segunda-feira, 13 de julho de 2015

JUDEUS APLICAM "171" NOS ESPANHOIS - RECRUTAMENTO DE FAMÍLIAS INTEIRAS PARA SEREM MERCENÁRIOS TERRORISTAS NA SÍRIA

JUDEUS SIONISTAS, PATRONOS DO FALSO ESTADO ISLÂMICO, APLICAM "171" NOS ESPANHOIS - RECRUTAMENTO DE FAMÍLIAS INTEIRAS PARA SEREM MERCENÁRIOS TERRORISTAS NA SÍRIA, ONDE A METADE MORRE DE ATAQUES DO EXÉRCITO SÍRIO 1\4 DESERTA E 1\4 VIRAM ESCRAVOS DOS MERCENÁRIOS TERRORISTAS, ASSIM ACONTECEU COM OS ALEMÃES

Combatentes do Estado Islâmico (EI).

Estado Islâmico paga 20 mil euros a famílias espanholas

© AP Photo
MUNDO
URL curta
Estado Islâmico: escalada do terror (67)
11452314

O grupo terrorista Estado Islâmico pagou até 20 mil euros (cerca 
de 22.250 dólares americanos) para famílias espanholas viajarem e se juntarem ao grupo.

Pelo menos 14 famílias de cidadãos e residentes da Espanha deixaram o país para se juntar ao Estado Islâmico na Síria e no Iraque por uma recompensa de até € 20.000 (cerca de US$ 22.250), divulgou o jornal El Pais neste domingo (12).
De acordo com o jornal diário, as famílias se juntaram ao EI por convicção mas também pelo dinheiro. Além do pagamento inicial, eles receberam casas gratuitas e pagamentos mensais.
Dolores Delgado, procurador do Tribunal Nacional da Espanha, declarou:
"Há uma recompensa para aqueles que se deslocam com esposa e filhos. Eles recebem até 20.000 euros, se a família tem quatro membros… é muito mais do que eles oferecem às mulheres que viajam para se casar lá, que é 1,200-1,400 euros".
Fontes nas forças de segurança espanholas confirmaram que 115 espanhóis se juntaram às fileiras do grupo terrorista, entre os quais estão pelo menos 20 crianças.
As fontes do jornal sugerem que o Estado Islâmico precisa de famílias estrangeiras, que são totalmente dependentes do grupo terrorista, para contrabalançar a rejeição do estilo de vida imposto pelos jihadistas aos povos nos territórios controlados pelo grupo.
O Estado Islâmico é um grupo militante sunita que controla vastos territórios no Iraque e na Síria. Os militantes são notórios por sua brutalidade e abusos de direitos humanos. Na Rússia, as atividades do grupo Estado Islâmico são proibidas por decisão judicial.


Leia mais: http://br.sputniknews.com/mundo/20150712/1543718.html#ixzz3foRuz2hh

Nenhum comentário:

Postar um comentário