segunda-feira, 17 de agosto de 2015

BRICS - RÚSSIA MAIS PRÓXIMA DOS PARCEIROS E MAIS LONGE DOS EUROPEUS - DILMA RESSALTA: ÓTIMO PARA O BRASIL



DILMA: “O Brasil tem todas as condições 
para recuperar a sua economia. O Brasil
possui reservas internacionais de 380
bilhões de dólares e  superávit fiscal. Ou seja, o país gasta  menos do que recebe, do que arrecada com tributos. Portanto, sobra dinheiro e, para a economia se recuperar.
”O Brasil  só está ruim na boca dos
Judeus da Mídia - GLOBO - VEJA - ISTO É -SBT -  FOLHA DE SÃO PAULO E ETC...E das empresas Judaico Sionistas que fazem terrorismo econômico, demitindo funcionários para parecer que o Brasil vai mal e enganar o povo, pleiteando o terceiro turno das eleições, ou seja, GOLPE, onde Aécio e Marina perderam feio... mas nós estamos bem, obrigado!

Reunião dos líderes do BRICS

Rússia se afasta de Ocidente e se aproxima dos BRICS, diz político alemão

© Sputnik
MUNDO
URL curta
Guerra de sanções entre Rússia e Ocidente (118)
 02095380

A Rússia pode se distanciar da Europa,diz Gernot Erler. As alternativas para Moscou podem ser o G20 e os BRICS.

O político alemão teme que a Rússia possa mudar drasticamente sua política externa em relação à Europa.

"No 25º aniversário da proclamação da independência, a Federação Russa se encontra em grande conflito com o Ocidente desde o fim da Guerra Fria e atravessa um processo de reorientação", disse Erler ao jornal alemão Neue Osnabrücker Zeitung, nesta sexta-feira.

De acordo com o político, as atuais críticas do Ocidente à Rússia após a reunificação da Crimeia e o conflito no leste da Ucrânia estão fazendo os russos acordarem para o desejo "de se afastarem do Ocidente."

Para Erler, a Rússia tem muitas alternativas como o G20 e os BRICS. Além disso, o político alemão acredita que Moscou pode concentrar-se no trabalho com a Organização para Cooperação de Xangai (SCO, na sigla em inglês), a União Econômica da Eurásia (EEU) e a "opção chinesa".

Sobre as sanções aplicadas pela União Europeia, Erler afirmou que "com o histórico de cooperação econômica com a Alemanha, a Rússia não esperava que Berlim adotasse essa postura, e isso coloca em risco as relações entre os países."

Erler observou ainda que o fornecimento de armas para a Ucrânia pode abrir portas para um conflito militar em solo europeu.


Leia mais: http://br.sputniknews.com/mundo/20150612/1289335.html#ixzz3j8GUGZsG

Nenhum comentário:

Postar um comentário