quarta-feira, 20 de agosto de 2014

GAZA - TERROR JUDAICO SIONISTA REGISTRA FRACASSOS MILITARES E VITÓRIAS MIDIÁTICAS NO ASSASSINATO DE MAIS DE 2000 CIVIS


Serviços de Inteligência de Israel 
admitem fracassos em ataques 
a Gaza
Pic







Os serviços de inteligência do regime israelense considerou que o fracasso de seu exército está enraizada na informação incorreta, bem como a sua incapacidade para combater 
o palestino - Movimento de Resistência Islâmica (Hamas).

Ao relatar a guerra em Gaza, o Serviço Geral de Segurança da inteligência israelense (Shabak) e da inteligência militar israelense (AMAN) revelaram o fracasso do exército israelense no acesso a qualquer informação sobre os locais onde os comandantes do Hamas e os líderes políticos  palestinos em Gaza, disse ainda neste domingo o diário palestino Al-Manar.

De acordo com esses relatórios, a resistência palestina conseguiu dificultar as atividades de inteligência do inimigo, para que o regime israelense anunciou no final da segunda semana de conflito, a sua total incapacidade para cumprir os seus objetivos.

O ataque ao enclave costeiro de
não estava de acordo com os padrões militares e de inteligência e esta guerra mostrou que o regime israelense não tem nenhuma informação real sobre os acontecimentos em Gaza, contidos nos relatórios dos serviços de de inteligência do Shabak e AMAN.

Os serviços de inteligência israelenses relataram claro que os ataques do exército israelense em locais do Hamas, foram publicados como parte de uma guerra midiática e não com base na realidade militar.

De acordo com as confissões dos serviços de inteligência israelenses, o regime de Tel Aviv sofreu danos irreparáveis em sua agressão militar a Gaza, que começou há cerca de 41 dias atrás.


Não se registra vitórias sobre os milicianos do HAMAS, mas apenas ataques genocidas contra a população civil, mais de 2000 assassinatos entre velhos, mulheres e crianças.

Nenhum comentário:

Postar um comentário