quarta-feira, 29 de outubro de 2014

MICO ELEITORAL "MÓRBIDO DUPLO" - NA DUPLICIDADE DE VIÚVAS EM PERNAMBUCO - NA DERROTA DA DOBRADINHA "AÉCIO - MARINA" PATROCINADA PELA "CIA JUDAICO SIONISTA"


As viúvas de Pernambuco


CONFRATERNIZAÇÃO ALEGRE DAS VIÚVAS
NEM PARECIA VELÓRIO E SIM UMA FESTANÇA
ALEGRIA DA VIÚVA DE CAMPOS NO VELÓRIO
FAMÍLIA DE CAMPOS COM AÉCIO
FILHO DE CAMPOS COM MARINA
MICO MÓRBIDO DUPLO - NA DUPLICIDADE DE VIÚVAS EM PERNAMBUCO - NA DERROTA DA DOBRADINHA DE "AÉCIO E MARINA", PATROCINADA PELA "CIA JUDAICO SIONISTA", ONDE O VERDADEIRO OBJETIVO, SERIA, DETONAR O "BRICS" E O "MERCOSUL", PARA BENEFICIAR O 
IMPÉRIO DOS 
"EUA JUDAICO SIONISTA".


O morte de Eduardo Campos proporcionou um vexame duplo aos pernambucanos, a "VIÚVA NEGRA MARINA SILVA" (AUTORA INDIRETA DO ASSASSINATO), que herdou o espólio eleitoral e a "VIÚVA ALEGRE, esposa de Campos, que ganhou um CACHÊ polpudo para continuar na campanha da MARINA e depois de AÉCIO, foram ambas DERROTADAS.  
A família de Eduardo Campos mergulhou na campanha de Marina (e, depois, de Aécio) de forma abrupta. 
Filhos e viúva foram os primeiros a desrespeitar o luto.
Pagaram o mico duplo: usaram o cadáver na campanha, o que não impediu uma derrota humilhante no segundo turno.
Entre a exploração mórbida da memória de Eduardo e o reconhecimento ao ex-presidente Lula, o povo pernambucano ficou com o segundo.
E nada menos que 70% dos eleitores pernambucanos, votaram em Dilma!

Nenhum comentário:

Postar um comentário