segunda-feira, 1 de maio de 2017

EUA acusam vice da Venezuela de ajudar terroristas no Oriente Médio


Ouvir Rádio



ARQUIVO - Nesta foto de fevereiro de 2017, o vice-presidente da Venezuela, Tareck El Aissami, é saudado por um oficial do Exército Bolivariano após sua chegada para um desfile militar no Forte Tiuna, em Caracas, Venezuela. A administração do presidente Donald Trump aplicou sanções contra El Aissami e o acusa de desempenhar um papel importante no tráfico internacional de droga.

EUA acusam vice da Venezuela de ajudar terroristas no Oriente Médio

© AP Photo/ Fernando Llano
Américas
URL curta
50962112

Na linha direta de sucessão de Nicolás Maduro, o vice-presidente da Venezuela, Tareck El Aissami foi incluído na lista de sanções do Departamento do Tesouro americano. A acusação? Um suposto auxílio a traficantes de drogas e terroristas do Oriente Médio.

Além disso, autoridades dos EUA acusam El Aissami de facilitar o envio de drogas venezuelanas para território americano. Com a sanção, todos os ativos do vice ficam congelados.
A investigação é conduzida por promotores federais e deve estremecer ainda mais a relação entre os dois países, embora Maduro tenha se mostrado satisfeito com a eleição de Trump para a presidência. Ex-líder estudantil, El Aissami chegou ao posto de vice-presidente no início deste ano. Ele tem poderes de alocar moeda estrangeira, encarcerar "inimigos da revolução" e expropriar companhias.
Os direitos do vice fazem parte de um pacote promulgado por Maduro no final de janeiro que visava transferir responsabilidades e se resguardar, caso os oposicionistas consigam tirá-lo do cargo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário