domingo, 19 de julho de 2015

CELULARES X CÂNCER - A radiação dos celulares levam ao câncer de cérebro , câncer da hipófise, tireoide, células-tronco, oral, parótida, linfático, mama, de sangue, de próstata e de olho


Um extenso grupo de investigação científica descobriu que a exposição prolongada à radiação dos telefones celulares e suas associações às torres de comunicação podem ser uma das causas do câncer.

A Ciência é Conclusiva Telefones Celulares Causam Câncer
Ao contrário do que você pode ter ouvido nos noticiários, os telefones celulares e as antenas que lhes permitem comunicar emitem frequências de rádio microondas poderosas, capazes de penetrar nossos corpos e células. E a constante exposição a essas frequências, de acordo com a ciência, parece ser uma das principais causas de câncer na idade moderna.
A radiação do telefone dos celulares pode levar ao câncer de cérebro
Uma extensa pesquisa sobre a relação entre a radiação do telefone celular e o câncer ligou esta tecnologia moderna onipresente a dois tipos principais de tumores cerebrais: gliomas e neuromas acústicos. A informação a seguir compilada pelo site ElectricSense.com  confirmou as seguintes conclusões em relação aos telefones celulares e o câncer cerebral.
1) Um estudo independente encomendado pela operadora de celular americana T-Mobile descobriu que a radiação do telefone celular inicia e promove diretamente a formação de câncer: HESE- Project.org . [PDF]
2) O renomado estudo Interphone também descobriu que o uso regular do telefone celular por apenas 30 minutos por dia durante 10 anos aumenta o risco de gliomas em 40 por cento. Também descobriu que os tumores foram mais propensos a se formar no lado da cabeça em que um telefone celular é mais proeminente segurado: BioInitiative.org . [PDF]
3) Uma revisão de 23 estudos epidemiológicos realizados por sete cientistas concluiu que os telefones celulares causam um “associação prejudicial” entre os celulares e o câncer. Os únicos estudos incluídos que não sugerem isso foram os de “menor qualidade” que os pesquisadores dizem que “não conseguiram cumprir as melhores práticas científicas” – estes estudos foram todos financiados pela indústria de telefonia móvel: NCBI.NLM.NIH.govSFGate.com.
4) Os pesquisadores do Hardell Research Group, o qual é conhecido por conduzir o que muitos consideram ser os estudos da mais alta qualidade sobre o assunto, encontraram um “padrão consistente” do aumento dos riscos, tanto para glioma e neuroma acústico em conjunto com o uso do telefone móvel: PathophysiologyJournal.com.
5) Um estudo da França observou resultados semelhantes associados à exposição prolongada às frequências eletromagnéticas advindas dos telefones móveis. Os cientistas observaram taxas mais elevadas de gliomas e tumores temporais a partir de “uso profissional e urbano do telefone móvel.” Em resposta,  o grupo de vigilância de EMF (Campos Eletromagnéticos), Powerwatch, observou que este estudo apóia a categorização da radiação do telefone celular como um “provável carcinógeno humano.”OEM.BMJ.comPowerwatch.org.uk.
6) Um estudo de quase 800 mil mulheres de meia-idade do Reino Unido descobriu que aquelas que utilizaram telefones celulares por 10 anos ou mais tinham 250 por cento maior risco de neuroma acústico. Quanto mais tempo as mulheres usavam os telefones, maior o risco: SaferEMR.com.
7) Semelhantemente, um estudo realizado pelo grupo Lonn descobriu que os neuromas acústicos estão cada vez mais propensos a se desenvolverem quanto mais tempo uma pessoa usa um telefone celular: NCBI.NLM.NIH.gov.
8) Na Suécia, os pesquisadores que estudam os casos de tumores cerebrais em adultos descobriram que os indivíduos com maior uso cumulativo de telefones celulares também tiveram o maior risco de desenvolvimento de câncer no cérebro: NCBI.NLM.NIH.gov.
9) O grupo Hardell realizou um estudo em 2009 que constatou que RF-EMFs dos telefones móveis e sem fio estão diretamente associados com tumores cerebrais malignos. Este estudo afirma especificamente que a radiação sem fio inicia e promove carcinogêneses: NCBI.NLM.NIH.gov.
A radiação do telefone sem fio também desencadeia câncer da hipófise, tireoide, células-tronco, oral, parótida, linfático, mama, de sangue, de próstata e de olho
1) A glândula “mestre” do corpo, também conhecida como glândula pituitária, é responsável pela produção de hormônios e outros sistemas de regulação corporais principais. Mas um estudo da França descobriu que o uso de telefone celular aumenta em muito o risco de que esta importante glândula se torne cancerosa: MieuxPrevenir.Blogspot.fr.
2) A glândula tireoide, a qual semelhantemente produz hormônios, além de regular a temperatura do corpo, também é afetada pela radiação do telefone celular. Um estudo israelense descobriu que as taxas de uso do telefone celular estão diretamente proporcionais ao risco de desenvolver câncer da tireoide: SaferEMR.com.
3) Muitos especialistas em saúde afirmariam que a radiação solar representa a maior ameaça para a pele saudável. Mas um estudo da Suécia descobriu que o risco de melanoma é grandemente acelerado pelo uso do telefone celular: HIR.nu.
4) Um controverso estudo do Powerwatch  descobriu que o uso de telefone celular quase triplica o risco de tumores gliais, os quais são um resultado de um câncer da células-tronco: Powerwatch.org.uk.
5) Outro estudo de Israel confirmou uma associação direta entre o uso de telefone celular e o câncer de boca. Com base em 460 casos de tumores da glândula parótida, os pesquisadores observaram uma associação direta entre a radiação do telefone celular e o câncer de parótida, a glândula salivar localizada próxima onde os usuários normalmente seguram seus telefones: AJE.OxfordJournals.org.
6) Um estudo separado, também de Israel, descobriu que os cânceres da glândula parótida aumentaram em prevalência de 400 por cento no país entre 1970 e 2006,  os quais os cientistas ligam ao aumento do uso do telefone celular: Journals.LWW.com.
7) Uma extensa revisão de mais de 12 estudos separados observou os resultados de saúde da exposição às radiações de telefones celulares, televisão e transmissão de rádio móveis descobriu que os cânceres em geral e, especificamente, os cânceres de cérebro e do sangue (leucemia), aumentaram consideravelmente: Journals.LWW.com.
8) Os linfonodos, um componente chave do sistema imunológico, não “gostam” muito da radiação do telefone celular também. Um estudo australiano descobriu que a típica exposição à radiação do telefone celular aumenta muito o risco de linfoma: MicrowaveNews.com. [PDF]
9) De volta aos EUA, um estudo que observou as mulheres jovens com câncer de mama descobriu que o uso regular de smartphones pode desencadear a formação de câncer de mama. Isto é especialmente verdadeiro quando as mulheres carregam seus telefones em suas blusas ou sutiãs, onde os telefones são pressionadas diretamente contra os seios. Hindawi.com.
10) Os pesquisadores na Alemanha também ligaram a radiação do telefone celular ao melanoma uveal e outros tipos de câncer de olho: NCBI.NLM.NIH.gov.
11) Praticamente todos os outros tipos de câncer não abrangidos por um dos estudos citados acima foram identificados em um estudo brasileiro em grande escala, que ligava a radiação do telefone celular aos cânceres da próstata, mama, pulmões, rins e fígado. Lamentavelmente, mais de 80 por cento das mortes identificadas na terceira maior cidade do Brasil, Belo Horizonte, ocorreram a menos de 500 metros de distância de uma das 300 antenas de telefone celular da cidade: WhyFry.org.
Leia mais: http://www.noticiasnaturais.com/2014/12/estudos-a-ciencia-e-conclusiva-telefones-celulares-causam-cancer/#ixzz3gKEEiA3P

Nenhum comentário:

Postar um comentário