segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

PEDOFILIA - PAPA E O IRMÃO GEORG RATZINGER AGIAM NAS ESCOLAS ALEMÃS


GEORG RATZINGER COM O IRMÃO PAPA - UNIDOS TAMBÉM NA PEDOFILIA
UMA EM CINCO - SOFRERAM ABUSOS
"Um sofisticado sistema de punições sádicas em relação com o desejo sexual"

 Copyright © 2010 euronews25/03/10 13:34 CET

...15 mil crianças irlandesas terão sido vítimas de abusos.

Depois da Irlanda, foi a vez de a Alemanha ser abalada por casos de abusos sexuais na Igreja Católica.

No final de Janeiro deste ano, as autoridades religiosas começaram a levantar o véu que encobria centenas de agressões sexuais cometidas em escolas católicas, nos anos 70 e 80. 170 queixas foram apresentadas desde então.

O Papa Bento XVI e o seu irmão Georg Ratzinger foram associados aos escândalos do Mosteiro de Ettal, na Baviera, e do coro de pequenos cantores de Ratisbonne.

Dois meses depois, em Março, as instituições católicas austríacas foram postas em causa, por causa de abusos sexuais, também cometidos nos anos 70 e 80.

O Padre Superior da Abadia de São Pedro, em Salzburgo, demitiu-se. Bruno Becker admitiu publicamente ter abusado de uma criança em 1969. 

Centenas de casos foram entretanto divulgados.

Os escândalos atingiram também a Suíça, Itália e Malta, onde Bento XVI esteve no passado fim-de-semana. Uma visita que permitiu ao papa encontrar-se com as vítimas dos padres católicos...
 

notíciasRSS Feed

DENUNCIAS 
Um homem que viveu no colégio interno ligado ao coro até 1967 alegou que "um sofisticado sistema de punições sádicas em relação com o desejo sexual" tinha sido instalado ali. . Der Spiegel citou o homem, um compositor Franz Wittenbrink, como dizendo que seria inexplicável que o irmão do papa não sabia nada sobre isso [4] Ratzinger admitiu tapa alunos no rosto. [5] Ele comentou: "No começar, eu também deu um tapa na cara das pessoas, mas eu sempre tive uma má consciência ". Ele alega ter sido aliviado quando a punição corporal foi proibido em 1980. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário