Apenas um grama de Th equivale à energia produzida por 28 mil litros de gasolina. Seria assim possível manter um carro  andando por 100 anos com oito gramas de Th - muito mais que a vida útil de um carro convencional.
O elemento foi descoberto em 1828 pelo químico sueco Jons Jakob Berzelius, que o batizou como tório em referência ao deus nórdico Thor. Trata-se de um metal radioativo que está entre os elementos mais densos existentes e hoje é usado para produzir filamentos para lâmpadas incandescentes e vidros especiais.
Em 2009 a Loren Kulesus já havia pensado em usar o Th em carros, quando desenvolveu o World Thorium Fuel Concept Car. Atualmente quem lidera um projeto semelhante é a empresa norte-americana Laser Power System e os seus protótipos são motores com 250 kg que podem ser colocados em automóveis.
Mas o Th também pode ser adotado em casas, ambientes de trabalho, outros tipos de transporte, equipamentos militares e até naves espaciais, conforme a empresa.
-- Diário Digital