sábado, 27 de maio de 2017

China reage mal à declaração dos líderes do G7 sobre a situação do Mar do Sul da China

Navios chineses durante exercícios navais no mar da China Oriental (foto de arquivo)

China reage mal à declaração dos líderes do G7 sobre a situação do Mar do Sul da China

© REUTERS/ China Daily

A China manifestou repúdio à declaração final da cúpula do G7, referente à situação no Mar da China Oriental e no Mar do Sul da China, segundo declaração do porta-voz do ministério de Relações Exteriores chinês, Lu Kang.

Os líderes do G7, em comunicado conjunto após o final da cúpula realizada na Itália, declararam preocupação com a situação no Mar da China Oriental e no Mar do Sul da China e se posicionaram contra quaisquer medidas unilaterais, capazes de escalar as tensões na região. O mesmo documento reiterou a necessidade da solução de disputas territoriais através do diálogo e do direito internacional, inclusive em tribunais de arbitragem. "Manifestamos firme repúdio à declaração final da cúpula do G7, referente à questão do Mar da China Oriental e do Mar do Sul da China, sob pretexto do direito internacional", informou o comunicado de Lu Kang, publicado no site do ministério das Relações Exteriores da China.
"A posição da China, referente às questões do Mar da China Oriental e Mar do Sul da China, é clara e lógica. China sempre se manifestou e se manifesta pela solução direta das referentes disputas com as partes do litígio, através de negociações e consultas", declarou o porta-voz da diplomacia chinesa.
Facebook
Procure a página Sputnik Brasil no Facebook e descubra as notícias mais importantes. Curta e compartilhe com seus amigos. Ajude-nos a contar sobre o que os outros se calam!

Nenhum comentário:

Postar um comentário