domingo, 14 de maio de 2017

Opinião: com lançamento de míssil Pyongyang 'fez um gesto de rebeldia'


O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un

Opinião: com lançamento de míssil Pyongyang 'fez um gesto de rebeldia'

© Sputnik/ Ilia Pitalev
Ásia e Oceania
URL curta
1569621

A Coreia do Norte fez um gesto de rebeldia endereçado à China e a toda a comunidade internacional ao lançar outro míssil balístico, disse à Sputnik o cientista político Georgy Toloraya, diretor do Centro de Estratégia da Rússia na Ásia do Instituto de Economia da Academia de Ciências da Rússia.

"É um gesto de rebeldia endereçado à China e à comunidade internacional, visto que aconteceu precisamente nos dias em que que se realiza em Pequim o fórum [Um Cinturão, uma Rota]", disse Toloraya. Com este lançamento, de acordo com o especialista, Pyongyang mostra que "não pensa em se submeter às sanções internacionais e continuará o seu caminho".
"Não há nada de bom nisso, isto, provavelmente agravará a situação e resultará em novas sanções", acrescentou Toloraya.
O cientista político também comentou o tipo de míssil que teria sido lançado, destacando que "trata-se de um novo tipo de míssil, com um alcance de até 4.500 km, o que significa que poderia, em princípio, chegar ao território norte-americano, à ilha de Guam".
"Tudo indica que é um míssil de características inovadoras mas, no momento, não sabemos quais", disse Toloraya.
A Coreia do Norte levou a cabo um novo lançamento de um míssil na madrugada de hoje, domingo, (14), desde a província de Pyongan do Norte (oeste do país).
De acordo com os militares japoneses, o projétil voou por cerca de 30 minutos, percorrendo cerca de 800 quilômetros antes de cair no mar do Japão, cerca de 400 quilômetros a leste da península da Coreia. A tensão na península coreana aumentou recentemente, devido à intensificação da atividade militar de Pyongyang, que realizou em 16 e 29 de abril novos testes de mísseis balísticos, em violação das resoluções do Conselho de Segurança da ONU, tendo ambos os testes fracassado.
Telegram
Siga Sputnik Brasil no Telegram. Todas as notícias mundiais do momento em um só canal. Não perca!

Nenhum comentário:

Postar um comentário