quinta-feira, 27 de abril de 2017

POVO SUL COREANO REJEITA O "SIONISTA TRUMP E SEUS ASSECLAS" - Instalação do THAAD enfurece sul-coreanos


Protestos contra implementação do THAAD americano na Coreia do Sul, Seul, 13 de abril de 2017

Instalação do THAAD enfurece sul-coreanos

© AP Photo/ Ahn Young-joon

Cidadãos e ativistas locais estão condenando a operação secreta para mobilizar o sistema de defesa antimísseis THAAD da Lockheed Martin, na província de Gyeongsang, na Coreia do Sul.

 
Um grupo de ativistas na área disse ao Korea Times que o movimento de equipamento militar para o THAAD no meio da noite "é nada menos que sujeitar-nos à lei marcial militar".
Em 26 de abril, Sputnik informou sobre o posicionamento da infra-estrutura do THAAD em um campo de golfe na Coréia do Sul. Logo em seguida, segundo Yonhap, confrontos estouraram entre forças policiais e manifestantes.

O Ministério da Defesa sul-coreano estima que o THAAD estará operacional até o final de 2017.

Aproximadamente 8 mil policiais armados, equipados com escudos anti-motim, formaram um perímetro na quarta-feira às 4h50 da madrugada, enquanto os radares e os lançadores de mísseis transportáveis ​​foram transferidos para o campo de golfe onde está planejada a instalação do THAAD. De acordo com uma declaração da Confederação Coreana de Sindicatos(KCTU), "nada demonstra melhor o desespero e a ilegitimidade do governo do que a hora em que equipamento foi transportado, antes do amanhecer".

Na opinião dos moradores, a militarização não melhora seu senso de segurança, mas, ao contrário, torna a situação mais arriscada. "O governo está colocando em risco as vidas e a segurança dos moradores de Seongju por meio de novas tensões na península coreana", disse o KCTU.

Nenhum comentário:

Postar um comentário