domingo, 14 de maio de 2017

Kremlin: pressão sobre diplomatas russos nos EUA é uma coisa habitual


Estrela de rubi de uma das torres da fortaleza do Kremlin. Ao fundo, Grande palácio do Kremlin (foto de arquivo)

Kremlin: pressão sobre diplomatas russos nos EUA é uma coisa habitual

© Sputnik/ Aleksei Druzhinin/Anton Denisov/Serviço de imprensa do presidente russo
Rússia
URL curta
343232

A Rússia divulgou as informações sobre a pressão que Washington exerce sobre os diplomatas russos por causa da retórica pouco amigável da administração norte-americana cessante, disse o porta-voz do presidente russo, Dmitry Peskov aos jornalistas, na terça-feira (17).

Há pouco, o chefe da diplomacia russa, Sergei Lavrov, afirmou na coletiva de imprensa que, nos últimos anos, as atividades dos serviços secretos norte-americanos para recrutar diplomatas russos se intensificaram.
"Sim, é verdade, estas informações não foram divulgadas antes…Habitualmente, não é a regra fazer isso, mas tendo em conta que enfrentamos tal retórica agressiva e pouco agradável da administração cessante, não será demais lembrar que tais casos ocorreram de forma repetida – tentativas de pressionar os nossos diplomatas, tentativas de os recrutar sob vários pretextos e em várias situações", disse Peskov respondendo à questão se tais casos, de fato, tiveram lugar.
Peskov acrescentou que "isso significa que as missões diplomáticas russas estão sob pressão permanente, realizam-se trabalhos para recolher dados de inteligência, inclusive usando meios bastante agressivos". "Isso prova a existência de uma linha pouco amigável em relação à Rússia. Lamentamos que Washington tenha recorrido a tais métodos e esperamos que, no futuro, consigamos atingir um maior nível de confiança e respeito mútuo", destacou o porta-voz do presidente russo.
O porta-voz confirmou que Moscou reage a tais episódios. "Sem dúvida, é uma prática habitual", acrescentou Peskov.

Nenhum comentário:

Postar um comentário