Este tipo de situações envolvendo os serviços secretos norte-americanos e cidadãos da Federação da Rússia acontece frequentemente, disse o comissário do Ministério das Relações Exteriores para os Direitos Humanos, Konstantin Dolgov.
Os Estados Unidos acusam Kvinikadze de violação da lei dos EUA durante a exportação de miras telescópicas para a Federação da Rússia. O exame de processo está marcado para dia 3 de fevereiro.
Leia mais: http://portuguese.ruvr.ru/news/2013_11_08/moscou-irritada-com-servicos-secretos-dos-eua-que-estimulam-russos-a-violar-a-lei-1126/