A decisão entrou em vigor automaticamente, ao ter expirado o período de dois anos após a decisão de Washington de suspender o financiamento da organização.
Ao dar este passo, Washington demonstrou sua oposição à decisão da UNESCO de conceder o status de membro à Palestina.
A contribuição financeira dos EUA para as atividades da UNESCO era de 80 milhões de dólares, 22% do orçamento da organização internacional.