sábado, 15 de março de 2014

TRANSGÊNICOS - GOVERNO AJUDA OS JUDEUS SIONISTAS A CONTAMINAR OS BRASILEIROS


Brasil desponta na produção de TRANSGÊNICOS, que provocam CÂNCER E OBESIDADE
Brasil desponta na produção e pesquisa de transgênicos
Brasil desponta na produção e pesquisa de transgênicos
Maringá (Paraná), 18 fev (EFE).- Mais de 36,6 milhões de hectares das terras agricultáveis do Brasil estão cobertos com soja, milho e algodão TRANSGÊNICOS, um tipo de cultivo que cresceu exponencialmente nos últimos anos até que o país se tornou o segundo maior produtor mundial de alimentos geneticamente modificados.("UE", "JAPÃO", "RÚSSIA" E "CORÉIA" NÃO COMPRAM MAIS UM ÚNICO GRÂO DO BRASIL, CANADÁ E EUA)

'O objetivo da biotecnologia é acabar com a fome no mundo ao aumentar a produção', resumiu a pesquisadora e diretora-geral do Conselho de Informações sobre Biotecnologia, Adriana Brondani(JUDIA SIONISTA), durante uma conferência para promover a difusão deste tipo de cultivos realizado em Maringá, no Paraná.(MAS EM COMPENSAÇÃO PROVOCA O AUMENTO DE CÂNCER E OBESIDADE NA POPULAÇÃO QUE CONSOMEM ESTES PRODUTOS ENVENENADOS)

Na opinião de Adriana, a utilização de transgênicos também ajuda a 'preservar o planeta' ao permitir que sejam utilizadas menores quantidades de produtos químicos e água, além de diminuir a erosão do solo.

Mas o caminho a ser percorrido até plantar produtos modificados geneticamente está 'semeado' de testes de biossegurança estabelecidos pela legislação nacional.
Segundo explicou Adriana, leva entre 12 e 18 meses para que um produto transgênico seja aprovado para ser cultivado.

Durante esse processo, a aprovação é submetida a debate em diferentes órgãos de segurança até chegar à Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio), da qual participam especialistas e responsáveis ministeriais.(TODOS COMPRADOS PELA MONSANTO QUE É UMA EMPRESA JUDAICO SIONISTA)

Até agora, esta comissão aprovou a utilização de 58 produtos geneticamente modificados, incluindo vacinas.(ENQUITANTO ISSO A RÚSSIA E A EUROPA PROIBIRAM TERMINALMENTE A PRODUÇÃO DE TRANSGÊNICOS EM SEUS TERRÍTÓRIOS)

O debate sobre os transgênicos faz parte do trabalho diário de pesquisadores como Adriana, que acredita que essa disputa, bastante acirrada na União Europeia (UE), por exemplo, tem um caráter 'político e ideológico'(POLÍTICA E IDEOLOGIA SAUDÁVEL, PORQUE EVITA A CONTAMINAÇÃO DA POPULAÇÃO POR CÂNCER E OBESIDADE), porque, em sua opinião, 'a sociedade é a favor'.(UMA GRANDE MENTIRA, NINGUÉM É A FAVOR DO AUTO ENVENENAMENTO)

Ela lembrou que a UE patrocinou 130 projetos para observar o impacto dos transgênicos e em todos eles ficou provado que não existe um efeito negativo. (OUTRA MENTIRA DESTA CRIMINOSA SIONISTA)

TRANSGÊNICOS - PROVOCAM CÂNCER E OBESIDADE - RÚSSIA PROÍBE - CIENTISTAS HORRORIZADOS NOS TESTES COM ANIMAIS

“Eles são todos perigosos, porque a própria tecnologia da sua produção é imperfeita. 
Na produção são usadas bactérias e vírus patogênicos. 
Quando os cientistas começam a verificar a influência desses produtos em animais, ficam horrorizados. 
São problemas oncológicos(CÂNCER) e de obesidade. 
Por isso, o mais correto será, com certeza, a proibição total dos TRANSGÊNICOS nos produtos agroalimentares, como o fizeram os países europeus.”

Apesar disso, por contar com 'um sistema regulador muito burocrático', apenas dois cultivos foram autorizados até o momento na UE, um de milho e outro de batata.(MAIS UMA MENTIRA)
França proíbe cultivo de milho transgênico Monsanto MON 810


Grãos de MON 810, uma variedade de milho geneticamente modificado desenvolvida pela empresa americana Monsanto

Grãos de MON 810, uma variedade de milho geneticamente modificado desenvolvida pela empresa JUDAICO SIONISTA Monsanto, erradicada nos EUA, CANADÁ E BRASIL.
O ministério francês da Agricultura proibiu neste sábado por decreto a comercialização, utilização e cultivo de milho geneticamente modificado MON 810, produzido pelo grupo americano Monsanto.
"A comercialização, a utilização e o cultivo de variedades de sementes de milho procedentes do milho geneticamente modificado MON 810 (...) ficam proibidos até a adoção (...) de uma decisão definitiva", estipula o decreto, publicado no Diário Oficial.
Já estava previsto que uma proposta de lei que proíbe o cultivo de milho transgênico fosse debatida no Parlamento francês no dia 10 de abril.
Mas o ministério da Agricultura considerou que havia urgência "devido à proximidade do início do período de plantio" para estabelecer a proibição, invocando o "princípio de precaução".
"Segundo dados científicos confiáveis e pesquisas internacionais muito recentes, o cultivo de sementes de milho MON 810 (...) apresentaria graves riscos para o meio ambiente, assim como um risco de propagação de organismos daninhos convertidos em resistentes", indica o texto.
Os Estados da União Europeia têm a possibilidade de proibir em seu território um TRANSGÊNICO autorizado pela UE.
Mas a França quer modificar uma proposta da Comissão Europeia para ampliar e consolidar os motivos pelos quais um Estado membro pode se negar a cultivar um TRANSGÊNICO em seu território se Bruxelas autorizar.
Paris quer que cada empresa produtora de TRANSGÊNICOS "solicite a cada Estado uma autorização para cultivá-los", disse recentemente o ministro da Agricultura, Stephane Le Foll. 

TRANSGÊNICOS - BATATA SUSPEITA, BILORÚSSIA SUSPENDE COMPRA DA "UE"

 2 Fevereiro, 10:02

Bielorrússia suspende a pedido da Rússia importação de batatas da UE

batata, bielorrússia, rússia, ue, união europeia, proibição, exportações

A Bielorrússia suspendeu, a pedido da Rússia, a importação de batatas da União Europeia, diz-se em um comunicado do Ministério da Agricultura e Alimentação desta república.

“Em virtude de reiterados pedidos do Rosselkhoznadzor (Serviço Federal de Controles Veterinários e Fitossanitários e de TRANSGÊNICOS da Rússia) e em conformidade com o acordo da União Aduaneira sobre a quarentena de plantas, a República da Bielorrússia suspende a partir de 01 de fevereiro de 2014 as importações de batatas de semente e de consumo alimentar originárias dos países da UE”, afirmou o porta-voz do ministério.

Entre os agricultores que trabalham com este tipo de cultivo no Brasil o debate está fechado.
 'O custo é menor e os benefícios maiores', afirmou à Agência Efe Waldemir Dolfini, que trabalha em um projeto de agricultura familiar de cerca de mil hectares no Paraná.
Para continuar o trabalho iniciado por seus pais, há quatro anos, Dolfini, que é descendente de imigrantes italianos, começou a plantar soja transgênica resistente a pragas e a herbicidas, embora reconheça que 'a princípio tinha certo medo'.

O efeito sobre as pragas foi imediato e a incidência de parasitas sobre as plantações se reduziu rapidamente na plantação tornando seu trabalho 'muito mais prático'.

Junto a ele, na lavoura, trabalha o técnico agrícola Robson Arrias, que garante que o número de aplicações de inseticidas nos campos com transgênicos 'é bem menor, o que é melhor para a saúde do agricultor e para o meio ambiente'.

Embora tenha preferido não falar sobre o possível efeito nos consumidores finais 'porque não é um especialista no assunto', Arrias acredita que o debate sobre estes produtos alimentícios é fomentado por grupos ambientalistas que 'fazem uma tempestade em um copo d'água'.

Segundo Arrias, que, além de produzir, consume transgênicos, 'aqui no Brasil os ambientalistas querem mandar, e todo mundo manda, menos os produtores'.

QUEM REALMENTE GANHA SÃO OS LABORATÓRIOS DOS JUDEUS SIONISTAS DA MONSANTO QUE VENDEM OS REMÉDIOS PARA A CURA DAS DOENÇAS QUE ELES MESMO CAUSAM.

Copyright (c) Agencia EFE, S.A. 2010, todos os direitos reservados

Um comentário:

  1. Apenas para você saber, eu fui comparado a você em um Blog que defende os transgênicos. Nesse caso me apresento. Meu nome é Eduardo de M Nobilioni e como vc, sou contra os transgênicos. O link do Blog esta abaixo. Da uma olhada. Garanto que vc vai gostar da minha resposta.
    http://genpeace.blogspot.com.br/2014/03/a-ctnbio-nao-decide-diferente-dos.html?showComment=1394990767961#c5924104585826986928

    ResponderExcluir