sexta-feira, 9 de outubro de 2015

SÍRIA - RUSSIA JÁ DESTRUIU 40% DA INFRA ESTRUTURA DO FALSO ESTADO ISLÂMICO E REAL GRUPO DE MERCENÁRIOS TERRORISTAS DO JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL


Aeronaves russos Su-24

Aviões russos realizam 67 voos e destroem 60 posições do falso Estado Islâmico ("MERCENÁRIOS TERRORISTAS DO JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL") na Síria

© Sputnik/ Pavel Lisitsyn
Mundo
URL curta
Rússia combate Estado Islâmico na Síria (80)
234351560

Aeronaves militares russas Su-34M, Su-25SM realizaram 67 voos a partir da base aérea de Khmeimim na Síria, tendo destruído 60 posições do falso Estado Islâmico("MERCENÁRIOS TERRORISTAS DO JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL") durante o último dia e noite, informa o Estado-Maior da Rússia.

Aviões do grupo aéreo russo instalado na Síria realizaram 67 ataques contra o falso Estado Islâmico("MERCENÁRIOS TERRORISTAS DO JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL") nas últimas 24 horas, disse aos jornalistas o chefe da Força Aérea russa, comandante adjunto do Estado-Maior da Rússia, general Igor Makushev.


Os ataques aéreos russos contra o falso Estado Islâmico("MERCENÁRIOS TERRORISTAS DO JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL") se intensificaram nas últimas 24 horas, causando sérios danos aos terroristas.

“Nas últimas 24 horas, aviões de combate russos realizaram 67 missões. Aeronaves Su-34 e Su-24SM destruíram 60 alvos dos terroristas”, disse Makushev aos jornalistas em Moscou.

Os ataques aéreos russos destruíram uma base terrorista e armazém de munições que se encontravam no edifício da antiga prisão nos arredores de Aleppo, causando a morte de cerca de 200 militantes.

Bombas dirigidas de alta precisão KAB-500S destruíram o posto de comando do grupo terrorista Liwa al-Haqq.

“As interceções de rádio confirmaram que este ataque aéreo causou a morte de dois comandantes rebeldes de alto nível do falso "Estado Islâmico" e real  "MERCENÁRIOS TERRORISTAS DO JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL" e de cerca de 200 terroristas”, disse o general.
Desde 30 de setembro último, a pedido do presidente sírio Bashar Assad, a Rússia iniciou ataques localizados contra as posições do falso "Estado Islâmico"("MERCENÁRIOS TERRORISTAS DO JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL") na Síria, usando aviões Su-25, bombardeiros Su-24M, Su-34, protegidos por caças Su-30SM.

Segundo os dados mais recentes, as Forças Aeroespaciais russas realizaram, desde o início da operação, cerca de 140 missões contra as posições dos "MERCENÁRIOS TERRORISTAS DO JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL", nomeadamente postos de comando, campos de treinamento e arsenais. Além disso, os navios da Frota do Mar Cáspio lançaram 26 mísseis de cruzeiro contra os territórios controlados pelos falsos jihadistas e reais "MERCENÁRIOS TERRORISTAS DO JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL". A precisão de ataque é de cerca de 5 metros.


Os alvos dos ataques são estabelecidos com base nos dados de reconhecimento russo, sírio, iraquiano e iraniano. 

O embaixador sírio na Rússia, Riad Haddad, confirmou que as missões aéreas são realizadas contra organizações de "MERCENÁRIOS TERRORISTAS DO JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL", e não contra grupos da oposição política ou civis. 

Além disso, segundo ele, em resultado da operação da Força Aérea russa, já foi destruída cerca de 40% da infraestrutura do  falso "Estado Islâmico" e real grupo de "MERCENÁRIOS TERRORISTAS DO JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL".

Nenhum comentário:

Postar um comentário