Falando em uma coletiva de imprensa após uma reunião com Jean-Marc Ayrault, ele sublinhou que a Rússia entende todas as preocupações que são expressas pela França e por outros países.
O primeiro-ministro francês perguntou sobre a possibilidade de um gesto humanitário em relação a um compatriota detido em conexão com a ação do Greenpeace na plataforma de petróleo da Gazprom no mar de Pechora.