sábado, 10 de outubro de 2015

NARDES E NARDES "ZELOTES" - MINISTRO DO "TCU" E SOBRINHO - CORRUPÇÃO ESCANCARADA COM PROTEÇÃO DO "STF"



Augusto Nardes, ministro do Tribunal de Contas da União, pode ter recebido R$ 1,65 milhão de uma empresa investigada sob suspeita de envolvimento com fraudes fiscais, segundo indícios encontrados pela Polícia Federal e Ministério Público Federal. 

Nardes, como ministro do TCU, só pode ser investigado e processado com autorização do STF (Supremo Tribunal Federal).

Relator das contas da presidente Dilma Rousseff no TCU, Nardes tornou-se alvo de suspeitas porque foi sócio até 2005 de uma empresa chamada Planalto Soluções e Negócios, registrada em nome de seu sobrinho, Carlos Juliano. 

A empresa é investigada pela Operação Zelotes, que apura suspeitas de fraudes praticadas para comprar decisões do Carf (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais), órgão do Ministério da Fazenda que julga recursos de empresas contra multas aplicadas pela Receita Federal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário