segunda-feira, 22 de maio de 2017

"PIRANHA MUSA DO IMPEACHMENT" - 'Não adianta colar minha foto com Aécio', diz Janaína Paschoal no Twitter após provocações


Janaína Paschoal, advogada da acusação no processo de impeachment de Dilma Rousseff

'Não adianta colar minha foto com Aécio', diz Janaína Paschoal no Twitter após provocações

Edilson Rodrigues/Agência Senado
Brasil
URL curta
602013215

Provocada no Twitter, a jurista responsável pelo embasamento jurídico do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff se defendeu. Usuários da rede social relembravam o momento em que a advogada recebeu apoio de Aécio após discurso no Senado durante o processo que tirou a petista do cargo.

​Janaína continuou as mensagens dizendo "ser Brasil" enquanto os críticos eram "PT". Reafirmando ser favorável à renúncia de Michel Temer, Paschoal cobrou também punição à JBS pela prática de insider trading.
​A prática, proibida em bolsas de valores, se resume a tomar decisões econômicas a partir de informações privilegiadas. A JBS é investigada pela Comissão de Valores Mobiliários por se aproveitar da divulgação da delação premiada de Joesley Batista para se beneficiar do impacto que as revelações causariam no câmbio.
​Na véspera da divulgação da delação, a empresa teria comprado US$ 750 milhões. Com a forte alta do dólar no dia seguinte, o lucro teria girado na casa dos US$ 170 milhões, valor mais que suficiente para pagar a multa do acordo de leniência fechado com o Ministério Público (R$250 milhões).

Nenhum comentário:

Postar um comentário