quinta-feira, 23 de outubro de 2014

AÉCIO - PRIMEIRO UM HELICÓPTERO (HELICOCA), AGORA UM AEROPORTO INTEIRO(CONSTRUIDO COM DINHEIRO PÚBLICO, MAS O USO É PARTICULAR)




AS LIGAÇÕES  DE "AÉCIO" 
COM "ZEZÉ PERRELLA"

por Joaquim Carvalho do 
DIÁRIO DO CENTRO DO MUNDO


Ambos mineiros, Aécio Neves e Zezé Perrella torcem pelo mesmo time de futebol, o Cruzeiro, do qual Perrella foi presidente, e jogam juntos no primeiro escalão da política do estado. Nas eleições estaduais deste ano, o PDT de Perrella, que apoia o PT no plano nacional, fechou com o PSDB em Minas.

A maior demonstração da força de Perrella no coração político de Aécio se deu quatro anos atrás, na disputa para o Senado. Itamar Franco havia trocado o PMDB pelo PPS e sido indicado para disputar uma das duas vagas ao Senado – a outro era de Aécio.

Com 80 anos de idade, Itamar queria José Fernando Aparecido, hoje no PV, como seu primeiro suplente. José Fernando é filho de um antigo aliado de Itamar, o ex-governador do Distrito Federal José Aparecido. Mas Aécio impôs o nome de Perrella.

“Todo mundo nos bastidores achava que Aécio queimaria o Itamar, permitindo votos no candidato do PT ao Senado, Fernando Pimentel, como parte de uma estratégia para agradar aos eleitores petistas no Estado, que deram a vitória a Lula em 2002 e 2006 e a Dilma em 2010”, diz o deputado estadual Sávio Souza Cruz, aliado de Itamar, homem forte de seu governo entre 1999 e 2003.

“Mas o Aécio trabalhou muito pelo Itamar. Hoje se sabe que ele pedia votos para o ex-presidente, mas o que queria mesmo é colocar Perrella no Senado”, acrescenta.

Pouco mais de um ano depois de eleito, aos 81 anos, Itamar faleceu de leucemia aguda, e Perrella assumiu uma cadeira no Senado, herdando sete anos de mandato.

A união entre o PDT de Perrella e o PSDB de Aécio é um capítulo de uma aliança que não se limita à política.

A promotoria de Defesa do Patrimônio Público de Minas Gerais encontrou as digitais de Perrella em diversas investigações que tem realizado sobre o governo de Aécio.

A família Perrella aparece nos inquéritos abertos para investigar a concessão dos restaurantes da Cidade Administrativa, a maior obra de Aécio no estado, a venda de refeições para os presos, a fraude fiscal na venda de carnes e o convênio para a produção de alimentos para o programa Minas Sem Fome.

Tamanha proximidade não recebe destaque na cobertura da imprensa mineira, especialmente no maior jornal local, “O Estado de Minas”, em que notícias consideradas negativas ao ex-governador já resultaram em demissões.

O jornal concorrente, “Hoje em Dia”, chegou a publicar reportagens que deram origem à investigação do Ministério Público. Mas a propriedade do jornal trocou de mãos, e o veículo agora menospreza até os desdobramentos dos furos de outros tempos, como aconteceu no caso da produção de alimentos para o Minas Sem Fome.

As críticas se limitam à internet, mas, mesmo aí, a resposta é pesada, como aconteceu no caso do jornalista Marco Aurélio Carone, que foi preso em janeiro e seu site, “Novo Jornal”, foi retirado do ar por decisão da Justiça.

Filho de um ex-prefeito de Belo Horizonte, Carone é acusado de publicar informações falsas com o objetivo de buscar vantagens indevidas. Sua verborragia é antiga, mas ele foi para trás das grades depois que começou a divulgar informações que relacionam Aécio à cocaína e ao helicóptero dos Perrellas, o Helicoca.

No despacho que o mandou para a cadeia, a juíza Maria Isabel Fleck justifica sua decisão como medida para evitar que ele continue “a utilizar o seu jornal virtual para lançar informações inverídicas”.

Na prisão, Carone teve um enfarte e, internado, recebeu a visita de deputados da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa. Um dos deputados gravou um depoimento de Carone, em que ele diz que foi preso alguns dias depois de obter a informação de que a filha de Aécio viajou no Helicoca.

Ouvido pelo Ministério Público em Minas, o ex-piloto de Perrella, Rogério Almeida Antunes, não citou o nome da filha de Aécio entre os passageiros do helicóptero, nos tempos em que a aeronave levava celebridades com combustível pago com dinheiro da Assembleia Legislativa.

Carone também divulgou em seu site a notícia de que Aécio teria sido internado, com overdose de cocaína, no hospital Mater Dei, de Belo Horizonte.

Eu conversei com funcionários do hospital e ouvi que Aécio já esteve, de fato, internado lá, e soube que, no último programa de treinamento para funcionários da segurança, o ex-governador foi citado como um paciente do hospital.

Procurei a direção do hospital Mater Dei, à qual encaminhei quatro perguntas:

1) É fato que o senador Aécio Neves esteve internado no Mater Dei?

2) Quando ocorreu a internação e foi em decorrência de que problema de saúde?

3) O hospital já mencionou em programa de treinamento que tem o senador Aécio entre seus pacientes. Por que é feita a menção?

4) É fato que o hospital mantém uma área permanentemente reservada para o senador?

A resposta do hospital veio dois dias depois:

“O senador Aécio Neves esteve internado uma única vez no Hospital Mater Dei, em 2011, para tratamento de fraturas sofridas em episódio amplamente coberto e divulgado pela imprensa. O atendimento foi prestado pelos ortopedistas Rodrigo Lasmar e Marco Antonio de Castro Veado. O Hospital não faz este tipo de reserva para pacientes e rechaça com veemência as falsas e caluniosas insinuações constantes nas perguntas”.

Para o deputado Rogério Correia, do PT, uma das vozes de oposição em Minas, essa boataria em torno de Aécio não deve ser usada como arma política, em nenhuma hipótese, mas é impossível, segundo ele, retratar o ambiente político em Minas sem citar a cocaína como um problema real para Aécio Neves.

“Acho que essa falação começou porque Aécio era visto em BH como um playboy. Em 1992, ele disputou e ficou em terceiro lugar nas eleições para prefeito. Não era levado muito a sério. A situação mudou depois que se tornou presidente da Câmara dos Deputados, com apoio do Fernando Henrique Cardoso”, analisa.

Em Minas, não faltam teorias sobre o que teria levado Aécio a deixar de ser o neto playboy de Tancredo e se tornar um político competitivo.

Mas, num ponto, todos concordam: por trás do homem que deixou de ser o Aecinho (Aécim na pronúncia mineira) para se tornar o governador, está o braço forte de uma mulher.

É Andréa Neves, irmã de Aécio e em quem o avô Tancredo via talento político, mas de quem guardava uma enorme distância ideológica.

Nos tempos em que cursava jornalismo na PUC do Rio, Andrea era vista como simpatizante do PT e frequentava as rodas da esquerda. No episódio em que explodiram a bomba no Riocentro, ela estava no show em comemoração ao Dia do Trabalhador.

Nas voltas que o mundo dá, 22 anos depois, no governo do irmão em Minas Gerais, Andrea respondeu formalmente pela assistência social, mas cuidava de outros assuntos, como o relacionamento com a imprensa.

O ex-diretor da Rede Globo em Minas Gerais, Marco Nascimento, conta que foi demitido depois que a emissora mostrou em rede nacional que o crack era consumido livremente numa área do centro de Belo Horizonte, numa reportagem interpretada como falha na política de combate às drogas no governo de Aécio Neves.

Depois da reportagem, segundo Marco, Andrea foi ao Rio de Janeiro se queixar ao diretor de jornalismo. Voltou com a cabeça de Marco Nascimento na bagagem.

Andréa também assumiu a propriedade da rádio Arco Íris, de Minas Gerais, depois que Aécio se elegeu governador, para evitar uma situação de ilegalidade.

Mas o indício de que se tratou de uma mudança de fachada veio à tona depois que, parado numa blitz policial no Rio de Janeiro, Aécio Neves se recusou a fazer o teste de bafômetro e teve a carteira de habilitação apreendida.

É que, como resultado da blitz, a Polícia do Rio de Janeiro mandou ao Detran de Minas Gerais a cobrança de uma multa.

A multa vazou na internet, com a informação de que o carro de Aécio estava em nome da rádio Arco Íris.

A rádio tinha um patrimônio declarado modesto, de apenas 200 mil reais, mas contava com uma frota de doze carros de luxo.

A oposição e o Ministério Público tentaram investigar o uso da rádio como fachada para bens pessoais de Aécio, mas os inquéritos não prosperaram.

O argumento dos deputados é que, sendo a rádio propriedade de Aécio, ela não poderia ter recebido verbas públicas, na forma de anúncio publicitário, durante seu governo.

O então procurador-geral da República, Amaral Gurgel, a quem cabia a investigação de quem tem foro privilegiado, como é o caso de senador, arquivou a denúncia feita por deputados de oposição.

Gurgel tomou a decisão pouco antes de deixar o cargo de procurador-geral, em que se destacou pelo rigor na denúncia contra os petistas acusados de envolvimento no mensalão.

Paralelamente, o promotor João Medeiros, da Defesa do Patrimônio Público de Minas, abriu inquérito civil. Mas foi barrado pelo procurador-geral de Justiça do Estado, Alceu José Torres Marques, sob o argumento de que a prerrogativa para investigar o ex-governador era dele, não do promotor.

De nada adiantou o argumento de que o promotor queria investigar o repasse de verbas. Prevaleceu a tese de Alceu e, em suas mãos, a denúncia foi para o arquivo.

Depois de deixar a Procuradoria, Alceu foi nomeado secretário estadual do Meio Ambiente, cargo que ocupa atualmente no governo mineiro que Aécio ajudou a eleger.

No último carnaval, a marchinha eleita pelos ouvintes num concurso promovido pela rádio Inconfidência é uma bem humorada crônica sobre o Helicoca.

Na letra de Alfredo Jackson, Joilson Cachaça e Thiago Dibeto, a marcinha fala de um baile onde deixaram o Pó Royal cair no chão, e “o pó rela no pé” e o “pé rela no pó.”

Na canção, os sambistas perguntam: “Esse pó é de quem estou pensando?” Em seguida, respondem: “Ah, é sim! “Ah, é sim!”. Mas concluem: “Você sabem, eu também sei de cor. Mas não conta que vai ser melhor.”

Para o Carnaval de 2015, tem gente apostando suas fichas num outro tema incômodo para Aécio Neves: o aeroporto que o estado construiu no município de Cláudio, onde o ex-governador tem uma fazenda.

O aeroporto foi construído na fazenda do tio-avô dele, com dinheiro público, durante seu governo. Mas só os amigos podem aterrissar.

 Miro   http://img1.blogblog.com/img/icon18_email.gif 

NESTLÉ - MAIORES CRIMES CONTRA A HUMANIDADE - ARSÊNIO ENCONTRADO EM ALIMENTOS INFANTIS -É AJUDADA POR AÉCIO NEVES NA DESMINERALIZAÇÃO DAS "ÁGUAS DE SÃO LOURENÇO", ATO INCONSTITUCIONAL.


SÁBADO, 9 DE ABRIL DE 2011


Arsênio e metais tóxicos encontrados nos alimentos para bebês da "NESTLÉ"

Resultado de imagem para nestleOntem à noite houve apelos urgentes na Inglaterra para novas regras de segurança para controlar a presença dosvenenos nos alimentos destinados a crianças pequenas.

 Os funcionários da Food Standards Agency e a Comissão Européia estão realizando uma revisão urgente para estabelecer novos limites para a exposição em longo prazo destes contaminantes em alimentos.

 Os produtos testados pelos pesquisadores são provenientes de grandes fabricantes de alimentos para bebês, incluindo a "Organix", "Hipp", "Nestlé" e "Holle" - alguns dos quais estão disponíveis nos supermercados britânicos.

Os investigadores encontraram na alimentação de lactentes com papas de arroz até cinqüenta vezes de arsênico quando comparado ao aleitamento materno sozinho. 

A exposição a outros metais tóxicos, como cádmio, que é conhecida por causar danos neurológicos e renais, aumentou até 150 vezes em alguns dos alimentos testados por cientistas suecosenquanto chumbo aumentou em até oito vezes.

Embora nenhum dos níveis dos elementos tóxicos encontrados nos alimentos ultrapassou os limites de segurança oficial, os cientistas acreditam que ainda é motivo de preocupação alimentar as crianças muito jovens com estes níveis e têm demandado novas diretrizes para restringir a sua presença nos alimentos.Os lactentes jovens são tidos como especialmente vulneráveis ​​a essas substâncias, pois eles estão passando por um rápido desenvolvimento.

  Em artigo no jornal “Food Chemistry”, os cientistas do Karolinska Institutet, em Estocolmo, na Suécia, onde a pesquisa foi realizada, afirmaram: "É alarmante que estes alimentos complementares também podem introduzir grandes quantidades de elementos tóxicos, como arsênio, cádmio, chumbo e urânio, principalmente de suas matérias-primas.” “Estes elementos têm de ser mantidos em um mínimo absoluto em produtos alimentares destinados aoconsumo infantil”.

"Nos alimentos infantis, as altas concentrações de arsênico nos alimentos à base de arroz são uma preocupação especial."Os especialistas acreditam agora que não há limites seguros para o arsênio e os fabricantes devem fazer mais esforços para removê-lo da sua comida.Oprofessor Andrew Meharg, um biogeoquimista da Universidade de Aberdeen, que estudou a presença de arsênico no arroz, disse que as pesquisas mais recentes destacaram a necessidade urgente de novas restrições sobre o arsênio e outros elementos tóxicos em alimentos.

Ele disse: "Para um adulto com um consumo médio de arroz por dia, talvez faça pouca diferença, mas para os bebês jovens que são os receptores mais vulneráveis deveríamos estar fazendo tudo que podemos para reduzir esse risco de danificar o DNA durante o desenvolvimento infantil”

."Há formas de diminuir a carga tóxica na comida, utilizando produtos orgânicos, por exemplo,” Só muito recentemente é que começaram a usar o arroz em alimentos para bebês.

 Você pode reduzir o arsênio em alimentos infantis muito rapidamente com a terceirização do arroz de diferentes partes do mundo.

 Você pode reduzi-la em quatro ou cinco vezes por selecionar cuidadosamente o arroz certo. " Completou.
Fonte: http://www.telegraph.co.uk

NESTLÉ – MAIORES CRIMES CONTRA A HUMANIDADE

NESTLÉ – MAIORES CRIMES CONTRA A HUMANIDADE
GOVERNO DE AÉCIO NEVES(PSDB) É CONIVENTE COM A EMPRESA QUE BURLA A CONSTITUIÇÃO FEDERAL, E ESTE MESMO CRIME FOI COIBIDO PELO GOVERNO SUIÇO E EM TODA A EUROPA! 


As águas turvas da Nestlé 
Escrito por Carla Klein 
Qui, 09 de Agosto de 2012 


Há alguns anos, a Nestlé vem utilizando os poços de água mineral de São Lourenço para fabricar a água marca PureLife. Diversas organizações da cidade vêm combatendo a prática, por muitas razões. As águas minerais, de propriedades medicinais e baixo custo, eram um eficiente e barato tratamento médico para diversas doenças, que entrou em desuso, a partir dos anos 50, pela maciça campanha dos laboratórios farmacêuticos para vender suas fórmulas químicas através dos médicos. Mas o poder dessas águas permanece. Médicos da região, por exemplo, curam a anemia das crianças de baixa renda apenas com água ferruginosa.

Para fabricar a PureLife, a Nestlé, sem estudos sérios de riscos à saúde, desmineraliza a água e acrescenta sais minerais de sua patente. A desmineralização de água é proibida pela Constituição.

Cientistas europeus afirmam que nesse processo a Nestlé desestabiliza a água e acrescenta sais minerais para fechar a reação. Em outras palavras, a PureLife é uma água química. A Nestlé está faturando em cima de um bem comum, a água, além de o estar esgotando, por não obedecer às normas de restrição de impacto ambiental, expondo a saúde da população a riscos desconhecidos. O ritmo de bombeamento da Nestlé está acima do permitido.

Troca de dutos na presença de fiscais é rotina. O terreno do Parque das Águas de São Lourenço está afundando devido ao comprometimento dos lençóis subterrâneos. A extração em níveis além do aceito está comprometendo os poços minerais, cujas águas têm um lento processo de formação. Dois poços já secaram. Toda a região do sul de Minas está sendo afetada, inclusive estâncias minerais de outras localidades.

Durante anos a Nestlé vinha operando, sem licença estadual. E finalmente obteve essa licença no início de 2004.

Um dos brasileiros atuantes no movimento de defesa das águas de São Lourenço, Franklin Frederick, após anos de tentativas frustradas junto ao governo e à imprensa para combater o problema, conseguiu apoio, na Suíça, para interpelar a empresa criminosa. A Igreja Reformista, a Igreja Católica, Grupos Socialistas e a ONG verde ATTAC uniram esforços contra a Nestlé, que já havia tentado a mesma prática na Suíça.


Em janeiro deste ano, graças ao apoio desses grupos, Franklin conseguiu interpelar pessoalmente, e em público, o presidente mundial do Grupo Nestlé. Este, irritado, respondeu que mandaria fechar imediatamente a fábrica da Nestlé em São Lourenço. No dia seguinte, no entanto, o governo de Minas (PSDB) baixou portaria regulamentando a atividade da Nestlé. Ao invés de aplicar multas, deu-lhe uma autorização, mesmo ferindo a legislação federal. Sem aproveitar o apoio internacional para o caso, apoiou uma corporação privada de histórico duvidoso.

Se a grande imprensa brasileira, misteriosa e sistematicamente, vem ignorando o caso, o mesmo não ocorre na Europa, onde o assunto foi publicado em jornais de vários países, além de duas matérias de meia hora na televisão. Em uma dessas matérias, o vereador Cássio Mendes, do PT de São Lourenço, envolvido na batalha contra a criminosa Nestlé, reclama que sofreu pressões, para calar a boca. 

A empresa, como estratégia de marketing, incentiva os consumidores a comprar seus produtos, alegando que reverte lucros para os pobres. E qual é a real participação da Nestlé no programa? A contratação de agentes e, parece, também fornecendo o treinamento.

Sim, é a mesma famosa Nestlé, que tem sido há décadas alvo internacional de denúncias de propaganda mentirosa, enganando mães pobres e educadores, para substituir leite materno por produtos Nestlé, em um dos maiores crimes contra a humanidade.

A vendedora de leites e papinhas "substitutos" estaria envolvida com o treinamento dos agentes brasileiros do Fome Zero, recolhendo informações e gerando lucros e publicidade nas duas pontas do programa: compradores desejosos de colaborar e famintos carentes de comida e informação. Mais preocupante: o governo federal anuncia que irá alterar a legislação, permitindo a desmineralização "parcial" das águas. O que é isso? Como será regulamentado?

Se a Nestlé vinha bombeando água além do permitido e a fiscalização nada fez, como irão fiscalizar agora a tal desmineralização "parcial"? Além do que, "parcial" ou "integral", a desmineralização é combatida por cientistas e pesquisadores de todo o mundo. E por que alterar a legislação em um item que apenas interessa à Nestlé? O que nós, cidadãos, ganhamos com isso?

É simples. Sabemos que outras empresas, como a Coca-Cola, estão no mesmo caminho da Nestlé, adquirindo terrenos em importantes áreas de fontes de água. É para essas empresas que o governo governa? Uma vergonha!

Carla Klein.

Originalmente publicado em http://www.circuitodasaguas.org/ 

Última atualização em Qui, 09 de Agosto de 2012


PS

“AÉCIO NEVES, TRAIDOR PELO CRIME DE "LESA-PÁTRIA", À ÉPOCA GOVERNADOR DE MINAS, HOJE, ALÉM DE SENADOR É CANDIDATO À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA, É TÃO CRIMINOSO QUANTO A NESTLÉ, ELE É QUE DEU O LICENCIAMENTO.” 

Um comentário:

  1. Outros tucanos receberam propina no caso Petrobras, diz auxiliar de doleiro
    http://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/outros-tucanos-receberam-propina-no-caso-petrobras-diz-auxiliar-de-doleiro/

    O GOLPE DA DELAÇÃO ENCOMENDADA
    http://www.patrialatina.com.br/editorias.php?idprog=e86c39706a2a5033ed14f935353f015e&cod=14465

    A MAIORIA dos advogados e juristas do Brasil sâo contra a delaçao premiada e tem razao.
    http://brasilpensador.blogspot.com.br/2014/10/o-golpe-da-delacao-emcomendada.html

    Em jantar para banqueiros e megaempresários, Aécio prometeu "medidas amargas" para o povo, seguindo a cartilha neoliberal (leia-se desemprego, arrocho salarial e nas aposentadorias).
    Apresentou como garantia de cumprir o arrocho que o banqueiros pedem, o financista Armínio Fraga, a seu lado, apresentado como czar da economia, caso fosse eleito.http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/2014/06/o-baile-da-saudade-neoliberal-de-aecio.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+blogspot/Eemp+%28Os+Amigos+do+Presidente+Lula%29

    São Paulo - estado e cidade-, dois escândalos levaram a um rombo de quase R$ 1 bilhão. Um, escândalo de quase R$ 500 milhões, o dos metrôs e trens. Maracutaia que se deu em governos dos últimos 20 anos. Do PSDB.
    https://www.youtube.com/watch?v=VN4Bvp00iLg

    Aecio se irrita c/ repórter após Carlinhos Cachoeira aparelhar governo tucano
    https://www.youtube.com/watch?v=9OFpIFqkqnk

    AÉCIO - PRIMEIRO UM HELICÓPTERO (HELICOCA), AGORA UM AEROPORTO INTEIRO (CONSTRUIDO COM DINHEIRO PÚBLICO, MAS O USO É PARTICULAR)
    http://voltaire77.blogspot.com.br/2014/10/aecio-primeiro-um-helicoptero-helicoca_23.html

    Vai votar no Aécio? Veja isso antes
    http://www.contextolivre.com.br/2014/10/quem-viveu-no-governo-psdbfhc-nao.html

    Aécio descaradamente mente e Globo desmente
    http://www.contextolivre.com.br/2014/10/aecio-descaradamente-mente-e-globo.html

    Aécio Neves mente na TV e é desmascarado EDUCAÇÃO
    https://www.youtube.com/watch?v=gD06A7d73oQ

    O verdadeiro Pai do Real
    http://fococidadao.blogspot.com.br/2013/09/o-verdadeiro-pai-do-real_26.html

    Imagine se helicóptero da cocaína fosse de Genoíno
    https://www.youtube.com/watch?v=JjnNyR_D9Rc

    SERÁ QUE VAI? Processo pioneiro e que ficou ENGAVETADO, poderá, enfim, ser julgado
    http://fococidadao.blogspot.com.br/2013/09/sera-que-vai-processo-pioneiro-e-que.html

    O paulistano sofre a situação mais drástica para vida, que é o CAOS DOS PSDB E A FALTA D'ÁGUA
    http://apologistadapalavra.blogspot.com.br/2014/10/video-o-paulistano-sofre-situacao-mais.html

    O dia em que FHC rejeitou o REUNI
    http://www.contextolivre.com.br/2014/10/o-dia-em-que-fhc-rejeitou-o-reuni.html

    Desemprego cai em setembro e atinge a menor taxa para o mês desde 2002, diz IBGE
    Resultado de 4,9% é o menor histórico registrado pela Pesquisa Mensal de Emprego para o mês
    http://noticias.r7.com/economia/desemprego-cai-em-setembro-e-atinge-a-menor-taxa-para-o-mes-desde-2002-diz-ibge-23102014

    Leia mais:
    http://oglobo.globo.com/economia/desemprego-cai-pela-4-vez-seguida-renda-do-trabalhador-sobe-diz-dieese-10136942

    Dizem que o chamado Mensalão foi o maior caso de corrupção do Brasil
    http://fococidadao.blogspot.com.br/2013/09/dizem-que-o-chamado-mensalao-foi-o.html

    O Discurso de Dilma na ONU e a diferença das Manchetes de uma Revista Tupiniquim e pelo Mundo.
    http://fococidadao.blogspot.com.br/2013/09/a-repercussao-das-manchetes-do-discurso.html

    A PRIVATARIA TUCANA
    https://www.youtube.com/watch?v=NlKBplAd-pg

    ResponderExcluir