terça-feira, 31 de março de 2015

3 TRILHÕES DE DÓLARES É O VALOR QUE A RÚSSIA COBRA DA ALEMAMHA COMO REPARAÇÃO DE GUERRA

 
3 trilhões de dólares de indenização à Rússia é o que a Alemanha deve pagar por atacar os russos em 1941

A ALEMNHA ATACOU A RÚSSIA EM 1941, IGNORANDO UM "TRATADO DE PAZ DE NÃO AGRESSÃO" PROVOCANDO 20 MILHÕES DE MORTOS E UMA DESTRUIÇÃO SEM PRECEDENTES DESDE NAPOLEÃO - A RÚSSIA AGORA COBRA AS DEVIDAS IDENIZAÇÕES.

Em uma semana a Duma Estatal da Rússia apresentou duas declarações contra a alemnha:
1 - sobre a anexação da RDA pela República Federal da Alemanha
2 -  sobre reparações de guerra à Rússia.
Tais iniciativas não acontecem por acaso. A chanceler alemã, Angela Merkel mostra o comportamento inconveniente ao líder do maior país europeu. Não parece ser capaz de entender o que a Rússia lhe está dizendo.

No dia 26 de janeiro, a fração LDPR da Câmara Baixa do Parlamento russo apresentou uma iniciativa para buscar reparações à Alemanha por ter atacado a URSS em 1941. "Na verdade, a Alemanha não pagou qualquer reparação para a União Soviética por destruições e atrocidades cometidas durante a Grande Guerra Patriótica. Houve um acordo assinado com a RDA para cessar a cobrança de indemnizações. Porém, não houve tais acordos fechados com a RFA, e muito menos com a Alemanha unificada, portanto, a questão permanece em aberto, "- disse o deputado do Partido Liberal Democrata da Rússia (LDPR), Mikhail Degtyarev.


Segundo ele, o montante total das reparações a preços correntes deve totalizar pelo menos três ou 4 trilhões de euros, os quais a Alemanha deve pagar à Rússia, sucessora da URSS. O deputado insiste a Alemanha até compensar perdas aos países que não tinham participado na Segunda Guerra Mundial, mas nada à Rússia. Israel, por exemplo, no âmbito da Compensação da Injustiça Nacional -Socialista recebeu mais de 60 bilhões de euros, disse .

"As reivindicações são suficientemente justas", — disse ao Pravda. Ru o deputado da fração Rússia Unida, Timur Akulov, o membro do Comitê de Defesa da Duma. De acordo com ele, a Alemanha deve pagar ainda pela retirada das tropas soviéticas após a assinatura do acordo de reunificação alemã em 1989. " Deixamos lá muita propriedade, tirando da RDA as tropas soviéticas. A Alemanha não pagou nada por isso também. Os oficiais que voltaram, tornaram-se desabrigados. Cabe ao Ministério da Defesa para calcular as perdas em ambos casos ", -disse .

No entanto, o vice-decano da Faculdade de Economia Mundial e Política da Escola Superior de Economia, Andrei Suzdaltsev, disse ao Pravda. Ru que tais alegações dos deputados são emocionais e injustas. " Tudo foi discutido na Conferência de Potsdam, onde todas essas questões foram resolvidas" ' disse. Segundo o especialista, a União Soviética deixou de receber indemnizações da zona leste de ocupação da Alemanha, após ter aparecido um estado amigável, ou seja, a República Democrática Alemã. "No fim das contas, as nossas reparações eram miseráveis. Mas o trem, como diz-se, já se foi, e já não é possível rever a situação."

O especialista concorda que o segunda falha da Rússia foi a retirada das tropas da Alemanha reunificada, sem reivindicar compensações por perdas da propriedade. A Rússia também já não pode fazer nada nesse caso", — disse Suzdaltsev ao Pravda. Ru. Revisão dos resultados da Conferência de Potsdam é uma tarefa contraproducente por países bálticos logo poderem atacar a Rússia com a sua argumentação. "Eles anunciaram que iriam buscar compensações à Rússia por a URSS tê-los ocupado. Polônia, então, juntar-se-á por a Rússia liberar oeste da Ucrânia e da Bielorrússia em 1939. A disputa com o Japão sobre as ilhas Curilas também iria piorar muito. É uma proposta contraproducente ", — Suzdaltsev concluiu.

No entanto, por quê o tema das reparações surgiu apenas agora? "A iniciativa é uma resposta direta às sanções impostas pela UE e os Estados Unidos", — diz o website alemão Focus. de. No entanto, há um aspeto moral do problema. Imediatamente após a II Guerra Mundial, os alemães que foram libertados do fascismo pelo Exército soviético, começaram a receber trens que transportavam grãos a partir da URSS. Estava ocorrendo na época, quando os cidadãos da União Soviética viviam em sistema de abastecimento de cartões. Além disso, foi uma iniciativa do líder soviético Mikhail Gorbachev, que levou à reunificação da Alemanha em 1989. Mas nada de ser Frau Merkel grata. Pode derramar lágrimas sobre o Holocausto e os judeus, mas parece não estar completamente incomodada quando se trata dos problemas dos russos .


Merkel recusa-se a ouvir  Putin

Como resultado, o Parlamento russo a partir da proposta do Partido Comunista discute mais uma resolução sobre a anexação da RDA pela República Federal da Alemanha. De fato, na RDA não houve realizado referendo sobre a adesão à Alemanha Ocidental, concorda o site alemão Alles Schall und Rauch. Esta decisão foi tomada pelo parlamento da RDA, cujos membros foram comprometidos por receberem os assentos no novo governo conjunto. A ideia da chamada "reunificação pacífica" foi promovida e financiada por empresários ocidentais a buscarem a expansão mercantil e crescimento econômico. Além disso, ninguém perguntou aos alemães se queriam aderir à OTAN, à União Europeia ou à zona euro. Foi uma anexação que Bruxelas havia planeado? De acordo com o artigo publicado no site Alles Schall und Rauch, a iniciativa da Duma veio como vingança pela condenação da "anexação" da Criméia. Esta vingança da Rússia tem um grão de verdade, disse a publicação alemã.

A verdade está no fato de que um país soberano (RDA) foi anexado sem qualquer referendo a outro (RFA) que não era um país bem independente do ponto de vista jurídico. A URSS, o Reino Unido, os EUA e França — os países membros da coalizão antifascista, admitiram que era possível para a RFA anexar a RDA. No caso da Criméia, foi só a Rússia a dar o seu consentimento. Quer dizer que era por isso impossível a "anexãção" da Criméia?

Legisladores russos lançaram uma ofensiva contra Angela Merkel, devido à sua posição inadequada, já que ela é a única entre os líderes alemães de pós-guerra que é incapaz de chegar a um acordo com a Rússia. Por exemplo, não aceitou a proposta de Putin para regular a crise na Ucrânia, seguindo o exemplo do "cenário checheno." Por quê? Encontre um líder pró-ucraniano, dê-lhe ampla autonomia e financiamento, e "o processo irá andando".



RICs - RÚSSIA, ÍNDIA E CHINA NO CONTRA PONTO DO "Império do Caos Judaico Sionista de Israel", EM VEZ DE GUERRAS E ASSALTOS - PAZ PROSPERIDADE E COOPERAÇÃO

 
Rússia, Índia, China: Ministros dos Países RIC reunidos em Pequim

"Como países emergentes, Rússia, Índia e China partilham posições similares em inúmeras questões regionais e globais. Cooperação multilateral cada vez mais forte não apenas contribuirá para a paz, a estabilidade e o desenvolvimento regionais, mas, também ajudará a construir ordem internacional mais equilibrada e democrática, num mundo já multipolar." 

Enquanto isso os "histéricos judeus sionistas do Pentágono dão xiliques: "Fuuuuck esses RICs!" (pano de fundo)]

PEQUIM, 2/2/2015 (Xinhua) - Ministros de Relações Exteriores da Rússia, Índia e China ("países RIC") lançaram na 2ª-feira um comunicado conjunto, depois de concluído o seu 13º encontro em Pequim.
3/2/2015, Pequim, CCTV.com
http://english.cntv.cn/2015/02/03/VIDE1422915961278133.shtml
 
No comunicado conjunto enfatizaram que a cooperação entre os países RIC visa sempre a manter a paz e a estabilidade internacionais e regionais e a promover o crescimento econômico e a prosperidade globais, mediante cooperação prática e objetiva.

Para viabilizar essa cooperação, os três países ampliarão o trabalho conjunto em think-tanks, nos negócios, na agricultura, na mitigação e socorro internacionais em emergências, em serviços médicos e em saúde pública. Os ministros também exploraram o potencial para cooperação no campo da produção e transporte de petróleo e gás natural, e em outros campos de energia, alta tecnologia, proteção ambiental e conectividade.

O ministro chinês, Wang Yi falou longamente sobre bases fortes e firmes e sobre a motivação para extensa cooperação.

"China, Rússia e Índia são grandes países, dos maiores do mundo; e somos, todos, economias de mercado emergentes. Todos temos compromisso com política independente para a paz, e com a via do desenvolvimento pacífico. Geramos sempre mais energia positiva para o resto do mundo, e trabalharemos sem descanço para tornar o mundo mais seguro e mais estável. Nossos três países unem-se para cooperação mais próxima, mutuamente benéfica, e para nosso desenvolvimento comum. A união beneficiará diretamente mais de 40% da população do planeta Terra" - disse Wang.

Sergei Lavrov, da Rússia, partilhou a visão de seu contraparte chinês sobre a segurança regional  shared his view on regional security.

Todos os ministros insistiram que estão determinados a construir ordem política e econômica internacional mais justa, mais igualitária e mais estável, seguindo os propósitos e os princípios da Carta da ONU, os Cinco Princípios da Coexistência Pacífica e outras normas básicas da lei internacional.

"Tivemos discussão muito construtiva cobrindo a cooperação em vários mecanismos multilaterais, incluindo o G20 e o grupo BRICS. Quero registrar meu apreço aos meus contrapartes pelo apoio à aspiração da Índia de ser recebida como membro da Organização de Cooperação de Xangai, tão logo se completem os necessários trâmites e procedimentos de lei" - disse Sushma Swaraj.

"Como países emergentes, China, Rússia e Índia partilham posições similares em inúmeras questões regionais e globais. Cooperação multilateral cada vez mais forte não apenas contribuirá para a paz, a estabilidadade e o desenvolvimento regionais, mas, também ajudará a construir ordem internacional mais equilibrada e democrática, num mundo já multipolar." *****







COREIA DO NORTE - RECONHECE MOSCOU COMO AMIGA MILITAR E ECONOMICA, E ELEGE 2015 ANO DE CONFRATERNIZAÇÃO COM OS RUSSOS


Coreia do Norte declara 2015 Ano de amizade com a Rússia

Líder norte-coreano Kim Jong Um, sorri enquanto planta árvores com pilotos de caça da Unidade 447 do Exército do Povo Coreano em Pyongyang.
A Coreia do Norte declarou 2015, o "ano de amizade" com a Rússia em meio a esforços para aumentar os laços e intercâmbio cultural como os países marcar o 70º aniversário do fim da II Guerra Mundial, a agência oficial de notícias da Coreia do Norte foi citado como dizendo quarta-feira.

O empreendimento vai se concentrar no desenvolvimento diplomático, negócios e contatos culturais e incluem eventos culturais conjuntas em Moscou, Pyongyang e em outras cidades, jornal de língua Inglês, sul-coreano The Korea Herald citou Agência de Notícias Central Coreana da Coréia do Norte, dizendo em uma expedição.

Líder norte-coreano Kim Jong Un já está definido para visitar Moscou em maio para as celebrações do Dia da Vitória.

O escoramento-up de Moscou-Pyongyang laços está ocorrendo contra o pano de fundo de uma diminuição nas relações entre a Coreia do Norte e seu aliado de longa data China, informou o jornal.

A Rússia também tem articulado para o leste em meio a uma série de propostas para impulsionar os laços diplomáticos e de negócios ao longo do ano passado, como as relações do país com o Ocidente já se debateu sobre o papel percebido de Moscou na crise Ucrânia.

O fim da Segunda Guerra Mundial é uma grande fonte de orgulho nacional para os russos porque marca a expulsão completa dos ocupantes nazistas. O evento é reverenciado com o mesmo entusiasmo pelos coreanos como uma libertação de décadas de domínio colonial japonês.
 

domingo, 29 de março de 2015

NUA E SENSUAL COM APITO E BANDEIRINHA - ALINE IRRITA JUÍZES DE FUTEBOL E CAUSA POLÊMICA NO MEIO FUTEBOLÍSTICO


Ex-candidata a Miss Bumbum é candidata a Musa da Copa das Confederações

O ensaio sensual feito por Aline Bernardes para se lançar como musa da Copa das Confederações irritou os árbitros de São Paulo. Aline, que é ex-candidata ao Miss Bumbum 2012, posou nua usando um apito e se cobrindo com uma bandeirinha.
aline1.jpg

A assessoria da gata tratou de enviar um comunicado à imprensa explicando que não houve a intenção de desrespeitar os arbitros de futebol, leia abaixo o comunicado:
“Em busca de título de musa da ‘Copa das Confederações’ a modelo Aline Bernardes, eleita pela revista ‘Sexy’: a musa das confederações da publicação , usou um apito e bandeiras usadas pelas árbitras para seu ensaio de divulgação, fotos divulgadas hoje pelo jornal Diário de S. Paulo.
aline2.jpg

Em sua rede social Aline recebeu reclamações de pessoas que se dizem ser da Associação de Árbitros da Grande São Paulo irritados com o uso de tais objetos.
aline3.jpg

 Em comunicado, a modelo quer pedir desculpas a associação, caso sejam pessoas ligadas a entidade, e quer deixar claro que não é arbitra, e que o apito e a bandeira foram apenas peças de produção de cenário para fotos.”
aline4.jpgaline5.jpgaline6.jpgaline7.jpgaline8.jpgaline9.jpgaline10.jpg












sábado, 28 de março de 2015

TERROR JUDAICO SIONISTA CONTRA "MAIS MÉDICOS" NO BRASIL - JUDEUS DONOS DE LABORATÓRIOS NÃO CONSEGUEM SUBORNAR OS MÉDICOS CUBANOS


CHIORO CRITICA TENTATIVA TUCANA JUDAICO SIONISTA DE BARRAR MAIS MÉDICOS

:
OS DOIS SENADORES SÃO "CAVALOS DE TROIA SIONISTAS" ESTÃO FAZENDO O JOGO DOS JUDEUS SIONISTAS DONOS DE LABORATÓRIOS, POIS OS MÉDICOS CUBANOS ESTÃO FORA DO ALCANCE DOS SUBORNOS PRATICADOS PELOS JUDEUS SIONISTAS - O PROGRAMA "MAIS MÉDICOS" ESTÁ HOJE EM 66 PAÍSES NO MUNDO TODO, INCLUSIVE NA "ARÁBIA SAUDITA"
Ministro da Saúde classificou como "lamentável" o projeto de lei dos senadores Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) e Aloysio Nunes (PSDB-SP) que tenta anular o termo firmado pelo governo brasileiro com a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), que permitiu o ingresso de milhares de cubanos ao programa; "É lamentável. Aqueles que diziam nas eleições passadas que não acabariam com o programa agora mostram sua verdadeira face", disse Arthur Chioro
27 DE MARÇO DE 2015 ÀS 16:38
O ministro da Saúde, Arthur Chioro, voltou a criticar o projeto de lei dos senadores Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) e Aloysio Nunes (PSDB-SP) que tenta anular o termo firmado pelo governo brasileiro com a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) que permitiu o ingresso de milhares de cubanos ao programa e agora pode inviabilizar a continuidade do Mais Médicos.
"É lamentável. Aqueles que diziam nas eleições passadas que não acabariam com o programa agora mostram sua verdadeira face", disse Chioro nesta sexta-feira (27) durante um evento no Rio de Janeiro.
Segundo o ministro, casos os médicos cubanos sejam impedidos de trabalhar, o programa federal do Mais Médicos poderá ficar comprometido, já que os profissionais de saúde brasileiros não querem atuar em diversos municípios do interior do País.
"Romper o convênio com a Opas, que permite que mais de 11.400 médicos cubanos atuem no programa em regiões de floresta, aldeias indígenas, quilombolas, justamente as mais críticas do país, é um atentado contra a população brasileira. Aliás, contra as próprias prefeituras do PSDB, já que 65% delas participam do Mais Médicos, inclusive com médicos cubanos", afirmou Chioro. TESTE




REDUÇAO DA MAIORIDADE PENAL NO BRASIL - "MST" É CONTRA O GENOCÍDIO CONTRA OS MAIS POBRES - JUDEUS SIONISTAS COMPRAM OS CONGRESSISTAS PARA QUE SEJA APROVADA


O MTST é radicalmente contrário à redução da maioridade penal - O fracasso dessa política pode ser averiguado em dois exemplos: países como Alemanha e Espanha voltaram atrás na redução, enquanto que nos EUA, mesmo com o "fim da impunidade", 1 em cada 10 homicídios é cometido por menores.


O MTST é radicalmente contrário à redução da maioridade penal. 21887.jpeg
Recentemente desengavetada, a PEC 171 de 1993, volta à discussão no Congresso Nacional. O objetivo é a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos. No meio de um avanço conservador em todas as esferas, medidas como esta aparecem como tentativa de recuperar a popularidade do Congresso, desmoralizado publicamente por si próprio nos últimos anos.
O MTST é radicalmente contrário à redução da maioridade penal. 21887.jpegDiariamente a bancada da bala, formada por figuras como Jair Bolsonaro (PP), Major Olímpio (PDT), entre outros, é apoiada dentro e fora do Congresso. Dentro, encontra solidariedade de gente como Marcos Feliciano (PSC), conhecido pelo seu reacionarismo irracional. Fora, os programas policiais alardeiam há anos a necessidade de "acabar com a impunidade" e ampliar a política absolutamente ineficaz além de desumana do encarceramento. Confusa por tamanho bombardeio e vítima de uma violência urbana crescente e bárbara, a população, inclusive os mais pobres, sinalizam apoio, o que justifica a celeridade de nossos congressistas.
O que pouco se fala é que os jovens menores de dezoito anos, muito longe de protagonistas da violência, são as principais vítimas delas! Cerca de 0,5% dos homicídios no Brasil em 2013, por exemplo, foram cometidos por menores, enquanto 53,5% dos homicídios vitimam jovens de até dezoito anos. Nem é preciso falar que a maioria é negra e pobre, tanto a que morre quanto a que é encarcerada. Hoje, mais de 20 mil jovens entre 12 e 17 anos permanecem sob cárcere no Brasil, "cumprindo medidas sócio-educativas" em condições nada favoráveis lo à "ressocialização".
O fracasso dessa política pode ser averiguado em dois exemplos: países como Alemanha e Espanha voltaram atrás na redução, enquanto que nos EUA, mesmo com o "fim da impunidade", 1 em cada 10 homicídios é cometido por menores.
O MTST é radicalmente contrário à redução da maioridade penal. Com ela, avançam os ataques aos trabalhadores, negros, jovens e moradores de periferia. Os mesmos feitores que nos chicoteavam para agradar seus senhores, trasvestem-se e, agora, querem ampliar sua perseguição contra nossa gente. Iremos às ruas contra a PEC 171 e o genocídio da população mais pobre. O cativeiro acabou! Não passarão!
Coordenação Nacional do MTST
O estímulo à redução da maioridade penal no Brasil, vem dos "Judeus Sionistas", que estão de olho nas privatizações dos presídios, pois eles já tem a maioria dos juízes e promotores nas mãos, e com as privatizações os presídios ficaram lotados, as condenações serão banalizadas e mais longas, a exemplo do que fazem nos Estados Unidos que abriga a maior população carcerária do mundo - "A utilização do trabalho escravo dos presos", e, segundo Michael Moore, uma estudante de 11 anos de idade foi condenada a 15 anos de cadeia por ter puxado o cabelo da colega.






sexta-feira, 27 de março de 2015

TERROR JUDAICO SIONISTA NA VENEZUELA - JUDEUS APLICAM O "GOLPE CONTÍNUO" CONTRA A LEGÍTIMA DEMOCRACIA BOLIVARIANA


"Golpe contínuo", nova receita que os Judeus usam para contestar as urnas, e querem ganhar no "grito", assim como fazem no Brasil contra Dilma e Argentina contra Cristina

Resultado de imagem para sionistas do imperio do caos
MERCENÁRIOS TERRORISTAS EM AÇÃO NA VENEZUELA
Resultado de imagem para INCENDIO NA REFINARIA DA VENEZUELA
ATAQUE DE MERCENÁRIOS JUDAICO SIONISTAS CONTRA A MAIOR REFINARIA DO MUNDO NA VENEZUELA
A Venezuela enfrenta um grave problema: mantém uma das maiores reservas de petróleo do planeta fora do controle dos Judeus Sionistas dos Estados Unidos.A Venezuela tem um presidente eleito democraticamente em 2013, em processo eleitoral legítimo, acompanhado por observadores internacionais. Mas o país tem um grave problema: mantém uma das maiores reservas de petróleo do planeta fora do controle do "Império do Caos Judaico Sionista de Israel". 
Resultado de imagem para maior refinaria de petróleo do mundo na venezuelaUma fenomenal reserva de petróleo e a maior refinaria de petróleo do mundo, nacional e soberana é inconcebível ao Resultado de imagem para sionistas do imperio do caos"Império do Caos Judaico Sionista de Israel"
Resultado: desde a eleição de Resultado de imagem para maduro venezuelaNicolas Maduro, sucessor do saudoso Resultado de imagem para venezuelan president chavez"HUGO CHAVEZ" que implantou a Resultado de imagem para simon bolivar"REVOLUÇÃO BOLIVARIANA NA VENEZUELA", e foi assassinado com um câncer induzido, o Resultado de imagem para sionistas do imperio do caos"Império do Caos  Judaico Sionista de Israel" passou  a tentar desestabilizar o país, assim o fizeram no Resultado de imagem para saddam husseinIRAQUE onde assassinaram Sadam Hussein, Resultado de imagem para kadhafiLÍBIA onde assassinaram Kadhafi, Resultado de imagem para heroina do afeganistãoAFEGANISTÃO invadido para monopolizar o tráfico internacional de heroínaResultado de imagem para produçaõ de heroina no afeganistão15o bilhões de doses anuais = a 15 trilhões de dólares, Resultado de imagem para invasão da república centro africanaREPÚBLICA CENTRO AFRICANA invadida e usurpada em suas minas de diamantes, agora na mão dos Judeus, Resultado de imagem para morsi do egitoEGITO derrubaram o primeiro e único presidente eleito democraticamente em 7 000 anos de civilização, Resultado de imagem para zelayaHONDURAS onde deram um golpe de estado contra Zelaya, eleito democraticamente, vão transformar o país numa base militar, a exemplo de Okinawa no Japão, para futuramente coagir os Sul Americanos, Resultado de imagem para salvador allende assassinadoResultado de imagem para salvador allende assassinadoCHILE assassinaram Salvador Allende dentro do palácio e implantaram a DITADURA mais sangrenta da América Latina com Pinochet, Resultado de imagem para presidente deposto da ucraniaUCRÂNIA com um golpe de estado derrubaram Ianukovitch, causando uma crise de proporções incalculáveis com a Rússia - E Resultado de imagem para fernando lugoPARAGUAI onde destituiram Fernando Lugo e colocaram em seu lugar um Judeu Sionista, e, tentam fazer na O líder do Boko Haram, Abubakar ShekauNIGÉRIA usando MERCENÁRIOS TERRORISTAS(BOKO HARAM) sob comando da "CIA" e do "MOSSAD", para desestabilizar o governo e ocuparem a maior produção de petróleo da África, BRASIL estão provocando o caos para derrubar a presidenta eleita Dilma, pois os seus "CAVALOS DE TROIA SIONISTAS" - Marina Silva e Aécio Neves foram derrotados nas urnas, e agora querem ganhar no grito, usando a mídia judaico sionista para desestabilizar seu governo com uma enxurrada de mentiras e falsas acusações, mas ocultando o golpe que o marido da Marina aplicou na SUDAM - 44 MILHÕES DE REAIS, e o helícóptero do Aécio e seus comparsas(OS PERRELA - PAI E FILHO) apreendido com 450Kg de cocaina em sua fazenda, Resultado de imagem para cristina kirchner no meio do povoARGENTINA Cristina Kirchner é atacada por ter nacionalizado as empresas petrolíferas de seu país, pois estavam sabotando a produção e obrigando a importação do produto queimando as reservas do tesouro, sendo que o país tem petróleo até para exportar, Resultado de imagem para EVO MORALESBOLÍVIA Evo morales, o único indígena a presidir um país sul americano, é atacado por ter nacionalizado o Gás e o Petróleo de seu país e de ter expulsado os Judeus da administração pública - "Não precisamos de patrões para nos governar e roubar", Resultado de imagem para rafael correaEQUADOR tem o heroico Rafael Correa, amado e idolatrado por seu povo, já tentaram dois golpes de estado contra ele sem sucesso, Resultado de imagem para assad basharSÍRIA de Bashar Assad onde os judeus sionistas tentaram derrubar seu pai e tentam contra ele durante 50 anos, mas não conseguiram, é o único patriota e nacionalista do mundo árabe e defende os sírios com unhas e dentes, tem o apoio da Rússia, China e Irã também.
De fevereiro a junho de 2014, Caracas viveu verdadeiras batalhas de rua promovidas por manifestantes que se opõem ao presidente eleito e são chamados pela imprensa internacional pelo nome genérico de "estudantes". Os confrontos entre a polícia e esses manifestantes violentos foram denominados de "La Guarimba" e fizeram cerca de 50 mortos e 900 feridos em 2014.
De passagem por Paris na semana passada, representantes da ONG "La Guarimba", criada para denunciar o "golpe de Estado contínuo" desencadeado na Venezuela( O MESMO ACONTECE NO BRASIL E ARGENTINA), explicaram que os opositores não aceitaram o resultados das eleições democráticas. O que vive o país hoje é um clima de contestação permanente usando MERCENÁRIOS TERRORISTAS(NO BRASIL USAM ALÉM DA DA MÍDIA JUDAICO SIONISTA, OS "BLACK BLOCS"), segundo Nairoby de Gonzalez, cujo marido, funcionário do Ministério Público, morreu tentando desativar uma barricada erguida no meio da rua. Somente o jornal comunista L’Humanité deu destaque às denúncias feitas pelos representantes de "La Guarimba". Para ter informações objetivas sobre a Venezuela não devemos nos contentar com a imprensa judaico sionista que se limita a reiterar os argumentos dos Judeus Sionistas de Washington.
Antes de Paris, os porta-vozes da ONG venezuelana foram a Madri e a Bruxelas. Depois, iriam a Genebra onde seriam recebidos oficialmente pelo Alto Comissariado das Nações Unidas pelos Direitos Humanos para explicar o que se passa no país. A viagem à Europa de membros da La Guarimba teve como objetivo fazer uma outra narrativa – com parentes de vítimas dos confrontos de ruas, mortos muitas vezes por snipers(MERCENÁRIOS TERRORISTAS)) – para  se opor à narrativa feita na imprensa internacional, muito influenciada pelos Judeus Sionistas de Washington.
Na cobertura internacional da Venezuela, a imprensa internacional judaico sionista ocultou o caráter de guerrilha urbana programada pelo candidato derrotado, Henrique Capriles Radonski (JUDEU SIONISTA), e por seus apoiadores (MERCENÁRIOS TERRORISTAS) com um único objetivo: depor o presidente eleito.
Durante os acontecimentos violentos de 2014, um homem se notabilizou por dirigir o movimento anti-Maduro: o coordenador do partido Vontade Popular, Leopoldo Lopez (CAVALO DE TROIA SIONISTA), que chefiou a agitação nas ruas conclamando a um golpe de estado na campanha que tinha por lema "A saída". Ele pregava a derrubada de Maduro pela "rua". Preso em 2014, sob a acusação de incitação ao crime, ao ódio civil e a atos de incêndio, Leopoldo Lopez se diz vítima da repressão política do regime. 
No dia 9 de março, o presidente Barack Obama (CAVALO DE TROIA SIONISTA) anunciou sanções a responsáveis politicos venezuelanos, escancarando a determinação dos Judeus Sionistas de Washington de desestabilizar o governo democraticamente eleito. Maduro foi acusado de intimidar os opositores politicos. Ao declarar que a Venezuela é "uma extraordinária ameaça para a segurança nacional dos Estados Unidos", o presidente americano a serviço do "JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL" anunciou sanções. Ele colocava assim o país sul-americano no rol dos “Estados delinquentes” (rogue states em inglês) no qual já figuraram a Síria e o Irã.
Numa intervenção na TV de duas horas (que pode ser vista em parte no you tube) Nicolas Maduro criticou a arrogância do Império do Caos Judaico Sionista  e considerou as medidas tomadas pelos Judeus Sionistas de Washington como um “grave erro”.
O jornalista americano Glenn Greenwald, que revelou ao mundo pelo The Guardian o escândalo das escutas ilegais da NSA, escreveu que tudo não passa de jogo politico. Obama nunca condenou as graves violações de direitos humanos da Arábia Saudita, onde um dos raros militantes independentes dos direitos humanos, Mohammed al-Bajad, foi condenado a dez anos de prisão sob acusação de “terrorismo”. Esse tipo de repressão é banal no país para todos os que ousam denunciar as decapitações públicas bárbaras, além das flagelações e penas de prisão contra blogueiros que ousam criticar o regime.
E não custa lembrar que o general Abdel Fattah Saïd Hussein Khalil al-Sissi (CAVALO DE TROIA SIONISTA) que governa hoje o Egito com mão de ferro não passa de uma marionete dos Judeus Sionistas de Washington, que ajudou-o a depor um presidente legitimamente eleito, Mohamed Morsi.
Greenwald lembrava em seu artigo que a defesa dos direitos humanos é apenas uma desculpa usada pelos Judeus Sionistas dos Estados Unidos quando quer se desfazer de um governante incômodo. As violações dos direitos humanos praticadas por seus aliados no Cairo ou na Arábia Saudita nunca pareceram incomodar os Judeus Sionistas de Washington.
Ele diz que é apenas hipocrisia quando os neoconservadores fingem se interessar pela sorte das mulheres afegãs ou pela repressão aos homossexuais iranianos. Trata-se de criar um tema para despertar a indignação belicosa contra os regimes desses países.
O secretário geral da União das Nações Sul-Americanas (Unasur) declarou que a organização “condena qualquer tentativa de interferência, seja interna ou externa, visando a desestabilizar o processo democrático na Venezuela".
Todos os países do hemisfério, com exceção dos Estados Unidos Judaico Sionista e do Canadá Judaico Sionista, se opuseram às sanções contra a Venezuela. A Celac (Comunidade dos Estados latino-americanos e caribenhos) publicou uma declaração em fevereiro em resposta à precedente vaga de sanções judaico sionistas americanas contra a Venezuela. Ela reiterava "a total rejeição da aplicação de medidas coercitivas unilaterais contrárias ao direito internacional". 
Cabe a pergunta: qual dos dois é o Estado delinquente?
Leneide Duarte-Plon, de Paris
Foto: Wikimedia Commons