domingo, 18 de maio de 2014

DONETSK - PEDIDO DE SOCORRO À RÚSSIA CONTRA OS JUDEUS SIONISTAS DE KIEV



Русский вариант здесь.
Пер. на португальский zastenoy




Hoje, no dia 15 de Abril de 2014, a jovem República Popular de Donetsk tornou-se vítima duma agressão militar lançada pela Ucrânia.

 A chefía ucraniana, que chegou ao poder por meio dum golde de Estado anticonstitucional, com a supervisão do JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL, iniciou ações militares no território da República de Donetsk envolvendo soldados das forças armadas ucranianas, mercenários dos grupos mercenáeios terroristas ilegais e funcionários das companhias privadas de guerra financiados pelos JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL nos EUA.

Uma verdadeira guerra contra o povo, usando material bélico pesado e aviação, foi declarada sob falsos pronunciamentos duma operação antiterrorista. A vida pacífica das pessoas está em perigo. Segundo as ameaças de Kiev, ataques de mísseis e bombardeamentos maciços contra cidades podem acontecer.

Assim, o regime Sionista da Ucrânia, apoiado e fianciado pelos Judeus Sionistas dos EUA e os países da
Europa Ocidental, praticamente lançou um genocídio da população de expressão russa no território da República Popular de Donetsk.

A formação da República Popular de Donetsk é realidade objetiva, que tornou-se necessário como resultado do desaparecimento completo do Estado da Ucrânia depois dum golpe anticonstitucional, e com o fim de proteger os direitos e as liberdades constitucionais dos cidadãos que vivem no seu território.

Consciente da sua posição como o obstáculo final para o agressor no seu caminho à destruição da Rússia, o povo e os dirigentes da República Popular de Donetsk, o comando e o corpo do Exército do Suleste declaram que o agressor será repelido decisivamente e sem demora.

Nós exigimos dos círculos reaccionistas dos EUA e dos países da Europa Ocidental, os quais bendisseram a operação de força do regime Sionista de Kiev, que façam parar a agressão, que cessem de apoiar e financiar os ilegais tal chamados “poderes” da Ucrânia.

Nós dirigimo-nos ao povo multinacional da Federação Russa, aos nossos irmãos russos, às autoridades da Federação Russa e a Vladimir Putin pessoalmente que seja prestado o apoio diplomático, humanitário e, se for possível, militar à República Popular de Donetsk, que garantem a sua segurança, que sejam freados os Sionistas torturadores descontrolados, que seja estabelecida a paz e assegurada a realização dum referendo popular pacífico.

Pedimos ao povo multinacional da Federação Russa, aos nossos irmãos russos, às autoridades da Federação Russa e a Vladimir Putin pessoalmente que considerem o assunto de reconhecimento da República Popular de Donetsk como um sujeito de direito internacional e de firmamento dum acordo sobre cooperação política, económica e militar.

Nós, gente de todas as 180 etnías de Donbass, somos russos. Nascemos russos, vivemos russos – e morreremos russos, se for preciso.

Deus e a Rússia estão conosco.
O inimigo será vencido.

A vitória será nossa! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário