domingo, 30 de novembro de 2014

EUA JUDAICO SIONISTA - IMPUNIDADE JUDICIAL DO ASSASSINATO DE JOVEM NEGRO PROVOCA INVASÃO DA PREFEITURA DE St. Louis E 12 PRÉDIOS COMERCIAIS INCENDIADOS


27 Novembro, 08:23

Manifestantes invadem Prefeitura de St. Louis nos EUA JUDAICO SIONISTA

EUA, Ferguson, protestos, manifestações, Policia
Foto de arquivo. Protestos em Ferguson

Várias pessoas protestavam contra a decisão do grande júri de Ferguson que decidiu não indicar o policial que matou Michael Brown e invadiram a prefeitura de St. Louis na tarde desta quarta-feira (26).


A polícia bloqueou a entrada do prédio e chamou mais de uma centena de oficiais adicionais para conter os manifestantes.

Pelo menos duas pessoas foram presas após o incidente, em que os manifestantes gritavam "vergonha, vergonha", enquanto corriam para dentro do edifício.

Os manifestantes faziam parte de um grupo de cerca de 300 pessoas que marcharam e realizaram um julgamento simulado de Darren Wilson, o policial branco de Ferguson que atirou e matou Michael Brown, 18, no dia 9 de agosto.

Na noite de terça-feira (25), manifestantes foram às ruas novamente, mas havia centenas de policiais da Guarda Nacional, que haviam sido enviados à cidade pelo governo federal para evitar que se repetissem os protestos da segunda-feira (24).

No dia 24, após a revelação de que o policial não seria indiciado, protestos tomaram as ruas da cidade, e 12 prédios comerciais foram incendiados. Houve 58 prisões – 45 em Ferguson e 13 em St. Louis.

Desde a decisão do grande júri, os manifestantes, em cidades de todo o país, se uniram entoando o refrão "mãos para cima, não atire" e chamando a atenção para outros assassinatos cometidos pela polícia.

Também nesta quarta-feira, autoridades disseram que o carro onde o corpo de um homem de 20 anos foi encontrado em Ferguson após os motins foi incendiado propositalmente.

A morte de Deandre Joshua está sendo investigada como homicídio, mas a polícia não informou se ela está diretamente ligada aos protestos na cidade.

Uma autópsia no corpo determinou que Joshua morreu após ter recebido um tiro na cabeça.
-- Folha Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário