domingo, 14 de maio de 2017

Lavrov: Zonas de Segurança deverão se multiplicar por toda a Síria


Sergei Lavrov, Moscou

Lavrov: Zonas de Segurança deverão se multiplicar por toda a Síria

© Sputnik/ Mikhail Voskresenskiy
Oriente Médio e África
URL curta
438211

Rússia, Turquia e Irã, que assumiram o compromisso de garantir o cessar-fogo sírio e que coordenaram o memorando sobre a criação de quatro zonas de segurança no país, consideram que no futuro essa prática se espalhará por todo o território do país árabe, disse o ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov.

Ao comentar uma recente reunião com o Secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, e o Presidente dos EUA, Donald Trump, Lavrov observou que "esta iniciativa estava no centro da agenda proposta por Donald Trump na fase inicial de sua presidência — a ideia de criação de zonas de segurança, sem hostilidades, exceto contra os terroristas". "Como vocês devem saber…há vários dias, durante a reunião em Astana, Rússia, Turquia, Irã, o governo sírio e a oposição armada assinaram um memorando, que estabelece quatro zonas em quatro distritos sírios, o que significa que esta prática será então estendida ao restante do território sírio", disse Lavrov neste domingo.
Durante a quarta rodada de negociações de Astana para reconciliação síria, realizada em 3 e 4 de maio, Rússia, Turquia e Irã assinaram um memorando sobre o estabelecimento de quatro zonas seguras na Síria. As quatro zonas abrangem a província noroeste de Idlib e partes da vizinha Latakia, Hama e Aleppo, o norte da província de Homs central, Ghouta oriental perto de Damasco, bem como o sul de Daraa e Quneitra. O memorando entrou em vigor no dia 6 de maio.
No dia 10 de maio, Lavrov se reuniu com Trump, na Casa Branca, e com Tillerson, com quem discutiu a guerra na Síria, a Ucrânia e as relações bilaterais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário