é um aparelho único, classificado como o maior e o mais potente avião de combate hipersônico da história. Sendo capaz de desenvolver altíssimas velocidades, ele pode acelerar até 2,2 mil km/h.
"O último aparelho de série Tu-160 foi construído em 2008. A tecnologia avançou muito desde então. Surgiu aviônica mais desenvolvida, mais equipamento digital, novos dispositivos do sistema de navegação e aquisição de alvos. Os novos complexos de defesa de bordo já estão sendo construídos em série", acrescentou à Sputnik o analista militar Aleksei Leonkov. 
Em 2015 a administração da empresa KRET (Tecnologias Radioeletrônicas), que faz parte da Rostec, comunicou que o equipamento radioeletrônico para o Tu-160M2 iria ser criado até 2020. Se acrescenta que o Tu-160M2 vai receber os novos sistemas de controle de combustível e novos motores NK-32, o que vai aumentar a sua autonomia de voo.
​"Primeiramente, o Tu-160M2 vai ser dotado dos armamentos já disponíveis. Se trata dos mísseis da classe ar-terra X555, X-101 e da sua modificação com a ogiva nuclear X-102", adiantou Leonkov.  Ambos os mísseis já mostraram as suas capacidades militares na Síria. 
Uma série de analistas acredita, porém, que a concentração de recursos no desenvolvimento do Tu-160M2 poderá afetar negativamente o projeto do bombardeiro de nova geração PAK DA.
De acordo com o analista militar Andrei Frolov, nem os países mais ricos se dão ao luxo de desenvolver dois bombardeiros estratégicos em simultâneo. Mas ele acrescentou que o Tu-160M2 não é concorrente do PAK DA, sendo mais um modelo intermédio.
Imagem artística do avião PAK DA - bombardeiro hipersónico de reconhecência e antinavio
Imagem artística do avião PAK DA - bombardeiro hipersónico de reconhecência e antinavio
Já se sabe que a Tupolev já elaborou a maqueta em dimensões reais do PAK DA, mas não há nenhuma informação sobre as suas características técnicas e capacidades militares. No que tange ao design, o bombardeiro faz lembrar o B-2 Spirit norte-americano, vai ser menos visível para os radares e receber motores e armas avançadas.
TU-160M2 will become the sole serving heavy strategic bomber used in Russian Aerospace Forces with the inevitable retirement of the TU-95 pic.twitter.com/qeZw0YPX33
Ver imagem no Twitter

Nenhum comentário:

Postar um comentário