"Acredito na capacidade e poder de convocação da Igreja, e viemos pedir que seja a promotora do diálogo na Venezuela. Ela tem como fazê-lo, a autoridade moral para fazê-lo. Tem a capacidade para convocar todos", disse Capriles a jornalistas após ser recebido em audiência privada pelo pontífice.

Capriles afirmou ainda que o papa escutou sua proposta e defendeu o "diálogo", já que acredita que através da Conferência Episcopal da Venezuela e do cardeal Jorge Urosa Savino pode ser estabelecida uma comunicação para ver como esse pedido pode se materializar.

Leia mais: http://portuguese.ruvr.ru/news/2013_11_06/Papa-e-Capriles-debatem-papel-da-Igreja-Catolica-como-mediadora-na-Venezuela-7871/