sábado, 11 de julho de 2015

BRICS - Decepção com a União Europeia por não ratificar a reforma do FMI

"BRICS" - Brasil, Rússia, India, China e África do Sul


Declaração de Ufá confirma unidade dos BRICS frente a problemas globais, com destaque e decepção com a União Europeia por não ratificar a reforma do FMI



Presidenta Dilma Rousseff durante encontro com os demais líderes dos BRICS em Ufá, na Rússia

Decepção com a União Europeia por não ratificar a reforma do FMI

Os países dos BRICS expressaram sua decepção com a UE por minar a confiança e a legitimidade do Fundo Monetário Internacional ao não ratificar, até a data, as reformas do FMI que foram acordadas em 2010 pela maioria e pedem que essas mudanças sejam aprovadas até meados de setembro deste ano, como estabelece o calendário acordado com o organismo internacional.


Com essa demora, a UE cria obstáculos para o aumento das cotas e a revisão das mesmas a favor dos países emergentes, ressalta a declaração.


Ainda assim, os países dos BRICS propõem trabalhar sobre medidas intermediárias que possam aproximar as cotas ao nível acordado anteriormente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário