quarta-feira, 7 de maio de 2014

CRIMEIA - FATO INÉDITO - UM POVO CONSEGUIR SUA AUTODETERMINAÇÃO





NÃO FORAM SÓ OS RUSSÓFONOS QUE VOTARAM A FAVOR DA RÚSSIA, 97% DOS UCRANIANOS, TAMBÉM VOTARAM A FAVOR DA RÚSSIA, E, ATÉ A POPULAÇÃO TÁRTARA DE ORIGEM TURCA, VOTARAM A FAVOR DA RÚSSIA. PORQUE?...

-- NÃO É APENAS PORQUE A MAIORIA DAS HABITANTES DESTAS REGIÕES SÃO DE ORIGEM RUSSA, ALÉM DE SER A REGIÃO MAIS INDUSTRIALIZADA DA UCRÂNIA, É TAMBÉM O MAIOR "IDH" DO PAÍS, COM ALTA ESCOLARIDADE, CONSEQUENTEMENTE SÃO MAIS INFORMADOS E SABEM QUE OS EUROPEUS DA REGIÃO DO "EURO" ESTÃO TODOS FALIDOS, QUEBRADOS E ESCRAVIZADOS FINANCEIRAMENTE PELOS "JUDEUS SIONISTAS DE ISRAEL", E O PIOR, SEM UMA PERSPECTIVA DE MELHORA, 
POR EXEMPLO: A GRÉCIA AMARGA JUNTAMENTE COM ITÁLIA, ESPANHA E PORTUGAL UM DESEMPREGO PIOR DO QUE OS PERÍODOS DE GUERRA, DA ORDEM 25% ENTRE OS ADULTOS E MAIS DE 50% ENTRE OS JOVENS, E TENDO COMO PANO DE FUNDO A FRANÇA, INGLATERRA E ALEMANHA TOTALMENTE ESTAGNADOS, SOB O DOMÍNIO DOS JUDEUS SIONISTAS, NA GRÉCIA A CLASSE MÉDIA PASSA ATÉ FOME, A HUNGRIA, ISLÂNDIA E CHIPRE PULARAM FORA E VOLTARAM A SUAS ANTIGAS MOEDAS, E, SABE-SE QUE O "EURO" ESTÁ COM OS DIAS CONTADOS, ASSIM COMO O DOLAR.

-- ESCOLHER COM QUEM FICAR E TENDO A OPÇÃO DE MUDAR, FOI O QUE ACONTECEU, FOSSEM ELES PIGMEUS DA ÁFRICA, YANOMAMIS DO BRASIL OU ESQUIMÓS DO POLO NORTE, TERIAM ESCOLHIDO A RÚSSIA, DEU A LÓGICA, É SÓ ANALISAR, FESTA DE 1o. DE MAIO SÓ TEVE NA RÚSSIA, NO RESTO DO MUNDO SÓ TEVE PROTESTOS! PORQUE?... AÍ VEM O ÓBVIO ULULANTE, NO RESTO DO MUNDO OS JUDEUS SIONISTAS ESTÃO PRESENTES, TEM MISÉRIA OU GUERRA!






FORMAÇÃO POPULACIONAL DA CRIMEIA Dos mais de dois milhões de habitantes da Criméia, cerca de 25% são ucranianos e 60% ​​russos. Além disso, após o colapso da União Soviética, a cerca de 250 mil tártaros da Criméia retornou ao continente depois de ser deportado para a Ásia Central por Stalin nos anos 1940.



A QUEM PERTENCE A CRIMEIA? A península estava mudando sua dependência ao longo da história. Após a Segunda Guerra Mundial era parte da Rússia. O líder de então do Kremlin, Nikita Khrushchev, de origem ucraniana, deu a península para a Ucrânia em 1954, que era então parte da União Soviética.

A entrega de Crimea para a Ucrânia por Khrushchev, foi considerada um erro histórico.
Muitos russos étnicos e muitos ucranianos ficaram decepcionados com as ações da classe política de Kiev, foram expostos à más condições economicas na península, e sempre desejosos de voltar para os braços da "Mãe Rússia", o que aconteceu agora.



APÓS A EXTINÇÃO DA URSS A UCRÂNIA TORNOU-SE INDEPENDENTE Ucrânia tornou-se um estado independente e a Criméia como uma de suas regiões. Em 1992, Kiev concedeu alguma autonomia para a península.



OS INTERESSES DE RÚSSIA E CRIMEIA SÃO RECÍPROCOS
Para a Rússia, a península tem grande geo-estratégica, militar e importância econômica. No porto da cidade de Sevastopol é a base da frota russa do Mar Negro, o que turbina a economia local.



O GOLPE QUE DERRUBOU O PRESIDENTE LEGAL DA UCRÂNIA ENSEJOU O REFERENDO QUE JUNTOU A FOME COM A VONTADE DE COMER Durante a crescente instabilidade política que atravessa a Ucrânia, o presidente russo, Vladimir Putin, percebeu que a Crimeia queria voltar para a Mãe-Rússia e em contra partida a Rússia queria a Crimeia de volta para casa, da´em diante o  referendo serviu como se se fosse uma varinha mágica, os habitantes da península dormiram ucranianos e acordaram russos, os detalhes da incorporação da Criméia será contada pela história com final feliz. Sendo deposto presidente ucraniano, Viktor Yanukovych e formar um governo interino pró-ocidental, as forças pró-russas incentivaram o processo de convocar rapidamente um referendo sobre a península.

Que Putin não reconhece o governo interino da Ucrânia, porque, argumenta, ameaça a minoria russa que vive atualmente no país.

O TEMA DO REFERENDO E 97% VOTARAM A FAVOR DA RÚSSIA Os cerca de 1,8 milhões de cidadãos aptos a votar poderiam escolher entre a anexação da Criméia para a Rússia ou para a restituição da validade da Constituição da Crimeia de 1992 e da região faz parte da Ucrânia.

Segundo a Comissão Eleitoral, cerca de 97 por cento da população da Criméia votaram a favor da anexação à Rússia.






REFLEXOS INTERNACIONAIS DO REFERENDO A União Europeia, os Estados Unidos e a maioria dos paises ocidentais, bem como Kiev, não reconhecem o referendo, porque eles alegam que viola o direito internacional e da Constituição. Na segunda-feira 17 mar eles expandiram suas sanções para punir e forçar Putin para voltar ao diálogo. Rússia, por sua vez, move-se em direção a anexação da Criméia.

Mas 89% dos povos ocidentais, inclusive europeus, americanos e até ucranianos, foram e são a favor do referendo, pois ai havia inexoravelmente a vontade de um povo acima dos interesses políticos do JUDAICO SIONISMO DE ISRAEL, fato constatado pelas redes sociais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário