domingo, 26 de fevereiro de 2017

QUEM QUER TER FILHOS SAUDÁVEIS NÃO DEVE VACINA-LOS NUNCA - VACINAS SÃO PONTA DE LANÇA DE UMA GUERRA BIOLÓGICA ENCETADA PELOS "JUDEUS" CONTRA A HUMANIDADE

QUEM QUER TER FILHOS SAUDÁVEIS NÃO DEVE VACINA-LOS NUNCA - VACINAS SÃO PONTA DE LANÇA DE UMA GUERRA BIOLÓGICA ENCETADA PELOS "JUDEUS" CONTRA A HUMANIDADE


alergias-infantis-graves-a-amendoim-ovos-e-laticnios-esto-diretamente-ligadas-s-vacinas

Você já leu A epidemia da alergia ao amendoim do historiador Heather Fraser? Ele começa nos perguntando por que a epidemia de alergia ao amendoim só é encontrada em culturas ocidentais, onde pelo menos 4 milhões de pessoas experienciam o fenômeno misterioso, ainda não há praticamente nenhum caso relatado na Índia, onde o amendoim apenas acontece de ser o principal ingrediente na maioria dos produtos alimentares de bebês.
Considere isto: um século atrás, você não poderia encontrar alguém alérgico ao amendoim, mas agora é comum para os pais mandarem EpiPens à escola para o professor e o enfermeiro manterem por perto de seus filhos, apenas no caso de alguém abrir um lanche na sala que contenha amendoim, ou até mesmo se alguém abrir um produto alimentar que fosse fabricado em “uma instalação que processa amendoim.” O que há de errado com o corpo humano que o levaria a entrar em choque anafilático devido a um ingrediente alimentar aparentemente inofensivo que não poderia prejudicar uma alma há cem anos atrás? Hoje, o amendoim causa as reações alérgicas alimentares graves mais comuns, e ele é a causa número um de morte por reações alimentares, e por uma boa razão: o óleo de amendoim nunca foi destinado para ser colocado em uma seringa e injetado no tecido muscular.

O óleo de amendoim é um ingrediente não discriminado, escondido em vacinas infantis

Em 2010, uma família teve seu filho de 6 meses de idade tirado do meio deles, e foram acusados no tribunal de síndrome do bebê sacudido, até que seu advogado apresentou as informações médicas confirmando que a reação anafilática da criança e o inchaço ao redor do cérebro do bebê (hemorragias subdurais) ocorreu como uma resposta imediata à vacinação.
Quais as vacinas foram essas, você pode estar se perguntando? DTP, Prevnar7 (pneumococo) e Rotateq (Vacina contra o rotavírus). Adivinha? As vacinas administradas continham óleo de amendoim não etiquetado, o qual foi utilizado como adjuvante, mas foi não listado nas bulas das vacinas. O médico basicamente provou ao tribunal que a reação alérgica da criança em ter o óleo de amendoim injetado pela vacina, causou a reação de inchaço cerebral em massa que fez com que o menino entrasse em choque.

Falsa teoria médica, engendrada pelos "Judeus Sionistas": Quanto mais forte a reação alérgica a ingredientes da vacina, mais tempo a imunidade dura

Em meados dos anos 1960, o óleo de amendoim foi introduzido pela primeira vez em vacinas porque os cientistas a serviço dos "Judeus Sionistas" hipotetizaram que ele poderiam “prolongar” a imunidade. De alguma forma, eles pensavam(UMA GRANDE MENTIRA - O QUE FOI FEITO PELOS "JUDEUS" É PROPOSITAL E CRIMINOSO), que o óleo agiria como uma cápsula do tempo. Dentro de 20 anos, o óleo de amendoim foi o “excipiente” preferido – o que significa que uma substância é formulada juntamente com o ingrediente ativo de um medicamento para o propósito de estabilização a longo prazo. Os perigos da sua utilização, no entanto, foram bem documentados. O problema? Os médicos e os cientistas haviam confundindo(OUTRA MENTIRA DOS "JUDEUS" QUE CIENTISTA É ESTE QUE SE CONFUNDE? ELES SABIAM O QUE FAZIAM, E SABIAM TAMBÉM DOS EFEITOS ADVERSOS QUE ESTAS FALSAS VACINAS PROVOCAM) a resposta imune com a imunidade, fazendo um grave erro que ainda é assumido por ser verdade hoje. O mito é que quanto maior for a resposta alérgica à vacina, maior imunidade é conferida. Errado! Hoje, qualquer um que desafia o mito é referido como anti-ciência, anti-vacina e um teórico da conspiração. Não existe maneira mais rápida de um médico perder sua licença por praticar a medicina do que desafiar este mandamento da mitologia da vacina VEICULADA PROPOSITADAMENTE PELOS "JUDEUS SIONISTAS" NUM VERDADEIRO CRIME CONTRA A HUMANIDADE.

De 1980 a 2016: Correlacionando o enorme aumento das alergias graves infantis

Quando estas alergias da infância experimentam um aumento maciço em números? Resposta: Quando a calendário obrigatório do número e frequência das vacinas para crianças menores de 7 anos de idade dobrou, e depois triplicou. Dê uma olhada:
1980 – 20 vacinas
1995 – 40 vacinas
2016 – 70 vacinas


Qual é a maneira mais fácil de levar um corpo de criança a entrar em choque anafilático e criar alergias alimentares graves para o resto de sua vida? 
Injete proteínas intactas de amendoim, ovos e produtos lácteos (caseína) diretamente no tecido muscular do lactente 36 vezes antes da idade de 18 meses. 
Quando o alimento normal torna-se extremamente tóxico para as crianças, os pais devem rever a forma como esses ingredientes específicos foram introduzidos nos corpos de seus filhos, e quais outros “vestígios” de perigosos cancerígenos, antibióticos, adjuvantes, emulsionantes, conservantes, aditivos, agentes de cerveja, transportadores e “estimulantes da resposta imune” estão sendo injetados no corpo repetidamente sem nenhuma razão lógica. 
As vacinas nunca foram comprovadamente seguras ou eficazes; apenas estudos feitos pelos próprios fabricantes, os quais foram posteriormente comprovados fraudulentos, alterados e distorcidos, que são publicados, a fim de enganar o público dizem isso.
Você realmente sabe o que está presente na maioria das vacinas? 
Você já leu os ingredientes, advertências, reações e os efeitos colaterais documentados sobre uma vacina inserida? 

Os únicos fabricantes e distribuidores destas falsas e criminosas vacinas são os Judeus Sionistas que compram e corrompem autoridades governamentais, que por sua vez, permitem o assassinato de centenas de milhões de pessoas ludibriadas, a exemplo das autoridades do CNTbios no Brasil.

Aqui está um resumo dos ingredientes mais perigosos das vacinas para sua comodidade:

1. Soro fetal bovino: 

Extraído de pele de vaca. Quando injetado provoca doenças do tecido conjuntivo, artrite e lúpus; também falta de ar, pressão arterial baixa, dor no peito e reações cutâneas.
2. Sorbitol: 

Edulcorante sintético que metaboliza muito lentamente e agrava a síndrome do intestino irritável (SII) e problemas gastrointestinais.

3. Gelatina hidrolisada: 

Derivado do colágeno interno da pele e ossos de animais. Injetar a gelatina apresenta o risco de infecção a partir de hormônios de crescimento sintéticos e infectividade pela doença da vaca louca (DVL).

4. Cloreto de sódio:

Aumenta a pressão arterial e inibe a contração muscular e o crescimento.

5. Proteína do ovo: 

As vacinas são preparadas com ovos (certamente não orgânicos). Podem conter hormônios de crescimento, antibióticos e a bactéria salmonela.
6. Caseína:

 Também conhecida como proteína do leite de vaca, muitas crianças experimentam reações alérgicas e com risco de vida severo aos vestígios da caseína, comumente encontrada na vacina DTP.
7. Timerosal: 

 Um mercúrio neurotóxico que causa o autismo: Há 25 mcg em uma vacina média contra a gripe, e o limite de segurança da EPA é de 5 microgramas, mas as crianças que são vacinadas simultaneamente com vacinas múltiplas recebem mais de 10 vezes o limite de segurança de mercúrio em um dia.

8. Albumina humana:

A proteína que é parte do plasma do sangue venoso humano; quando injetada causa febre, calafrios, urticária, erupção cutânea, dor de cabeça, náuseas, dificuldade em respirar e batimentos cardíacos acelerados.

9. Formaldeído:

Fluído altamente cancerígeno usado para embalsamar cadáveres. Classificado como um dos compostos mais perigosos para a saúde humana; pode causar danos ao fígado, problemas gastrointestinais, deformação reprodutiva, dificuldade respiratória e câncer.

Leia mais:

Stephen Hawking Admitiu que Certas Vacinas são uma Ameaça para a Humanidade?


CDC é Forçado a Revelar Documentos que Comprovam que o Mercúrio Presente na Vacina Causa Autismo


Fontes:
Natural News: Severe childhood allergies to peanuts, eggs and dairy directly linked to ‘trace’ ingredients in common vaccines
– The Doctor Within: Vaccines and the Peanut Allergy Epidemic
– NCBI: The peanut allergy epidemic
– VacTruth: The Non-Disclosed and Hyper-Allergenic Vaccine Adjuvant
– Reuters: Peanut allergies seen on the rise: study
– No Vaccine: Vaccine Ineffectiveness
No Vaccine: Specific Vaccines
– Baby Center: DTaP vaccine and milk allergy!

Nenhum comentário:

Postar um comentário