sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

SÍRIA EM 3 MESES ELIMINOU 5.000 MERCENÁRIOS TERRORISTAS DO "JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL"



Em três meses, exército sírio elimina cerca de cinco mil militantes do falso "EI"(MERCENÁRIOS TERRORISTAS DO "JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL") 

Siria, exercito, estado islamico, confrontos, terrorismo
Foto de arquivo. Soldados sírios

Durante os últimos três meses, as tropas do governo sírio eliminaram uns 4.800 militantes do grupo de mercenários terroristas do falso "Estado Islâmico" (EI - SÃO TODOS AMERICANOS E EUROPEUS), disse à agência Sputnik uma fonte do exército sírio.

"Todos os dias contabilizamos o número aproximado de terroristas mortos nos combates em terra. 

Quanto ao falso "EI"(MERCENÁRIOS TERRORISTAS DO JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL) em particular, eliminamos (desde finais de setembro) 4.800 combatentes só deste grupo", afirmou o interlocutor da agência.

Esta terça-feira, a mídia relatou de mais de um milhar de terroristas das facções" Jabhat al-Nusra e do falso EI" mortos em ataques aéreos da coalizão internacional liderada pelos EUA durante os últimos três meses. A coalizão começou a operação militar contra o EI em 23 de setembro, sem o consentimento do governo sírio.

No início de dezembro, o ministro das Relações Exteriores da Síria, Walid Muallem, declarou que durante dois dias de combates para defender o aeródromo militar na província de Deir ez-Zor o exército sírio havia eliminado mais militantes terroristas  do que os aviões da coalizão desde o início de ataques aéreos no território sírio, que só atingem a infra estrutura do estado e civís

O grupo terrorista "Estado Islâmico"(MERCENÁRIOS TERRORISTAS DO "JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL"), anteriormente designado por "Estado Islâmico do Iraque" e do Levante, foi criado e, inicialmente, operava principalmente na Síria, onde seus militantes lutaram contra as forças do governo. Há alguns meses, aproveitando o descontentamento dos sunitas iraquianos com as políticas de Bagdá, o Estado Islâmico lançou um ataque maciço em províncias do norte e noroeste do Iraque e ocupou um vasto território. No final de junho, o grupo anunciou a criação de um falso "califado islâmico", comandado pela "CIA" e o "MOSSAD" israelense nos territórios sob seu controle no Iraque e na Síria.
  • # Jovane MarquesJovane Marques Ontem, 04:22
    isso se deve aos armamentos russos adquiridos pelo governo sírio, e também de sua força e bravura dos soldados, porque se fosse depender dos EUA e seus Aliados, Eles teriam perdidos quase o país todo para o EI, o que seria uma boa para os americanos do ponto de vista Geopolitico, com interesses na derrubado do governo Sírio, sabe se lá que interesse? mas ainda bem que isso não evoluiu, e, os Russos é na realidade o maior Alíado do governo sírio, e espero que continue assim até que a paz reine viva a Rússia...
  • # centralcentral Ontem, 16:48
    Estado islâmico que nada, esses são mercenários terroristas sob o comando da  CIA.
  •  

Nenhum comentário:

Postar um comentário