quarta-feira, 13 de agosto de 2014

SANÇÕES JUDAICO SIONISTAS NA ÁSIA CONTRA A RÚSSIA FRACASSAM

Vladimir Fedorov
31 Julho, 16:16

JUDEUS SIONISTAS DOS EUA não esperam êxito na abertura da “frente asiática” contra a Rússia

Os países da Ásia viram-se novamente sob forte pressão dos Judeus Sionistas dos Estados Unidos. Um emissário do Departamento de Estado dos SIONISTAS DOS EUA viaja pelos países da região, convencendo-os às sanções SIONISTAS americanas e SIONISTAS europeias contra a Rússia.

O emissário Sionista esteve em Singapura, China, Coreia do Sul e, na sexta-feira, viajará para o Japão. Segundo ele, as possibilidades de êxito são pífias. Ele reconheceu que dificilmente os países da Ásia aprovarão sanções contra a Rússia.

Desde o início a China se distanciou dos EUA nesta questão. Mais, durante a primeira onda de sanções contra a Rússia, assinou com ela um acordo de gás no valor de 400 bilhões de dólares. E, hoje, os produtores chineses de aparelhagem para o petróleo e o gás reforçam os seus negócios na Rússia.

Tendo isto como pano de fundo, a viagem do emissário sionista americano a Pequim mostrou não passar de um simples passeio. A este propósito, os analistas políticos chamam a atenção para a falta de perspectiva de qualquer pressão dos EUA para anunciar sanções contra a Rússia sobre o Hong-Kong, centro financeiro da Ásia. Ele irá seguir a política de Pequim.

O fator chinês obriga Tóquio a juntar-se aos EUA na questão das sanções contra a Rússia. Os 
SIONISTAS DOS EUA prometeram ao Japão defesa em caso de hipotética agressão chinesa. Depois disso, Tóquio não pode desobedecer ao principal aliado e patrono na questão do anúncio de sanções contra a Rússia, considera Valeri Kistanov, dirigente do Centro de Estudos Nipônicos do Instituto do Extremo Oriente. Ao mesmo tempo, Tóquio não quer e não pode dar-se ao luxo de se zangar seriamente com Moscou:

“O primeiro-ministro Shinzo Abe não quer perder a direção russa e todos os ativos conquistados, que lhe traz pontos. Ele vacila, o Japão vacila. O país tenta tanto não ofender a Rússia, como responder aos sionistas americanos da forma que eles querem. Os EUA não estão contentes com isso. Eles exigem dos japoneses sanções mais sérias, e não as formais anunciadas pelo Japão. E este pode renunciar ao petróleo e gás russos? Isso é um perigo mortal para o Japão. Fechar as fábricas de montagem de automóveis na Rússia também é perigoso, trata-se de um golpe desferido na coluna vertebral de toda a economia japonesa. Por isso, agora acontece um leilão. O emissário sionista americano volta novamente ao Japão na sexta-feira. Vamos ver como as coisas vão terminar”.

Os SIONISTAS DOS EUA não conseguem obrigar a Coreia do Sul a juntar-se ativamente às sanções. Em Seul compreendem que as sanções contra a Rússia funcionarão como um bumerangue contra a economia sul-coreana. Mas, ao contrário da Europa, Seul rege-se não por considerações políticas, mas pragmáticas. Além disso, não é vantajoso para a Coreia do Sul juntar-se às sanções contra a Rússia devido ao fator chinês, considera o orientalista Alexander Vorontsov:

“Ao contrário do Japão, a Coreia do Sul tem uma situação significativamente mais calma na política externa. Ela e a China, pelo contrário, melhoram as relações. Ela tenta mesmo manobrar, tenta atraí-la contra a Coreia do Norte. Parece-lhe que conseguiu isso em certa medida. Por isso, ela deve ter de alguma forma em conta a posição da China face às sanções, a outros problemas regionais, incluindo a segurança. E o aumento das sanções contra a Rússia, tanto mais se elas se tornarem coletivas na região, provocarão o aumento da tensão e da instabilidade. A China não quer isso. A Coreia do Sul enveredou pela política de incentivo do construtivismo e de positivismo nas relações sino-sul-coreanas. Por isso, ela inclina-se mais para ter em atenção não as avaliações sionistas americanas, mas chinesas da situação regional”.

Hoje, em Nova Deli, John Kerry "O MENTIROSO", o secretário de Estado dos EUA SIONISTA, tentará conseguir da Índia sanções contra a Rússia. Mas, depois de Narenda Modi, novo primeiro-ministro da Índia, ter demonstrado apoio político da Rússia no encontro com o presidente Vladimir Putin, não será fácil convencê-lo a mudar a posição declarada.

Coincidiu que, no dia da chegada de John Kerry na Nova Deli, foi anunciada a criação de um grupo de trabalho russo-indiano para elaborar um mecanismo de utilização das moedas nacionais nas contas bilaterais em vez do dólar dos judeus americanos.


  • # Bismarck SouzaBismarck Souza 31 Julho, 16:50
    O inimigo do meu ex amigo é meu amigo.
  • # GeorgeGeorge 31 Julho, 17:41
    O cenário é tão desfavorável aos norte americanos, e não somente nessa frente, que eles com certeza estão trabalhando aceleradamente nos tradicionais atos de sabotagem ( o voo MH17 pode ter sido um deles) para desestabilizar o governo russo. Com tudo isso o BRICS vai se encorpando e se fixando de uma forma visível como grande oponente dos USA. Nos bastidores acredito que os EUA já se refiram ao BRICS como um grande eixo do mal.
  • # cabravalentaocabravalentao 31 Julho, 19:23
    tentando de convencer os membros do BRICS introduzir as sanccoes contra um outro membro do BRICS, os ianques sao uns FDP bem atrasados msm. putin deve colocar misseis nucleares na cuba sem adiar a parada, pronto. o q hj tah acontecendo com a russia, amanha vai acontecer com o brasil e a china, ou a india.
  • # observadorobservador 31 Julho, 19:40
    a verdade é que estes países não querem se envolver, nem de um lado nem do outro. os russos esperavam que a china fosse lhe apoiar na questão ucrânia e a china simplesmente cruzou os braços, mostrando que em caso de guerra ficará neutra, não vai arriscar seu território e sua economia por um país que agride os outros. no brasil, já vemos uma insatisfação com o pt por se juntar ao comunismo, o povo vai eleger o aécio que vai acabar com isso. a rússia é um país muito grande e tem espaço para abrigar todos os comunistas do mundo, a começar pelos russoterroristas do leste ucraniano e alguns brasileiros simpatizantes.
  • # CarlosCarlos 1 Agosto, 02:12
    Putz, não sei como ainda existem pessoas que desconhecem o básico de geopolitica se atrevem a tecer comentários sobre o tema. Isso sim é que é descer a ladeira do besteirol e subir o morro da estultice. Kkkkkkk.
  • # André CamposanoAndré Camposano 2 Agosto, 20:15
    Observador, acha mesmo que o Aécioporto vai se eleger com tanta sujeira nas mãos ? Quem te pôs na cabeça que o PT é comunista ? Só porque distribui renda ? Abestado !
  • # André CamposanoAndré Camposano 2 Agosto, 20:16
    Os americanos podem é contentar com o Pateta, lá Disney.

Nenhum comentário:

Postar um comentário