terça-feira, 9 de setembro de 2014

SAÚDE - FLUOR É UM DEJETO INDUSTRIAL USADO CRIMINOSAMENTE EM NOSSAS ÁGUAS - OS FORNECEDORES DESTE VENENO TEM NOME: JUDEUS SIONISTAS


Ministério da Saúde da Nova Zelândia descobre que o uso do flúor na água não reduz as cárieEstatísticas de um estudo realizado pelo Ministério da Saúde da Nova Zelândia indicam que não há vantagens decorrentes da fluoretação da água. Estas estatísticas vão de encontro aos argumentos semelhantes estabelecidos pela Associação Dental Americana.
Esta organização realizou um grande estudo com 39 mil crianças americanas e descobriu que elas não tiveram nenhuma vantagem com o uso do flúor.
O processo de fluoretação é a prática de adição de minerais de flúor em fontes de água para que as pessoas sejam expostas ao mineral através da água potável. Algumas fontes de água contêm flúor nas mesmas e não precisam ter flúor adicionado.
A alegação para adicionar o fluoreto é para que ele possa ajudar na prevenção do desenvolvimento da cáries. A prática da adição de flúor à água supostamente permitiria que as pessoas, independentemente de renda, recebam doses saudáveis de flúor. No entanto, estudos recentes estão revelando que as práticas de fluoretação fazem pouco em termos de prevenção de cáries, se é que tem qualquer influência na prevênção.
O estudo realizado na Nova Zelândia pelo Ministério da Saúde revela que as crianças que vivem em áreas sem flúor têm um por cento a menos de cáries do que as crianças que residem em regiões onde a fluoretação é oferecida. No entanto, o Ministério da Saúde afirma ainda que cerca de trinta por cento das crianças vão ter qualquer vantagem com a fluoretação regular.
Embora a afirmação pode parecer paradoxal, as estatísticas oferecidas pela organização misturam cidades de baixa e alta renda para gerar a estatística final para representar a nação. Esta mistura de resultados estatísticos resultam em uma representação bastante pobre do que realmente está acontecendo.
Alguns pesquisadores argumentam que as estatísticas revelariam que ambos os grupos de crianças testadas seriam beneficiadas pela fluoretação se ela realmente trouxesse vantagens.
Na verdade, as estatísticas revelam que as crianças simplesmente não se beneficiam do uso da fluoretação. O ponto principal é que o Ministério da Saúde está tentando fazer com que o uso do flúor na água pareça mais promissor do que na verdade é.
Alguns pesquisadores sugerem que o Ministério está agindo contra cinqüenta anos de estudos que indicam que a fluoretação não fornece defesa adequada contra as cáries.
Os fabricantes e fornecedores do veneno chamado "FLUOR", são invariavelmente JUDEUS SIONISTAS.


Leia mais: http://www.noticiasnaturais.com/2010/05/ministerio-da-saude-da-nova-zelandia-descobre-que-o-uso-do-fluor-na-agua-nao-reduz-as-carie/#ixzz3CralvaGz

Nenhum comentário:

Postar um comentário