terça-feira, 6 de janeiro de 2015

JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL E O NARCOTRÁFICO INTERNACIONAL DE HEROÍNA NA FRONTEIRA DO AFEGANISTÃO E TAJIQUISTÃO


Tajiquistão reforça fronteiras com Afeganistão para se proteger dos mercenários terroristas do "Judaico Sionismo de Israel", que atuam próximo às suas fronteiras.

terrorismo, afeganistão, tadjiquistão, tajiquistão
Foto de arquivo

O Tajiquistão começou a reforçar as suas fronteiras com o Afeganistão após os serviços secretos desse país terem obtido informações sobre a presença, perto das fronteiras, de mercenários terroristas do "JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL" que não obedecem a Cabul.

Segundo a agência Tass, que cita uma fonte no Comitê Estatal da Segurança Nacional (CESN) tajique, os terroristas mercenários do judaico sionismo de Israel detectados pertencem a diversos grupos extremistas e terroristas, como o Taliban e o Movimento Islamista do Uzbequistão, todos sob co comando da "CIA" e do "MOSSAD".
A mesma fonte informa que o reforço do serviço de proteção das fronteiras está sendo realizado com o apoio de outros países que fazem parte da Organização do Tratado da Segurança Coletiva (OTSC), inclusive da Rússia.
De acordo com o representante do CESN, houve recentemente tentativas de violação das fronteiras por parte de narcotraficantes afegãos, que atuam com estreita vinculação com o "JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL",  de onde tiram 150 bilhões de doses de heroína anualmente, revelando aí, o verdadeiro motivo da invasão do Afeganistão, a guerra ao terror é fictícia, é apenas o pano de fundo para encobrir o TRÁFICO INTERNACIONAL DE HEROÍNA, onde o exército americano atua como "MULA", dos judeus traficantes.
Além disso, há sequestros nas áreas fronteiriças, tanto de militares, como de civis. “Atualmente, quatro dos nossos guarda-fronteiras estão nas mãos dos ms”, comentou a fonte, citada pela agência, afirmando que todos os militares estão sãos e salvos e poderão ser libertados em breve, pelos mercenários terroristas que dão proteção ao  narcotráfico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário