Maduro disse que o corte de eletricidade é uma sabotagem subversiva planejada pelos JUDEUS SIONISTAS para ajudar CAPRILLES NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES, e ordenou colocar as forças armadas e de segurança em estado de  máximo.
"Eu mandei pôr as forças armadas bolivarianas em estado de prontidão de combate elevado, o alto comando está reunido porque temos informações de que haverá novos ataques", a mídia local cita as palavras de Maduro.
Por sua vez, os oponentes do atual presidente venezuelano dizem que este apagão é uma prova de que as autoridades não conseguem lidar com a economia.
Mas a verdade é que não se sabe lidar com a SABOTAGEM E O MAQUIAVELISMO DOS JUDEUS SIONISTAS, QUE PROVOCARAM O APAGÃO.