sexta-feira, 28 de abril de 2017

União Europeia Investiga Vacina Contra HPV Gardasil após Ondas de Graves Efeitos Colaterais


União Europeia Investiga Vacina Contra HPV Gardasil após Ondas de Graves Efeitos Colaterais

13 de outubro de 2015
Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+13Email this to someone
UE Lança Investigação sobre a Gardasil após Ondas de Sérios Relatos de Efeitos ColateraisTantas jovens estão experimentando graves problemas de saúde após a vacinação com a injeção da Gardasil para o papilomavírus humano (HPV) que a Agência Europeia de Medicamentos (EMA) anunciou planos para realizar uma completa avaliação de segurança sobre a controversa vacina.
Após a exibição recente de um documentário na Dinamarca apontando a onda de efeitos adversos para a saúde associados com a Gardasil, as autoridades europeias estão aparentemente repensando sobre a administração desta vacina, que parece causar danos permanentes à saúde em muitas daquelas que a recebem.
Leia também: [ESTUDO] Vacina Contra HPV Pode Causar Cegueira
Conforme relatado pelo site The Local da Dinamarca, a EMA está perseguindo uma avaliação adicional da Gardasil para “esclarecer melhor os aspectos do perfil de segurança [da vacina].” Isto foi solicitado pela Danish Health and Medicines Authority (Sundhedsstyrelsen), que vem acompanhando as meninas que tiveram danos à saúde após a administração da Gardasil.
Leia também: A Nova Gardasil é Adequada para a sua Filha?

De acordo com a EMA, cerca de 72 milhões de jovens foram vacinadas com a Gardasil desde que foi introduzida pela primeira vez na Europa em 2006. Muitas destas jovens relataram efeitos colaterais que vão desde convulsões e desmaios a problemas cardíacos e fadiga crônica.
Até agora, mais de 100 meninas dinamarquesas solicitaram indenizações financeiras por danos resultantes da Gardasil. Três delas, de acordo com o jornal sueco Svenska Dagbladet, já receberam o equivalente a US$ 593.000. Outras 800 meninas dinamarquesas relataram efeitos colaterais em conjunto com a vacina, mas estas ainda não solicitaram a indenização.
Leia também: Colômbia: Vacina contra HPV Responsabilizada por Doença Misteriosa

Tanto o comitê [europeu] de efeitos colaterais e da Danish Health and Medicines Authority avaliaram que as vantagens da vacina contra o câncer do colo do útero são maiores do que as desvantagens e continuam a recomendar que as jovens se vacinem“, afirmou a ministra da Saúde dinamarquesa Sophie Lohde à mídia.
Mas é importante para mim reagirmos enquanto continua a existir novos relatos de efeitos colaterais e também há preocupação entre as muitas meninas e suas famílias. Devemos levar isso a sério.”
Leia também: [Dossiê] Vacinação Contra HPV Conheça o Perigo que ela Representa e Tome uma Decisão Informada

Os governos precisam parar de brincar e admitir de uma vez que as vacinas contra o HPV são mortais
A Gardasil não é a única vacina contra o HPV sendo revisada – todas as três vacinas contra o HPV atualmente no mercado, incluindo a Gardasil (Merck & Co.), Gardasil 9, e a Cervarix (GlaxoSmithKline) estão sob revisão de segurança da EMA.
Entre os efeitos colaterais sendo investigados estão muitos relatos de síndrome de taquicardia postural ortostática, ou POTS, um problema que envolve ritmo cardíaco anormal quando uma paciente está sentada ou em pé. A condição pode levar à tonturas, desmaios, dor de cabeça, fraqueza e dores no peito.
Leia também: Artigo Médico: Avaliação Crítica Sobre a Vacina do HPV

Outros efeitos colaterais incluem a síndrome de dor regional complexa, ou SDRC, a qual afeta a utilização normal dos próprios membros. Muitas meninas que relataram efeitos colaterais pós-injeção com vacinas contra o HPV dizem que seus músculos estão fracos, e elas não podem se envolver em atividades físicas como costumavam antes da injeção. Nota: Veja este caso da Rafaella Barbosa no Brasil, que ficou incapacitada permanentemente depois de receber a vacina contra HPV.
O objectivo da avaliação da EMA é determinar se há ou não uma verdadeira ligação casual entre as vacinas contra o HPV e essas condições. A agência afirma que estes e outros sintomas podem ocorrer “em indivíduos não vacinados”, ou, pelo menos, esta é a história oficial.
Leia também: G1: Jovens Ficam Sem o Movimento das Pernas após Vacina HPV e Podem Ficar Paraplégicas

Mas aquelas que já experienciaram lesões sabem que a vacina foi a causa, e elas não vão descansar até que a verdade apareça. Apesar das autoridades de saúde poderem afirmar que as vacinas contra o HPV são “muito seguras”, aquelas que já sofreram os efeitos adversos sabem a verdade.
Depois que a Gardasil foi licenciada e as três doses recomendadas para meninas de 11 a 12 anos de idade e jovens, haviam milhares de relatos de colapso súbito com perda de consciência dentro de 24 horas“, relata o National Vaccine Information Center (NVIC).
Leia também: A Vacina contra o Papilomavírus (HPV) “Será o Maior Escândalo Médico de Todos os Tempos”

Outros efeitos adversos incluem “Convulsões, dor muscular e fraqueza; fadigas incapacitantes, síndrome de Guillain-Barré (GBS); paralisia facial, inflamação cerebral, artrite reumatoide; lúpus; coágulos no sangue; neurite óptica; esclerose múltipla; derrames; problemas cardíacas e outros problemas de saúde graves, incluindo a morte, após a administração da Gardasil“.
Participe da discussão no Fórum Notícias Naturais.
Leia mais:
Vacina contra o HPV Érika Ginasta Campeã Acaba em Cadeira de Rodas

Vacina HPV: Érika, Ginasta Campeã Acaba em Cadeira de Rodas



Menina Saudável de 12 Anos Morre após Receber Vacina contra o HPV

Menina Saudável de 12 Anos Morre após Receber Vacina contra o HPV nos EUA



Fontes:
Natural News: EU launches investigation into Gardasil following wave of serious adverse event reports
– The Washington Post: Worries about HPV vaccine: European Union medicines agency investigating reports of rare but severe reactions
– The Local: Cancer vaccines under investigation by EU
– NVIC: Human Papillomavirus (HPV)

Nenhum comentário:

Postar um comentário