"Os eventos desta noite são muito lamentáveis para a Polônia. Trata-se dos atos de agressão inaceitável tanto contra os policiais que estavam guardando a embaixada russa como contra a embaixada propriamente dita," enfatizou o premiê.
Radicais de direita poloneses realizaram na segunda-feira uma Marcha de Independência, durante a qual foi incendiada a guarita do posto policial na porta da embaixada russa e foram atiradas pedras, rojões e petardos na direção da missão diplomática. Antes disso, os manifestantes fizeram uma briga e queimaram uma instalação em forma de arco-íris e vários carros.