sábado, 15 de março de 2014

TRANSGÊNICOS - FRANÇA PROÍBE A UTILIZAÇÃO NA AGRICULTURA


França proíbe cultivo de milho transgênico Monsanto MON 810


Grãos de MON 810, uma variedade de milho geneticamente modificado desenvolvida pela empresa americana Monsanto

Grãos de MON 810, uma variedade de milho geneticamente modificado desenvolvida pela empresa americana Monsanto

O ministério francês da Agricultura proibiu neste sábado por decreto a comercialização, utilização e cultivo de milho geneticamente modificado MON 810, produzido pelo grupo americano Monsanto.

"A comercialização, a utilização e o cultivo de variedades de sementes de milho procedentes do milho geneticamente modificado MON 810 (...) ficam proibidos até a adoção (...) de uma decisão definitiva", estipula o decreto, publicado no Diário Oficial.

Já estava previsto que uma proposta de lei que proíbe o cultivo de milho transgênico fosse debatida no Parlamento francês no dia 10 de abril.

Mas o ministério da Agricultura considerou que havia urgência "devido à proximidade do início do período de plantio" para estabelecer a proibição, invocando o "princípio de precaução".

"Segundo dados científicos confiáveis e pesquisas internacionais muito recentes, o cultivo de sementes de milho MON 810 (...) apresentaria graves riscos para o meio ambiente, assim como um risco de propagação de organismos daninhos convertidos em resistentes", indica o texto.

Os Estados da União Europeia têm a possibilidade de proibir em seu território um TRANSGÊNICO autorizado pela UE.

Mas a França quer modificar uma proposta da Comissão Europeia para ampliar e consolidar os motivos pelos quais um Estado membro pode se negar a cultivar um TRANSGÊNICO em seu território se Bruxelas autorizar.

Paris quer que cada empresa produtora de TRANSGÊNICOS "solicite a cada Estado uma autorização para cultivá-los", disse recentemente o ministro da Agricultura, Stephane Le Foll.


TRANSGÊNICOS - BATATA SUSPEITA, BILORÚSSIA SUSPENDE COMPRA DA "UE"

 2 Fevereiro, 10:02

Bielorrússia suspende a pedido da Rússia importação de batatas da UE

batata, bielorrússia, rússia, ue, união europeia, proibição, exportações

A Bielorrússia suspendeu, a pedido da Rússia, a importação de batatas da União Europeia, diz-se em um comunicado do Ministério da Agricultura e Alimentação desta república.

“Em virtude de reiterados pedidos do Rosselkhoznadzor (Serviço Federal de Controles Veterinários e Fitossanitários e de TRANSGÊNICOS da Rússia) e em conformidade com o acordo da União Aduaneira sobre a quarentena de plantas, a República da Bielorrússia suspende a partir de 01 de fevereiro de 2014 as importações de batatas de semente e de consumo alimentar originárias dos países da UE”, afirmou o porta-voz do ministério.



Nenhum comentário:

Postar um comentário