domingo, 14 de maio de 2017

EUA vêem sinais 'preocupantes' no decreto de Putin sobre documentos civis de Donbass


Comemoração do Dia da República em Donetsk

EUA vêem sinais 'preocupantes' no decreto de Putin sobre documentos civis de Donbass

© Sputnik/ Sergei Averin
Mundo
URL curta
272733023

A recente decisão da Rússia de reconhecer os documentos dos habitantes das autoproclamadas repúblicas populares da região de Donbass, no leste da Ucrânia, “preocupa” os EUA, segundo declarações da embaixada norte-americana em Kiev neste domingo (19).

No sábado (18), o presidente russo Vladimir Putin assinou um decreto permitindo o reconhecimento temporário, na Rússia, dos documentos emitidos aos residentes de Donbass, até a plena implementação dos acordos de paz de Minsk.
"O reconhecimento da Rússia dos documentos das repúblicas separatistas é preocupante e contradiz os objetivos acordados dos acordos de Minsk", disse o serviço de imprensa da embaixada norte-americana em sua conta no Twitter.

Em 2014, as regiões ucranianas orientais de Donetsk e Lugansk declararam independência após um golpe de Estado em Kiev. Em resposta, o novo governo ucraniano, apoiado pelo Ocidente, lançou uma operação militar contra as duas autoproclamadas repúblicas. Em 2015, os lados assinaram um acordo de cessar-fogo em Minsk, negociado pelos líderes do chamado quarteto da Normandia, que inclui a França, a Alemanha, a Rússia e a Ucrânia. Desde o início do conflito, os residentes permanentes das autoproclamadas repúblicas têm enfrentado dificuldades com seus documentos, já que vários dos papéis emitidos pela Ucrânia expiraram e os emitidos por Donetsk e Lugansk não foram reconhecidos por outros Estados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário