“Sem dúvida, tudo isto  terá sentido e poderá funcionar se ouvirmos que a parte estadunidense e todos os que apoiam os EUA neste sentido, desistem do emprego de força”, declarou o chefe do Estado da Rússia.