sábado, 28 de março de 2015

TERROR JUDAICO SIONISTA CONTRA "MAIS MÉDICOS" NO BRASIL - JUDEUS DONOS DE LABORATÓRIOS NÃO CONSEGUEM SUBORNAR OS MÉDICOS CUBANOS


CHIORO CRITICA TENTATIVA TUCANA JUDAICO SIONISTA DE BARRAR MAIS MÉDICOS

:
OS DOIS SENADORES SÃO "CAVALOS DE TROIA SIONISTAS" ESTÃO FAZENDO O JOGO DOS JUDEUS SIONISTAS DONOS DE LABORATÓRIOS, POIS OS MÉDICOS CUBANOS ESTÃO FORA DO ALCANCE DOS SUBORNOS PRATICADOS PELOS JUDEUS SIONISTAS - O PROGRAMA "MAIS MÉDICOS" ESTÁ HOJE EM 66 PAÍSES NO MUNDO TODO, INCLUSIVE NA "ARÁBIA SAUDITA"
Ministro da Saúde classificou como "lamentável" o projeto de lei dos senadores Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) e Aloysio Nunes (PSDB-SP) que tenta anular o termo firmado pelo governo brasileiro com a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), que permitiu o ingresso de milhares de cubanos ao programa; "É lamentável. Aqueles que diziam nas eleições passadas que não acabariam com o programa agora mostram sua verdadeira face", disse Arthur Chioro
27 DE MARÇO DE 2015 ÀS 16:38
O ministro da Saúde, Arthur Chioro, voltou a criticar o projeto de lei dos senadores Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) e Aloysio Nunes (PSDB-SP) que tenta anular o termo firmado pelo governo brasileiro com a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) que permitiu o ingresso de milhares de cubanos ao programa e agora pode inviabilizar a continuidade do Mais Médicos.
"É lamentável. Aqueles que diziam nas eleições passadas que não acabariam com o programa agora mostram sua verdadeira face", disse Chioro nesta sexta-feira (27) durante um evento no Rio de Janeiro.
Segundo o ministro, casos os médicos cubanos sejam impedidos de trabalhar, o programa federal do Mais Médicos poderá ficar comprometido, já que os profissionais de saúde brasileiros não querem atuar em diversos municípios do interior do País.
"Romper o convênio com a Opas, que permite que mais de 11.400 médicos cubanos atuem no programa em regiões de floresta, aldeias indígenas, quilombolas, justamente as mais críticas do país, é um atentado contra a população brasileira. Aliás, contra as próprias prefeituras do PSDB, já que 65% delas participam do Mais Médicos, inclusive com médicos cubanos", afirmou Chioro. TESTE




Nenhum comentário:

Postar um comentário