segunda-feira, 11 de agosto de 2014

TERROR JUDAICO SIONISTA CONTRA JORNALISTA RUSSO - Federação Internacional de Jornalistas exige libertação de Andrei Stenin


Hoje, 23:16

Da mesma forma que o JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL age contra jornalistas na Palestina, Síria, Iraque, Afeganistão, Egito, Honduras, Venezuela, República Centro Africana e Líbia age agora na Ucrânia, para eliminar testemunhas do maquiavelismo genocida que praticam contra estes povos. 

Federação Internacional de Jornalistas exige libertação de Andrei Stenin

Ucrânia, jornalistas, Stenin

A Federação Internacional de Jornalistas expressou profunda preocupação com o destino do fotógrafo da agência internacional de notícias Rossiya Segodnya, Andrei Stenin, que desapareceu no leste da Ucrânia, e pediu a libertação imediata do repórter, afirma esta segunda-feira um comunicado da organização.

"Nos solidarizamos com os nossos parceiros da União de Jornalistas da Rússia e expressamos profunda preocupação com o destino do nosso colega Andrei Stenin. Caso ele tenha sido detido por alguém no leste da Ucrânia, conclamamos a sua libertação imediata", disse o presidente da Federação Internacional de Jornalistas, Jim Boumelha. Ele acrescentou que Stenin é "um jornalista, e não um soldado", e, portanto, não pode ser limitado em seu deslocamento, nem estar sujeito a "detenção, interrogatório ou comportamento violento".

O fotógrafo da agência internacional de notícias Rossiya Segodnya, Andrei Stenin, que estava trabalhando em Donetsk, Slavyansk e outras cidades do leste da Ucrânia, não entra em contato desde 5 de agosto.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário